Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Red Pass

Tetra Campeões

Red Pass

Tetra Campeões

Benfica 6 - 0 Vitória de Setúbal: Os Pontos nos Is

_JPT8942.jpg

 

 Se não se importam, vou voltar ao outro jogo com o Vitória F.C., aquele para a Taça de Portugal onde levantei várias questões que ninguém quis discutir nem responder. Não só ninguém quis discutir como, cada vez mais, o espaço de comentários deste blog se tornou um convite a insinuações e insultos que me levou a tomar a decisão que mais à frente explicarei.

 

O Vitória de Setúbal voltou à Luz, agora para o campeonato, insistindo em usar o seu equipamento alternativo. Desta vez, confundia-se com o escuro dos equipamentos do árbitros. A resistência em usar o equipamento tradicional escapa-me.

Além das questões que levantei no anterior encontro acrescento uma curiosa história dessa partida. Quando os responsáveis sadinos perceberam que as cores do seu guarda redes confundiam-se com o equipamento do Benfica, resolveram a questão enviando um carro a Setúbal para trazer um equipamento de outras cores. Isto, durante o jogo para que na 2ª parte o guardião pudesse fazer a troca. É assim o futebol português. Deve ser destes pormenores que Couceiro se queixou na conferencia de imprensa depois do jogo.

Por outro lado, o treinador vitoriano insistiu na rábula de quebrar a tradição ao Benfica de atacar primeiro para a baliza norte.

Couceiro, já percebemos que no Vitória F.C. está tudo descontrolado, nem Presidente há, e mostram o belo exemplo nos equipamentos que preferem usar. Mas com o Benfica, isso de quebrar tradições, costuma resultar mal. Foram afastados da Taça e hoje levaram um cabaz jeitoso para Setúbal. Sendo que a maioria dos golos até foi na baliza norte, mais perto do banco de Couceiro e de Edinho que tanto prometeu antes do encontro da Taça de Portugal.

Não tenho pena nenhuma do Vitória F.C. depois disto.

 

Apesar dos adeptos sadinos mostrarem todo o seu ódio para com as cores benfiquistas sempre que recebem o Benfica no Bonfim, na Luz há espaço para cachecóis do Vitória em plena bancada central. Sem dramas e para memória futura:

vito.jpg

 

O Benfica hoje alcançou a sua 6ª vitória seguida em provas internas. Desde o empate do Funchal que a equipa da Luz ganhou todos os jogos. Ora, como o Porto perdeu pontos em Aves (onde o Benfica venceu por 1-3) o mês de Novembro termina com o tetra campeão a 3 pontos do 1º lugar. Para uma equipa que foi dada como morta e enterrada até nem está mau este cenário na Liga NOS, convenhamos.

Mas nem esta goleada por 6-0 mostrou uma equipa perfeita, nem as exibições mais apagadas em resultados anteriores, bem mais curtos, revelavam um drama tão profundo que se traçou.

 

Quem chegou até esta parte do texto é porque está mesmo interessado em o ler e, por isso, deixo aqui uma explicação importante que só os leitores mais fieis merecem.

Nos últimos tempos, toda e qualquer crónica é motivo para vários comentários desagradáveis entrarem no blog. Nem falo dos (bem) pagos rivais que enchem o espaço com comentários imbecis de teorias orquestradas. Falo dos vários benfiquistas que acham que têm o direito de insultar e fazer juízos de valor só porque respiram. Estão enganados em tudo.

 

O facto de eu colaborar com a BTV não me retira o discernimento para escrever as minhas crónicas. Eu publico crónicas desde 2003 na internet. Já tive outras páginas antes de 2009, altura em que abri este Red Pass. Não me lembro de ter assinado um único texto que fosse encomendado ou condicionado. Já passei por ciclos muito negativos na vida do Benfica em que escrevi que acreditava que a situação ia melhorar, já aconteceu estarmos em senda vitoriosa e eu publicar textos desconfiados. Até já aconteceu ter estado uma época inteira sem escrever nada depois de tudo perdermos, vejam lá. Ah, e nessa altura não estava exposto na BTV.

Convém lembrar ou esclarecer que colaborar com o canal do clube não é a mesma coisa que ser funcionário do mesmo. Acho que se percebe a diferença. Eu comecei por ser convidado a dar os meus testemunhos num documentário chamado Vitórias & Patrimónios que teve mais de 100 episódios dedicados a todas as vertentes da vida do clube. Já agora, esse programa não foi produzido pela Benfica TV, foi uma produtora independente que o fez, e foi com eles que colaborei em vários episódios que ainda hoje vão passando em repetição na grelha do canal. Não tenho dúvidas que só fui convidado por ter um historial de crónicas e textos sobre o Benfica em blogues pessoais e colectivos desde 2003. Foi o único argumento válido para me convidarem e foi por isso que aceitei.

 

Depois, naturalmente, surgiram convites desde 2010, altura da gravação do documentário, para programas, esses sim na BTV. Aceitei sempre os convites para debates com outros sócios com blogues, para painéis de comentários, para análises pré e pós jogos, para um programa sobre o Mundial 2014. Isto sempre de uma maneira muito natural.

Como se sabe, sempre mantive o blog activo, sempre dei aqui as minhas opiniões e sempre fiz crónicas de jogos. É verdade que a colaboração com o canal passou a ser mais intensa e profissional a partir do momento que aceitei um convite para fazer um programa semanal, no qual tenho imenso orgulho, e que ainda se mantém no ar. A partir daí, acabei por ser solicitado para mais espaços do canal, convites que aceito sempre por achar que posso acrescentar qualquer coisa a nível de conhecimento, informativo e de memórias.Felizmente, esta ligação tem servido para testemunhar os maiores feitos do futebol do Benfica dos últimos anos. O inédito tetra à cabeça.

 

Não precisava de explicar isto, porque é público. Sempre confessei que estas crónicas não pretendem ser um espaço de discussão com ninguém, são apenas um exercício egoísta de documentar o que acho de cada jogo para minha memória futura. Uma espécie de dossier dos jogos do Benfica pessoal mas aberto ao público. Não me interessa se gostam ou não. Ninguém é obrigado a vir aqui ler. Ninguém me paga para publicar nada, portanto nem isto tem de ser lido, nem eu tenho de aturar gente imbecil. É muito simples.

Nos últimos três anos o Benfica tropeçou muitas vezes, perdeu muitos pontos, andou várias ocasiões longe do título, foi dado como morto inúmeras vezes e eu sempre dei a minha opinião. O melhor exemplo é a crónica de um 0-0 com o União da Madeira, que até figura no livro oficial do clube que assinala o Tri. Quase sempre recusei entregar-me ao derrotismo e ao drama. Tive sempre razão nos últimos três anos em quase todas as competições. Só que depois nos meses de Maio dos últimos anos nunca vejo ninguém chegar aqui e escrever nos comentários: desculpa lá o que te insultei durante a época, somos campeões, correu bem. Não, nunca ninguém reconhece que afinal havia um rumo que teve um bom fim.

Esta época ultrapassou todos os limites. Fizemos uma campanha miserável na Europa e eu nunca escrevi aqui que estivemos bem. Mas as reacções iam sempre no mesmo sentido. Coisas como "agora estás na BTV não podes dizer mal" aqui não pegam. Publico sempre a minha opinião, seja depois de levar 5 em Basileia, seja depois de dar 6 ao Vitória. O que as pessoas não podem esquecer é que o autor desta página tem muitos anos de ver o Benfica. Pago as mesmas quotas mensalmente desde Maio de 1984, mantenho o meu lugar cativo em dia época após época, vejo os jogos na Luz na mesma bancada há muitos anos e vou atrás do Benfica por esse país, e Europa, fora sempre que posso, sem favores de ninguém. A novidade aqui é: O Benfica não nasceu com os routers e modems. Já houve muito Benfica vivido antes da Internet. Pensem nisso.

Por a minha vida profissional passar por uma colaboração com a BTV, que muito me orgulha, repito, não quer dizer que o Benfica seja a minha vida profissional. Não é mesmo. E por isso não estou para levar com palermas que julgam que tudo sabem e que todos podem insultar. Daí que tenha acabado aqui o espaço para comentários. Não me preocupa absolutamente nada o que acham ou deixam de achar. Só estou a ter deste desabafo no meio de uma crónica porque respeito muito todos os companheiros benfiquistas, e não só, que gostam de visitar este espaço e sempre respeitaram o que aqui foi publicado.

A nível pessoal ainda menos tenho para explicar. Basta dizer que fiz dois anos de casado no dia deste jogo e estive na Luz. Não é preciso acrescentar muito mais.

Enquanto eu achar que devo partilhar estas minhas considerações de cada jogo mantenho o blog. Reparem que não alimento o Red Pass para ganhar dinheiro com publicidade, não tem, nem mantenho nenhuma agenda, como se diz agora, com nenhum fim obscuro. Isto aqui são só textos subjectivos sobre cada jogo do Benfica. Assim tem sido desde 2003 no blog Terceiro Anel, assim continua a ser no Red Pass. Sem truques.

 

O Benfica ganhou po 6-0, Jonas passou os 100 golos pelo Benfica. Íamos ao Dragão para sair de lá com uns 8 pontos de atraso, podemos acabar a jornada com os mesmo pontos do Porto. Ou ficar a 3 ou a 6. Já não é o mesmo do que 8. Tem sido sempre esta a minha postura nos últimos anos. Nunca achei que estivesse tudo bem e perfeito mas não contem comigo para achar que está tudo mal. E não procurem aqui politiquices, polémicas, mails, arbitragens e afins porque esse nunca foi o meu campeonato, nem há de ser. Eu sempre me comprometi a falar do jogo, de futebol. O compromisso comigo sempre foi esse. Sei que falar só de futebol em 2017 não interessa a ninguém. Não faz mal, já encontrei um nicho de companheiros que tem a mesma teimosia que eu. Vivo bem com isto.

 

E agora só peço que mantenhamos o ciclo vitorioso interno.