Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Red Pass

Rumo ao 38

Red Pass

Rumo ao 38

Premier League 2014/15 - Um guia leve e rápido. Uma frase, um craque e uma aposta

 

Começa hoje o campeonato mais espectacular entre as ligas de topo europeu. A Premier League arranca com vários candidatos ao título prometendo meses de grande emoção a cada jornada. Com rectas finais épicas nas últimas temporadas e uma passagem alucinante entre o Natal e fim de ano, a Liga inglesa está melhor que nunca. Além dos clássicos candidatos como Arsenal, Manchester United ou Liverpool há os novos ricos Manchester City e Chelsea que apontam a mira sempre para o título. Sobram 3 portugueses, José Fonte, Nani e Vaz Tê em campo, com Mourinho a dominar as atenções no banco. Curiosidade para saber como Leicester, Burnley e QPR lidam com a subida de divisão e assistir à luta pela permanência é outro atractivo da Premier. Há ainda a motivação extra da fantástica Fantasy League. Tudo para ver na Benfica TV.

 

ARSENAL

Com o eterno Arsene Wenger no comando, os londrinos parecem estar no bom caminho para se chegarem mais à frente no topo do futebol inglês. Apesar do 4º lugar, o Arsenal venceu a FA Cup e inaugurou a época com uma convincente vitória na Community Shield. Depois da chegada de Ozil o clube resolveu continuar a investir a sério em reforços e esta época chega Alexis Sanchez. Se conseguirem estagnar o surto habitual de lesões os gunners poderão ter uma palavra a dizer na luta pelo primeiro lugar.

Craque: Mesut Ozil

Revelação: Alexis Sanchez

 

ASTON VILLA

Terminaram em 15º e andam a ameaçar seriamente um reencontro com os rivais de Birmingham na divisão secundária. Com problemas directivos e sem grande capacidade financeira para reforços o treinador Paul Lambert conta como grande novidade para esta época com a companhia de Roy Keane na equipa técnica. Teria dado mais jeito ter Keane como jogador porque como adjunto, e fazendo fé no que Sir Alex Ferguson conta na sua biografia, é mais ameaça ao lugar de Lambert do que ajuda. As esperança estão depositadas no avançado belga Benteke, a recuperar de lesão, e nos reforços Philippe Senderos, Joe Cole e Kieran Richardson. Vai ser uma dura luta para os homens de Villa Park.

Craque: Benteke

Revelação: Jack Grealish

 

BURNLEY

Uma bonita campanha na Championship com um novo máximo de pontos do clube, 93, valeu o regresso à Premier. Desde logo a estreia no mítico Turf Moor contra o Chelsea gera expectativas já que na última presença entre os maiores houve vitória contra o Manchester United na abertura da Liga. O Burnley manteve o núcleo duro e o treinador Sean Dyche. As contratações de Steven Reid e Matty Taylor trazem experiência à equipa que vai depender da finalização de Danny Ings para tentar fazer melhor do que conquistar 4 pontos fora de casa, pobre registo com que se despediram da Premier.

Craque: Danny Ings

Revelação: Michael Kightly

 

CHELSEA

Ao segundo ano José Mourinho costuma ser arrasador, foi sempre campeão em todos os clubes que treinou na 2ª temporada! Só este facto já deve ser mais do que uma preocupação para os adversário. Juntemos os reforços Drogba, Fabregas, Diego Costa e Filipe Luis, além do regresso de Courtois, e facilmente vemos aqui uma equipa preparada para atacar o trono. As partidas de Lampard e Cole são as grandes baixas mas parecem ser riscos bem calculados por Mourinho. Depois de uma época a seco seria estranho não ver o Chelsea a festejar algo no fim da época.

Craque: John Terry

Revelação: Diego Costa

 

CRYSTAL PALACE

Foi daqui que saiu a história mais bonita da Premier da última época. Começaram com 9 derrotas nos primeiros 10 jogos. Chegou Tony Pulis e acabaram em... 11º lugar! O Crystal Palace tornou-se uma equipa sólida a defender e um adversário árduo de bater. A manutenção de Pulis e de boa parte da equipa permitia encarar a nova época com optimismo, a chegada de Fraizer Campbell deve ajudar na frente de ataque a resolver problemas. No entanto Tony Pulis e a direcção não se entenderam à entrada do novo campeonato e o Crystal Palace ficou surpreendente sem treinador! Adivinha-se um começo confuso.

Craque: Mile Jedinak

Revelação: Fraizer Campbell

 

EVERTON

Há um ano a partida de David Moyes deixava os adeptos apreensivos. A chegada de Roberto Martinez era vista com desconfiança. O futebol é rico nestas reviravoltas, hoje Moyes está sem clube e Martinez é um herói em Goodisson Park. Uma excelente época conquistando o 5º lugar com um futebol muito interessante e atractivo fizeram do Everton uma das equipas em destaque na Liga. Aproveitar os empréstimos de Lukaku e Gareth Barry foi um dos segredos de Martinez que agora os garantiu em definitivo. Mantendo os impressionantes alas Coleman e Baines, renovando com o incrível miúdo Ross Barkley, o Everton tem todas as condições para mais uma época de espectáculo.

Craque: Ross Barkley

Revelação: Conor McAleny

 

HULL CITY

O treinador Steve Bruce não só manteve o Hull entre os grandes após a subida de divisão como conseguiu levar a equipa a Wembley para disputar a final da FA Cup com o Arsenal, feito que apurou os tigres para uma impensável aventura europeia! Agora o desafio é fazer boa figura na Liga Europa e, essencialmente, garantir a manutenção na Premier o mais depressa possível. Foi esse o segredo da época passada, somar pontos até ao natal. Depois do ano novo a campanha foi desastrada, 14 derrotas em 21 jogos, mas o objectivo foi cumprido. Mantendo o excelente Curtis Davies na defesa mais Huddlestone no meio campo e com o reforço de Jake Livermore a título definitivo após empréstimo, Robert Snodgrass e o sangue novo de Harry Maguire e Andrew Robertson, Bruce tem argumentos para continuar o bom trabalho.

Craque: Curtis Davies

Revelação: Harry Maguire

 

LEICESTER CITY

Uma impressionante caminhada para a Premier com mais de 100 pontos conquistados, 83 golos marcados e 31 vitórias no Championship, trouxe de volta o Leicester sob o comando de Nigel Pearson. Porém agora o desafio é mais duro. As raposas terão de reunir mais jogadores com experiência de Premier League porque o bom trabalho na divisão secundária pode não chegar para impressionar. Matthew Upson, Marc Albrighton e Leandro Ulloa são reforços de qualidade mas a equipa terá de se adaptar a novas exigências, começando pelo avançado Dave Nugent que já sabe que não é tão fácil marcar na primeira como foi na época passada.

Craque: Drinkwater

Revelação: Leandro Ulloa

 

LIVERPOOL

Há muito tempo que o Liverpool não entusiasmava tanto na Premier os seus fieis seguidores. Na época passada o título de campeão chegou a ser perfeitamente possível em Anfield Road mas um final desastrado, simbolizado na queda de Gerrard, deitou tudo a perder e os reds terminaram em 2º. Com a saída de Suarez fica no ar a dúvida de Brendan Rodgers conseguirá repetir a façanha e concretizar o objectivo que foge de Liverpool há décadas. O dinheiro do Barcelona foi aplicado em Southampton com a compra de Adam Lallana, Rickie Lambert e Dejan Lovren, e nas apostas em Emre Can e no ex-Benfica Lazar Markovic. Fica a faltar outro avançado, Lambert não chegará para fazer esquecer Suarez. De regresso à Champions e com ilusão de lutar pelo título interno, Rodgers tem um aliciante desafio pela frente.

Craque: Gerrard

Revelação: Markovic

 

MANCHESTER CITY

Os novos ricos de Manchester ganharam 2 dois dos últimos 3 campeonatos. O dificil seria não ganhar nenhum com um plantel de qualidade obscena e num clube que o limite para gastar só esbarra no polémico fairplay financeiro. Esta época chegam do Porto Mangala, o mais caro defesa da história do futebol britanico, e Fernando. Willy Caballero vem para a baliza mas a grande atracção é a chegada de Frank Lampard. O simbolo do Chelsea é a mais recente prova do poder do dinheiro.

Pellegrini vai tentar levar o City ao primeir bi-campeonato da história do clube e terá que mostrar trabalho na Champions. Argumentos não lhe faltam.

Craque: Aguero

Revelação: Fernando

 

MANCHESTER UNITED

A sucessão de Alex Fergusson parecia controlada com a escolha de David Moyes mas rapidamente tornou-se num pesadelo para os red devils. Um 7º lugar na Premier League é o que Louis Van Gaal herdou. De fora da Europa o United terá todo o tempo do mundo para se concentrar na reconquista do seu lugar no topo da tabela. O treinador holandês traz o sistema 3-5-2 na cabeça para implementar. Veremos se tem jogadores de acordo com as suas ideias. Para já as chegadas de Ander Herrera e Luke Shaw parecem insuficientes para contrariar as saídas de Patrice Evra, Rio Ferdinand e Nemanja Vidic. Uma coisa é certa, há que contar com o Man United na luta pelo título com Mata, De Gea, Rooney e RVP em forma.

Craque: Robin Van Persie

Revelação: James Wilson

 

NEWCASTLE

Manter Alan Pardew no banco dando-lhe jogadores da qualidade de Siem De Jong, Jack Colback, Remy Cabella e Emmanuel Riviere, é uma espécie de ultimato ao treinador. Após o 10º lugar a direcção do Newcastle exige mais e se Pardew não garantir um arranque de temporada convincente tirando partida dos reforços garantidos então podemos ter aqui uma das primeiras mudanças de treinadores. O começo com MAnchester City não ajuda mas depois seguem-se Aston Villa e Crystal Palace. Boa sorte, Alan.

Craque: Tim Krul

Revelação: De Jong

 

QUEENS PARK RANGERS

Harry Redknapp caíu com a equipa para a Championship e cumpriu a promessa de os fazer regressar à divisão maior. Chamou Glen Hoddle para o ajudar a comandar a equipa no banco e garantiu reforços importantes como Rio Ferdinand, com quem trabalhou no West Ham, Steven Caulker, Mauricio Isla e Jordon Mutch. O QPR terá que fazer bem melhor que os 25 pontos da última temporada na Premier e parece ter argumentos para isso.

Craque: Joey Barton

Revelação: Steven Caulker

 

SOUTHAMPTON

A excelente temporada dos saints não deixou ninguém indiferente. Terminaram em 8º mas mostraram algum do melhor futebol que se viu nos estádios ingleses. O resultado foi uma debandada enorme com o técnico Mauricio Pochettino à cabeça. Para começar uma nova era os dirigentes apostaram no holandês Ronald Koeman que trouxe da liga holandesa o promissor Dusan Tadic e o avançado Graziano Pellè, um goleador que há muito pedia um salto para uma liga melhor. Fraser Forster foi contratado para a baliza que tem sido de Artur Boruc, o que leva os adeptos a desconfiarem da capacidade dos responsaveis em colmatar o êxodo das principais figuras do 11 que fez história até ao verão.

Craque: Boruc

Revelação: James Ward-Prowse

 

STOKE CITY

Muito bom o trabalho de Mark Hughes levando o Stoke ao 9º lugar, o melhor nos últimos 40 anos para o clube! Uma vez que as peças fudamentais continuam às ordens de Hughes é tempo de olhar para os reforços e perceber que o nível alto se pode manter. Bojan e Mame Biriam Diouf estão a deixar os adeptos loucos de optimismo e espera-se que venham a aumentar a qualidade da equipa.

Craque: Arnautovic

Revelação: Bojan

 

SUNDERLAND

O treinador Gus Poyet assinou uma das escapadas mais épicas de sempre à descida de divisão. Quando as contas para a manutenção estavam muito complicadas o Sunderland surpreendeu o mundo ao garantir pontos contra Manchester United, Chelsea e Manchester City. Tudo a jogar fora, em Londres foi a primeira derrota de Mourinho em anos! Depois disto os adeptos só pedem uma temporada tranquila, para isso devem contribuir as compras de Jordi Gomez, Costel Pantilimon, Billy Jones, Patrick van Aanholt e, especialmente, Jack Rodwell.

Craque: John O'Shea

Revelação: Wickham

 

SWANSEA

Uma inesperada revolução aconteceu no clube galês a meio da época com a saída de Michael Laudrup e a entrada em cena Garry Monk que aguentou bem o barco até ao 12º lugar final. Agora com a renovação de plantel novos heróis pedem para entrar em cena no Liberty Stadium. Lukasz Fabianski na baliza, Gylfi Sigurdsson, Bafetimbi Gomis e Jefferson Montero, farão companhia à estrela Wilfried Bony dando garantias de uma época tranquila entre os maiores do futebol britânico.

Craque: Bony

Revelação: Jefferson Montero

 

TOTTENHAM

Mais uma época de ilusão em White Hart Lane na esperança de chegarem aos top 4 da Premier. Nova mudança técnica, agora a aposta cai em Mauricio Pochettino, assinou grande trabalho em Southampton, que traz alguns reforços para Londres: Michel Vorm para a baliza, Ben Davies ou Eric Dier, vindo do Sporting, são jogadores que se juntam a um valioso plantel que tem condições para subir uns degraus na tabela.

Craque: Erik Lamela

Revelação: Ben Davies

 

WEST BROMWICH ALBION

Alan Irvine é o homem escolhido para guiar a equipa na sua 5ª temporada seguida na Premier. Com as finanças em bom estado e um plantel equilibrado a tarefa de Irvine é garantir a manutenção o mais rápido possível. Carlos Gamboa que brilhou no Mundial pela Costa Rica, Joleon Lescott e Brown Ideye, o mais caro reforço vindo do Dínamo de Kiev, são as maiores atracções para esta época.

Craque: Joleon Lescott

Revelação: Brown Ideye

 

WEST HAM

Vai ser um começo delicado para Sam Allardyce que acabou a temporada passada muito contestado por adeptos e até pela direcção. Big Sam precisa de um arranque convincente e forte. Para isso conta com os reforços Mauro Zarate e Enner Valencia, Carl Jenkinson vem por empréstimo do Arsenal, e o médio Cheikhou Kouyate garante qualidade para o meio campo.

Craque: Kevin Nolan

Revelação: Mauro Zarate

 

 

 

 

81º Campeonato Nacional - Um guia leve e rápido. Uma frase, um craque e uma aposta

Vai começar o 81º Campeonato Nacional de futebol (contando com os 4 campeonatos da Liga de 1934/35 a 1937/38) que já conheceu 70 clubes participantes. Esta época não há estreias mas há regressos importantes, com o Boavista, campeão em 2000/01, em destaque.
Um campeonato virado a norte e litoral, centrado em três clubes, com uma média de assistência global baixa, pouca cultura de apoio aos clubes locais, dominado por treinadores portugueses mas com a legião de jogadores estrangeiros cada vez a aumentar mais, organizado por uma confusa Liga de clubes que não é capaz de ter uma presença digna nas redes sociais, ferramenta obrigatória para aproximar os adeptos actualmente, com jogos em canais pagos e com uma diferença enorme entre a qualidade das equipas de topo da tabela e as restantes, tirando poucas excepções. É o campeonato que temos e vamos olhar para cada uma das equipas.
Um guia leve, rápido, com uma frase, um craque e uma aposta de revelação para cada emblema.

 

Boavista
Triste saída da principal competição poucos anos depois de ser campeão e um regresso administrativo que se pode revelar prematuro. O Boavista conta com o empenho de Petit no banco para operar o milagre da manutenção. Traz Fary de volta, completa 40 anos em Dezembro, e será o maior goleador em actividade, 68 golos no campeonato. Há a curiosidade do Bessa agora ter um relvado sintético, estreia na 1ª Liga, e de só ter meia dúzia de jogadores que sabem o que é jogar na divisão maior. As camisolas esquisitas estão de volta.
Craque: Bobô

Revelação: Beckeles

 

Penafiel

Regresso de um clube que vai competir pela 13ª na 1ª divisão e que tradicionalmente é complicado de bater no Estádio 25 de Abril. É a equipa mais nacional da prova comandada por um jovem estreante, Ricardo Chéu (33 anos, o mais novo da Liga) que se destacou na época passada em Viseu. É possível que no Penafiel se junte um estrangeiro à prata da casa, Ali Reza Haghighi. O guarda redes que brilhou no Mundial pelo Irão de Carlos Queirós pode vir a ser uma atracção. Vão tentar a manutenção e depois tentar melhorar o 10º lugar, melhor classificação já conseguida por duas vezes.

Craque: Rabiola

Revelação: Mbala

 

Moreirense

O campeão da II Divisão regressa pela 5ª vez à 1ª Liga. Liderado pelo carismático Presidente Vítor Magalhães, o clube vai tentar fugir à fatalidade de voltar a cair como nas últimas duas presenças. Da equipa de 2012/13 que esteve na 1ª só sobra Anilton. Esta época o clube aposta na estreia ne Miguel Leal (49 anos) no palco maior depois de um bom trabalho no Penafiel. Muitas alterações no onze estão a ser feitas em relação à equipa campeã da época passada havendo o cuidado de garantir experiência em campo e qualidade como atesta a surpreendente contratação do avançado paraguaio Cardozo ao Vitória de Setúbal.

Craque: Ramón Cardozo

Revelação: Edivaldo Bolívia

 

Paços de Ferreira

Do céu das portas da Champions ao inferno das portas da 2ª Liga, assim foi a viagem alucinante no espaço de uma temporada dos pacenses. Na sua 17ª presença no campeonato, o Paços de Ferreira vai tentar encontrar o equilíbrio entre o incrível 3º lugar de 2012/13 e a fuga ao drama da descida. Com nova Direcção, estádio renovado e o regresso de Paulo Fonseca, também ele à procura de equilibrar a sua carreira, é de crer que o Paços consiga os seus objectivos.

Craque: Paolo Hurtado

Revelação: Valkenedy

 

Belenenses

Um dos clássicos do nosso futebol, vai para a 73ª presença na prova que venceu em 1945/46. No Restelo vive-se para sobreviver entre os grandes, na época passada, ano do regresso à 1ª, a permanência foi festejada na última jornada. Este ano o panorama não é mais animador, Lito Vidigal tem tido problemas para reunir um grupo que lhe dê garantias, Rui Pedro Soares, presidente da SAD, tem tentado mas a relação está longe de ser perfeita. Vai ser outra época de luta em Belém.

Craque: Miguel Rosa

Revelação: Abel Camará

 

Gil Vicente

Em Barcelos a estratégia é aproveitar os "restos" dos 3 grandes e uma boa relação com o vizinho Braga. Cerca de uma dezena de jogadores já passaram pelos emblemas maiores do futebol português, como por exemplo o central Gladstone, uma opção que tem resultado bem. Na 18ª presença no campeonato o Gilé ,do castiço Presidente António Fiúsa,  mantém João de Deus no comando que na primeira parte da época passada impressionou pela positiva mas depois teve queda abrupta de produção. A ver este ano até onde vai o Galo.

Craque: César Peixoto

Revelação: Marwan

 

Arouca

O clube que se estreou na prova há um ano conseguiu um 12º lugar e apostou na continuidade de Pedro Emanuel ao leme mantendo um núcleo importante de jogadores. Já resolveu o diferendo com a autarquia no sentido de jogar no seu estádio, o que se saúda. O Arouca irá tentar consolidar a sua presença entre os maiores e para isso conta com alguns reforços e a continuidade de jovens como David Simão.

Craque: David Simão

Revelação: Goicoechea

 

Rio Ave

Os vila condenses vivem o melhor período da sua história, chegaram às finais da Taça de Portugal, Taça da Liga e Supertaça, estão a lutar na Europa do futebol e prometem uma boa época na 21ª aventura no escalão principal. Saiu Nuno Espírito Santo mas a aposta em Pedro Martins vindo do Marítimo deve ser acertada. Na mira estará sempre o épico 5º lugar alcançado em 1981/82 mas não se pode exigir mais do que ver o Rio Ave na primeira metade da tabela. Têm jogadores de qualidade para o conseguir e manter esta onda positiva.

Craque: Tarantini

Revelação: Marvin Zeegelaar

 

Vitória de Guimarães

Vai para a 70ª presença no campeonato e isso mostra como é um clássico do nosso futebol. A dedicação dos adeptos só encontra comparação da dimensão dos três grandes. Na 4ª época a treinar o clube, Rui Vitória vai tentar devolver a Europa ao Bitória, para isso aposta em jovens da casa de quem muito se espera, como são os casos de Bernard e Cafú.

Craque: Douglas

Revelação: Bernard

 

Braga

O clube que mais se aproximou dos 3 principais emblemas de Portugal teve uma época decepcionante. O Presidente Salvador está a tirar proveito da relação privilegiada que tem com o super agente Jorge Mendes e reforçou a equipa, apostando num técnico motivado e de discurso interessante, Sérgio Conceição. Muita expectativa para ver se temos o Braga de volta à luta pelos lugares cimeiros da tabela.

Craque: Rafa

Revelação: Wallace

 

Académica

Em Coimbra viveu-se uma época tranquila e é por aí que o clube quer continuar, longe das aflições do fundo da tabela. Para o banco vem Paulo Sérgio, que foi do Sporting a Chipre passando pela Escócia e Roménia, que terá de lidar com a partida do guardião Ricardo para o Porto, símbolo da estabilidade defensiva da última temporada. Melhorar o 8º lugar em que ficou em Maio não parece fácil, no entanto a Briosa tentará uma época tranquila espreitando o sucessos nas Taças.

Craque: Rui Pedro

Revelação: Olascuaga

 

Vitória de Setúbal

Depois do excelente 7º lugar alcançado por José Couceiro, o Vitória tenta ir mais além. A importante parceria com agência alemã de gestão de carreiras de jogadores profissionais, Rogon, representada pelo agente FIFA Paulo Rodrigues tem dado interessantes soluções para um plantel orientado por Domingos Paciência, também ele apontado por Rodrigues. Domingues tenta reencontrar a boa estrela que o guiou em Braga e terá o apoio sempre incondicional dos exigentes e apaixonados adeptos sadinos ávidos de subirem o mais alto possível no futebol português.

Craque: Zequinha

Revelação: Lukas Raeder

 

Marítimo

Perfeitamente cimentado na 1ª Liga, é a 35ª presença, o Marítimo olha para a Europa como objectivo. Saiu Pedro Martins e Carlos Pereira, o Presidente, foi buscar o "eterno" adjunto de Paulo Bento. Não será uma estreia de Leonel Pontes como treinador principal porque na verdade ele já treinou o Sporting num empate a 2 em Vila do Conde após a saída do agora Seleccionador Nacional. Para o ataque aos lugares europeus o Marítimo conta com o factor casa, o Estádio dos Barreiros deve estar mais funcional esta época, e um grupo de jogadores de boa qualidade.

Craque: Danilo Pereira

Revelação: Edgar Costa

 

Nacional

Com o inigualável Prof. Manuel Machado ao comando não são só as antevisões e as entrevistas rápidas do treinador que se tornam obrigatórias de seguir, há também um interessante crescimento da equipa de futebol que acabou o seu 15º campeonato em 5º lugar com apuramento para a Liga Europa. A Choupana é um dos locais mais complicados para os visitantes saírem vencedores, a competência e organização de treinador e Presidente tem sido exemplar e o Nacional volta a reunir um grupo capaz de se afirmar como a melhor equipa da Ilha e forte candidato aos lugares europeus. Destaque para a armada egípcia de 4 jogadores no plantel. Aly Ghazal, por exemplo, tem muita qualidade.

Craque: Mário Rondon

Revelação: Marco Matias

 

Estoril

O projecto mais surpreendente no nosso futebol nos últimos anos tem mantido a alta qualidade fixando o Estoril no 4º lugar do campeonato por dois anos seguidos. É obra! José Couceiro tem uma pesada herança deixada por Marco Silva. O desafio é aliciante, terá de colmatar as inevitáveis saídas de jogadores de qualidade e preparar a equipa para a fase de grupos da Liga Europa e uma boa época. Couceiro também esteve em alta no Bonfim, agora a ver se este casamento na Amoreira confirma a equipa da Linha como um clube de topo.

Craque: Sebá

Revelação: Kuca

 

Porto

Depois de uma época desastrosa o Porto aposta tudo à espanhola. Lopetegui para o banco e haja dinheiro no banco para Lopetegui que já foi contratar mais de meia equipa a Espanha, isto só para falar em jogadores espanhóis. Alguns de qualidade comprovada outros por confirmar. A verdade é que o investimento está a ser muito e estende-se a mundialistas da Holanda ou Gana. A manutenção de Jackson no plantel e a recuperação de Herrera após apagado anos de estreia são outros trunfos fortes para o ataque ao título. Há ainda a curiosidade de ver como evolui o promissor Ruben Neves. Se o plano da armada espanhol resultar então temos aqui um forte candidato ao título. Se Julen Lopetegui falhar será um desastre poucas vezes vistos para aqueles lados.

Craque: Jackson Martinez

Revelação: Casemiro

 

Sporting

Após a pior temporada da sua história o Sporting completou uma época certinha e aproveitou o descalabro de Porto e Braga para garantir um saboroso 2º lugar que lhe abre a porta da Champions. Leonardo Jardim partiu e entrou Marco Silva que vai tentar dar continuação ao competente trabalho do madeirense. Procurando manter a base da equipa enquanto procura reforços que façam a diferença, o Sporting parecia determinado a entrar forte na nova época. O facto de ainda não ter encaixado dinheiro relevante com a venda de jogadores e de já ter gasto 12 milhões de euros em compras pode ser preocupante para a recta final da janela de transferências. Depois o elevar das fasquia por parte da Direcção e os recentes episódios disciplinares com dois dos melhores jogadores do plantel não auguram nada de bom para uma maratona que este ano não será só de 30 e poucos jogos. O Presidente aponta para o 1º lugar mas manter este 2º já seria um passo importante na consolidação do clube após anos de tragédia desportiva.

Craque: William Carvalho

Revelação: Paulo Oliveira

 

Benfica

Há muito tempo que o Benfica não consegue ganhar dois campeonatos seguidos. É este o grande desafio desta temporada após um ano desportivo de sonho. Começar o campeonato sem ter o lugar de guarda redes resolvido e com a ameaça de perder mais um jogador essencial como Enzo, e até Gaitán, está a arrefecer os ânimos aos benfiquistas. Vários jogadores de qualidade partiram e poucos convenceram entre os novos reforços. O grande trunfo é a continuidade de Jorge Jesus que terá de aguentar a equipa no nível que mostrou na Supertaça até à chegada de jogadores de qualidade indiscutível com entrada directa no 11. Na condição de Campeão Nacional e mantendo a dinâmica de jogo o Benfica terá de ser considerado candidato ao título. Vamos ver com que plantel chega a Setembro. Será um desafio interessante de seguir, após uma temporada em que muito investiu o clube vai tentar manter a aura conquistadora com muito menos investimento.

Craque: Enzo Perez

Revelação: Tiago "Bebé"