Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Red Pass

Rumo ao 38

Red Pass

Rumo ao 38

É Isso! JJ é Um Loser, Tragam de Volta o Quique. Ou o Engenheiro

B1Bc4ekIAAACjGb.jpg

 O jornal A Bola hoje presta um serviço aos benfiquistas explicando que o actual treinador do Benfica falha nos jogos mais difíceis, bloqueia!

Apresenta uma página com vários quadros mostrando que "só" na Luz e nos jogos da Liga Europa é que não há muito por embirrar.

Em casa contra Porto, Sporting e Braga em jogos de campeonato desde 2009 o Benfica perdeu duas vezes com o Porto e empatou um jogo com cada um dos rivais. Um embaraço, portanto.

Fora de casa perdeu metade dos jogos que fez nos estádios mais complicados da Liga, venceu 25% dos jogos e empatou 25% das partidas.

Não é um registo exemplar mas em Alvalade só perdeu uma vez e com um penalti após dramática viagem a Londres.

Nas restantes provas nacionais apresenta três derrotas com os 3 rivais, todas com o Porto, uma na Luz, outra no Dragão (ambas para a Taça de Portugal) e outra em Aveiro para a Supertaça. Com o rival maior, o Sporting, só vitórias! Com o Braga um empate que acabou em derrota nos penaltis para a Taça da Liga. Na mesma competição um empate no Dragão que acabou em vitória nos penaltis.

 

Na Champions League o registo é realmente modesto. Fora de Portugal apenas 3 empates conquistados para 7 derrotas. Na Luz tantas vitórias como derrotas, quatro e um empate. Não são números bons.

Na Liga Europa, Jorge Jesus apresenta um quadro bem melhor mesmo tendo jogado com equipas como Juventus, Tottenham, Bordéus, PSG, Liverpool, Marselha, Everton, Estugarda ou PSV, que não vejo ali no quadro da bola e por isso nem compreendo bem as contas do jornal na segunda competição da UEFA. Nas contas d'A Bola Jesus tem mais de 60% de vitórias na Liga Europa. Não é mau, digo eu.

 

Já que o objectivo da edição de hoje do jornal é mostrar como Jorge Jesus não ganha jogos decisivos eu queria então ficar deprimido e dizer que sim, têm razão. Despeçam o homem e tragam um novo treinador. Mas antes peço só que se lembrem dos mestres que temos tido no banco desde o melhor treinador que vi à frente do Benfica, Sven-Göran Eriksson:

24º1984 - 1985Hungria Pál Csernai1 Taça de Portugal
25º1987 (interino)Dinamarca Ebbe Skovdahl 
26º1987/89 - 1992/94 - 2000/02Portugal Toni2 Campeonatos Nacionais
1 Taça de Portugal
27º1992 (interino)Croácia Tomislav Ivić 
28º1994 - 1995Portugal Artur Jorge 
29º1996 - 1997Brasil Paulo Autuori 
30º1997 (interino)Portugal Manuel José de Jesus 
31º1997 - 1999Escócia Graeme Souness 
32º1999 (interino)Portugal Shéu Han 
33º1999 - 2000Alemanha Jupp Heynckes 
34º2000 (interino)Portugal José Mourinho 
35º2002 (interino)Portugal Jesualdo Ferreira 
36º2002 e 2008 (interino)Portugal Fernando Chalana 
37º2002/04 - 2007/08Espanha José Antonio Camacho1 Taça de Portugal
38º2004 - 2005Itália Giovanni Trapattoni1 Campeonato Nacional
39º2005 - 2006Países Baixos Ronald Koeman1 Supertaça de Portugal
40º2006 - 2007Portugal Fernando Santos 
41º2008 - 2009Espanha Quique Flores1 Taça da Liga

 

Agora o jornal A Bola podia fazer o levantamento da mesma estatística e mostrar-nos quem venceu mais jogos do que Jesus na Europa. Fernando Santos fez aquele brilharete de cair contra o Espanhol de Barcelona, Koeman fez história afastando Manchester United e Liverpool, Trapattoni nem queria ouvir falar em jogos da UEFA, Camacho ainda deve ter Getafe entalado na garganta e não vou mais para trás para não ser deprimente com excepção ao grande Toni.

 

Ninguém ficou mais frustrado do que eu ao ver os erros de Braga como escrevi na crónica do jogo. Jesus está longe de ser perfeito, tem teimosias incríveis e falha. Mas daí a aproveitarmos a primeira derrota na Liga para o promovermos a loser vai um enorme Engenheiro de distância.

Jesus já venceu muitos jogos decisivos. Perdeu outros tantos? Perdeu. Aliás, desde Toni que nenhum treinador no Benfica perde uma final europeia. Jesus perdeu duas, que falhado! Os outros todos que por lá passaram é que são bons porque nunca perderam. Também nunca chegaram nem perto de uma final europeia mas isso é um pormenor que não interessa, não é?

 

Eu já estou suficientemente irritado com Jesus pelo jogo de Braga mas não tentem transformar isto num drama. Se querem mandá-lo embora, força e vão buscar gente simpática como o Quique ou gajos porreiros como o Fernando Santos. Mas não porque Jesus seja um perdedor porque não é. Aliás, isto tudo nem teria discussão se pensarmos como é que o Benfica limpou as três competições nacionais na temporada passada chegando até ao jogo decisivo na Liga Europa para onde foi jogar depois de ter feito 10 pontos da Champions. Pelos vistos estamos tão exigentes que a melhor época na história do Benfica a nível interno é desprezada e ignorada poucos meses depois. O que vale é que daqui a uns anos vamos ver n'A Bola quadros fantásticos e grandes artigos a recordar aqueles tempos fabulosos em que o Benfica limpava tudo mesmo com um treinador que o jornal mete na capa ao lado da palavra Bloqueio.

 

Jesus é o 42º treinador do Benfica. Eu tive o prazer de ver mais de vinte treinadores no Benfica desde Mario Wilson e posso garantir que JJ não é o pior que por aqui passou. Em vinte, poucos puseram o Benfica a jogar à bola de maneira que eu goste. Poucos ganharam várias competições e raros os que chegaram a finais europeias.

22 comentários

Comentar post

Pág. 1/2