Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Red Pass

Rumo ao 37

Red Pass

Rumo ao 37

Benfica 5 - 0 Marítimo: Serenata à Chuva de Jonas na Baliza Grande

_JPT4568.jpg

 Olá, somos o Marítimo e viemos à Luz descansados da vida. Já não lutamos pela Europa, também já não corremos o risco de descer. Viemos de um ciclo mau de vários jogos a perder mas demos a volta na Vila das Aves e na recepção ao Vitória de Guimarães e, por isso, chegamos ao maior estádio de Portugal tranquilos, sem pressão e com tudo para proporcionar um jogo agradável. 

O primeiro trunfo que temos para lançar neste fim de tarde invernoso no Estádio da Luz é escolher o campo obrigando o Benfica a quebrar a tradição de atacar primeiro de sul para norte. Foi uma rábula que aprendemos com aquele clube de um Presidente que faz muito barulho e já se despediu deste campeonato, tal como de todos os outros desde que chegou. É engraçado porque chateamos logo o adversário e irritamos os adeptos nas bancadas que ligam a estas parvoíces. 

 

Olá, eu sou o Jonas e sou um dos melhores jogadores que a maior parte dos adeptos do Benfica no Estádio da Luz viu jogar pelo Glorioso. Sei ser um ídolo, sei prestigiar a camisola 10 que visto e estou aqui para fazer história em todos os jogos em que entro. Já estou cá há tempo suficiente para saber que na Luz saímos sempre a atacar para a baliza norte, uma tradição que vem de longe. Não acho piada nenhuma quando recebemos adversários que não respeitam a ordem natural da vida. 

Por isso, aviso já que hoje despacho isto tudo logo na primeira parte com um hat trick na baliza grande só por causa das tosses. Vão levar cinco nas calmas para aprenderem a não serem parvos. Pode ser que na próxima visita não se armem em esverdeados.

 

Foi esta a história deste Benfica - Marítimo sob chuva impiedosa e que o Benfica só podia ganhar para manter a perseguição ao primeiro e descolar do terceiro classificado. O onze voltou a ser o mesmo da última jornada e respondeu muito bem com uma primeira parte de encantar culminando com um santo 4-0 ao intervalo.

A segunda parte foi para sentir a tal monotonia maravilhosa daqueles jogos em que a bola rola em modo de piloto automático sem que os adeptos se preocupem com mais nada, sem a menor possibilidade de nos estragarem o resultado final. 

Queria destacar o festejo do Jonas à espera do André Almeida de joelhos para lhe massajar o pé. O André não deixou, chegou ao pé do "10" e levantou-o para o abraçar, ali na nossa frente. Isto é o André Almeida. À Benfica. Também gostei do festejo com um circulo de jogadores sentados e Grimaldo a distribuir jogo. Estas exibições só trazem vantagens, animam quem joga, descansam quem vê e até permite que aquela malta que paga bilhetes e Red Passes só até aos 80 minutos possa sair do estádio ainda mais cedo. A tribo que vai à bola em sofrimento, que mal começa o jogo e começa a pensar a que minuto é que foge dali.Esteja 5-0 ou 1-0. É igual. 

Boa jornada, boa exibição, bom resultado, Pizzi viu um cartão amarelo que o faz descansar contra o Aves na próxima semana também na Luz, ninguém se lesionou.

Enfim, isto devia ser sempre assim. Mas com o adversário a respeitar as ordens de ataque na Luz.