Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Red Pass

Rumo ao 38

Red Pass

Rumo ao 38

Taça de Portugal Em Sines, 1981

10850650_832255170146701_671784682_n.jpg

 Deslocação absolutamente épica nos 1/16 de final da Taça de Portugal na época 1980/81. Já tinha ouvido relatos de quem foi passar o dia a Sines para apoiar o Benfica num desafio com o Vasco da Gama.

Aconteceu a 1 de Março de 1981 no Estádio Municipal de Sines. Campo pelado, como se pode ver pela valiosa foto, casa cheia (parece haver alguém pendurado na torre do lado esquerdo da foto) e o Benfica a apresentar uma equipa de respeito, sem aquelas modernices de rotação de plantel.

Bento na baliza, António Bastos Lopes, Frederico, Laranjeira e Veloso na defesa, Carlos Manuel, Shéu, João Alves (César 45') e Chalana no meio campo, Nené, o capitão (Jorge Gomes 56')  e Reinaldo na frente. Depois da saída de Nené a braçadeira passou para Bento. Treinava a equipa o húngaro Lajos Baroti.

Então e o resultado? Ir a Sines jogar com o Vasco da Gama em ambiente de festa, deve ter dado goleada.

Nada disso, apuramento muito suado! Reinaldo deu vantagem ao Benfica aos 35' e Carlos Manuel aumentou para 0-2 aos 54' mas dois minutos depois Beto reduzia para os homens da casa. Até ao fim houve incerteza mas a vitória já não fugiu aos encarnados.

 

Antes o Benfica tinha afastado Benfica de Castelo Branco e União de Coimbra, depois foi eliminar o Sacavenense, o Esperança de Lagos e o Belenenses, sempre a jogar fora da Luz! Uma caminha bonita até ao Jamor onde bateu o FC Porto por 3-1 com hattrick de Nené.

 

Actualmente, costumo passar dois fins de semana em Sines por ano. Por alturas do Festival de Músicas do Mundo, após o final da época, passo ali dias maravilhosos a comer bem, beber melhor, com o sol da praia de dia. À noite a descobrir novos sons trazidos de toda a parte do planeta nos palcos do Castelo e da Avenida. Há uma Casa do Benfica onde sou sempre muito bem recebido e onde ainda hoje se fala desta visita histórica do Benfica a Sines.

Hoje aqui fica a fotografia, mais uma preciosa ajuda do grande benfiquista de Arcos de Valdevez Francisco Araújo, que ilustra essa passagem do Glorioso pelo pelado de Sines.