Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Red Pass

Rumo ao 38

Red Pass

Rumo ao 38

Benfica 2 - 1 Rio Ave

CAMPEÕES


O que mais temia, e que me tirou o sono nos últimos dias, era uma entrada na partida nervosa, precipitada, que fizesse com que ansiedade tomasse conta do nosso destino.
Agradeço a Cardozo o facto de me ter tirado uma tonelada de pressão de cima das costas logo a abrir o jogo.
Na verdade no último jogo da época chegou , finalmente, a tranquilidade à minha alma. Vi o jogo empolgado e sem duvidar que no fim a festa seria nossa. Nem no golo do Rio Ave me passou pela cabeça que o desfecho fosse outro.

Era preciso empatar, nós ganhámos! O Cardozo precisava de marcar, pois resolveu o jogo com um bis. Vence o troféu de melhor marcador, prémio justíssimo e que podia ter ficado entregue mais cedo não fossem os penaltis falhados.

Cardozo viveu um fim de tarde de sonho tal como todos nós que esgotámos a Luz para celebrar a conquista de um título há muito anunciado.



Jogámos o suficiente para vencer, soubemos lidar com a ansiedade e a pressão, e a equipa fechou hoje uma temporada de sonho a nível de campeonato.
Depois foi a festa que todo o mundo viu, vê e vai continuar a ver.
Jesus prometeu, Jesus cumpriu:
OOHHHH O CAMPEÃO VOLTOU
O CAMPEÃO VOLTOU
O CAMPEÃO VOLTOU
O CAMPEÃO VOLTOU!

Beira Mar e Portimonense de Regresso à 1ª



Pela positiva temos o estádio de Aveiro que é moderno e de fácil acesso para ir ver o Benfica. Ishmael Yartey e Leadro Pimenta, jogadores do Benfica, são campeões da Liga Vitalis pelo Beira Mar.

E um grande destaque para o regresso do Portimonense à 1ª Divisão onde durante muitos anos foi uma equipa regular e até chegou a ir à Europa com Manuel José. Em termos logísticos é óptimo ter duas equipas do sul na 1ª Divisão e a nível pessoal fico contente porque a família da minha mulher é de Silves e assim será um local especial para ir ver o Benfica.
Bem vindos.

Convocados Para o Jogo do Título

Guarda-redes: Quim, Moreira e Júlio César;

Defesas: Luisão, Maxi Pereira, Luís Filipe, David Luiz, César Peixoto, Sidnei e Miguel Vítor;

Médios: Airton, Ruben Amorim, Ramires, Aimar, Carlos Martins, Filipe Menezes e Éder Luís;

Avançados: Nuno Gomes, Cardozo, Weldon, Saviola e Kardec.

15 Jogadores à espera da primeira consagração

Têm talento mas ainda não foram campeões
Não é só Jesus que se poderá estrear

In Abola
Por: fernando urbano


É muito o talento mas curto o currículo de 15 jogadores que procuram, pela sua primeira vez na carreira, conquistar o título de campeão nacional.

De David Luiz a Di María, passando por Javi García a Cardozo, dezena e meia de atletas que procuram alcançar o que 11 colegas do plantel já saborearam.

Tal como Jorge Jesus, que também nunca foi campeão, pois conquistou o seu primeiro título nacional no Algarve (venceu a Taça Intertoto pelo Sp. Braga) na final da Taça da Liga, e domingo pode transformar-se num dia histórico para várias referências do futebol actual benfiquista.

Vários andaram lá perto: Carlos Martins, Weldon ou Javi García representaram Sporting, Santos e Real Madrid um ano antes de os respectivos emblemas se sagrarem campeões. Outros já ganharam provas importantes a nível de selecções: Di María já venceu um Mundial sub-20 e uns Jogos Olímpicos pela Argentina, Ramires uma Taça das Confederações e pelo Brasil.

A ausência de títulos destes 15 jogadores prende-se com o trajecto (muitos deles vieram de clubes modestos) mas também com juventude: a média de idades deste conjunto de atletas é relativamente baixo: 23,5 anos. Apenas três jogadores têm mais de 25 anos (Cardozo, com 26; Carlos Martins, com 28; Weldon, com 29) e os restantes andam na casa dos 22/23. A conquista do título de campeão em 2009/10 para muitos deles poderá ser assim o início de uma carreira recheada no futuro. Ora continuando na Luz ou com a transferência para alguns tubarões europeus, casos de David Luiz, Javi García ou Di María.

Domingo há Troféu

O Troféu Liga Sagres, uma iniciativa da cerveja Sagres, patrocinadora da principal Liga de Futebol, vai ser entregue este domingo ao novo campeão nacional. Quer se faça a festa em Lisboa ou no Funchal.

Na verdade, existirão dois exemplares do troféu, um no Estádio da Luz e outro no Estádio da Madeira. Isto para acautelar a possibilidade de o Benfica ou o Sp. Braga se sagrarem campeões e para poder ser apresentado de imediato ao vencedor da Liga 2009-10.


O troféu foi desenvolvido pelo designer Pedro Gonçalves para a McCann e produzido pela empresa portuguesa Atlantis. É composto por cristal e latão banhado a ouro, com um peso de 10 Kg, 80 cm de altura e 28,1 cm de diâmetro. A entrega do galardão ao clube vencedor tem objectivo "ligar a cerveja ao futebol, através da combinação dos elementos de cada mundo", explica a Central de Cervejas. "Tem a forma de um copo de cerveja em cristal, com as quinas que são o símbolo da marca Sagres e também o formato de uma taça, com a bola de futebol na base", sublinhou Nuno Pinto Magalhães, assessor da administração da sociedade.