Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Red Pass

Rumo ao 38

Red Pass

Rumo ao 38

Talisca na Escolha do L'Equipe Entre os Avançados a Descobrir

eq.jpg

 

O "L'Équipe" coloca, esta sexta-feira, Talisca entre os 10 atacantes a descobrir. O jornal francês elabora uma lista com base no que aconteceu na primeira volta dos campeonatos, apresentando um por liga.

Sobre o jogador do Benfica:

Portugal : Talisca (Benfica Lisbonne, 9 buts)

Impressionnés par le talent de Talisca, José Mourinho (Chelsea) et de nombreuses autres équipes anglaises ont tenté de le faire signer en Premier League l’été dernier. Mais la législation britannique, stipulant que le joueur doit obtenir un permis de travail, a empêché l’attaquant qui évoluait à Bahia et qui avait remporté le tournoi de Toulon 2013 d’être transféré. A l’affût, le Benfica Lisbonne l’a acheté 4 millions d’euros. Deuxième meilleur buteur de la ligue portugaise avec neuf réalisations, celui qui fait désormais partie du groupe brésilien de Dunga a également marqué contre Monaco en Ligue des champions. Lié jusqu’en 2018 avec les Aigles, il marque un peu le pas : il a scoré face à Penafiel après avoir passé deux mois sans trouver le chemin des filets.
 
 

A lista:

Inglaterra: Charlie Austin (QPR)

Itália : Paulo Dybala (Palermo)

Espanha: Carlos Bacca (Sevilha)

Alemanha: Alexander Meier (Eintracht Frankfurt)

Portugal : Talisca (Benfica)

Bélgica: Abdoulaye Diaby (Mouscron)

Escócia : Anthony Andreu (Hamilton Academical)

Suíça : Shkelzen Gashi (Basileia)

Rússia : Bibras Natkho (CSKA Moscovo)

Ucrânia : Eric Bicfalvi (Volyn Lutsk)

Talisca Convocado Por Dunga

RTEmagicC_TaliscaBenficaFEliz.png (1).png

imprensa brasileira avança que Talisca será o substituto de Lucas (lesionado) na Selecção principal do Brasil orientada por Dunga:

 

Em alta na Europa e principal destaque do Benfica na atual temporada, o meia Anderson Talisca foi convocado para a seleção brasileira pelo técnico Dunga na manhã desta segunda-feira (10). O ex-jogador do Bahia irá substituir o atacante Lucas do PSG, que foi cortado da lista de selecionados após sofrer uma lesão no pé direito em um jogo disputado no campeonato francês.

A Imprensa Internacional Sobre Talisca

_JPT8849.jpg

(Foto: João Trindade)

 

L'Equipe: "A equipa do Mónaco vai lamentar por muito tempo a ineficácia que a caracterizou na zona de finalização, frente a um Benfica que teve a felicidade do seu lado para vencer."

La Gazzetta dello Sport: "A primeira parte foi uma cura para a insónia, com as equipas a anularem-se mutuamente. No segundo tempo, Jesus trocou Samaris por Lima, inclinou a equipa e foi recompensado com o golo de Talisca."

Globoesporte: "Virou rotina na temporada: mais uma vez, Anderson Talisca foi decisivo para o Benfica: ele começou no ataque, foi recuando e apareceu para salvar perto do fim. Agora o panorama é mais animador."

ESPN: "Talisca, apelidado de "novo Rivaldo", chutou uma bola solta na sequência de um canto e arruinou a excelente segunda parte dos monegascos, que tinham estado muito perto de se adiantar no marcador."

Marca: "Talisca foi mais uma vez o maestro, Júlio César segurou a barra atrás. Talvez tenha sido a melhor atuação do Benfica até aqui na Champions. Mesmo com uma dose de sufoco, foi suficiente para assegurar a vitória."

Talisca na Globo

Talisca em destaque no site da Globo de onde se retira o artigo com entrevista;

Em alta no Benfica, Talisca mantém cautela sobre Seleção principal

Após bom começo no futebol europeu, atacante diz que não teve dificuldade para se acostumar ao Velho Continente e foca na Olimpíada: "Tudo tem seu momento"

 

Como pode um baiano chegar tão à vontade na fria Europa e, em pouquíssimos jogos, converter-se num dos grandes destaques de um clube como o Benfica? Para Anderson Talisca, o processo foi simples. Tão natural que nem ele sabe explicar: simplesmente aconteceu. Uma das novidades da seleção brasileira sub-21 para os amistosos contra Bolívia e Estados Unidos, o atacante chega com moral à equipe após o belo começo no Velho Continente.

Em 10 partidas pelo Benfica, Talisca marcou seis gols: é o artilheiro dos Encarnados no Campeonato Português. O bom começo gerou até uma discussão entre seu técnico, Jorge Jesus, e José Mourinho, do Chelsea, que disse que o brasileiro só não foi para os Blues por não ter o visto de trabalho necessário na Inglaterra. Jesus reagiu alegando que o rival não conhecia o atacante.

Alheio a isso, Talisca, que de tão adaptado já chama até o técnico de "mister", termo usado com frequência na Europa, projeta seu futuro na seleção sub-21. Enquanto surgem alguns pedidos por sua utilização na equipe principal, o baiano mantém a calma. Um passo de cada vez...

 

Como é ser elogiado pelo Mourinho?
É importante. É gratificante estar nesta ascensão, mas mantenho a cabeça no lugar, tranquilo. Fazendo o meu trabalho, a gente vai conquistando o objetivo passo a passo.

Julio César e Talisca durante a viagem à Alemanha (Foto: Facebook)Julio César e Talisca durante a viagem do Benfica à Alemanha (Foto: Facebook)



Com seu bom começo na Europa, já tem gente te pedindo na Seleção principal. Acha que é isso mesmo ou é melhor dar um passo de cada vez?
Tudo tem o seu momento. Acho que estou preparado para a seleção olímpica. Se um dia vou chegar na Seleção principal, só trabalhando para saber. Até lá, estou focado aqui para sempre dar o meu melhor. 

Talisca Benfica (Foto: Getty)Talisca em ação pelo Benfica (Foto: Getty)
 

Você imaginava ter este início tão bom no Benfica?
Já imaginava, porque vinha fazendo as coisas certas, me preparando, aprendendo coisas todos os dias. Lá (Benfica) é uma escola, temos que ter humildade para aprender. Estou jogando mais avançado. Espero manter o trabalho na seleção.

Como foi a adaptação?
Para mim foi rápida. Não tive dificuldade. Não sei agora, que vai começar o inverno. Mas cheguei num tempo bom, quase igual a Salvador, com calor. Agora que vai começar o frio. Vamos ver como vai ser. Será um pouco difícil, mas temos que superar tudo isso.

Como foi a sensação de estrear na Champions?
Bateu a emoção de ser o primeiro jogo. Eu sabia o que tinha que fazer. O mister (Jorge Jesus, técnico do Benfica) está sempre me ajudando, me apoiando. Tenho que agradecer a ele e ao Benfica.

Você levou alguma coisa da Bahia para te ajudar a se adaptar?
Eu não, mas meu primo levou umas coisas para mim há uns 15 dias, aí me senti no Brasil (risos).

Há muita diferença entre o futebol europeu e o brasileiro?
Sim. O jogo europeu é mais coletivo, mais pegado. É diferente. Mas me adaptei bastante. Estou bem.