Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Red Pass

Rumo ao 38

Red Pass

Rumo ao 38

Benfica 0 - 0 Bayer Leverkusen: Tempo dos Mais Novos

_JPT2437.jpg

 (Foto: João Trindade)

 

 Maio não foi assim há tanto tempo. No penoso regresso de Turim vinha a pensar nas últimas época europeias do Benfica e o quanto dói fazer o maior número possível de jogos nas provas da UEFA e vir para casa de mãos a abanar. Tanto esforço para nada. Entre as tentativas de dormir no autocarro e no avião de vez em quando um pensamento: se tivéssemos caído mais cedo não passávamos por isto. É a dor no auge do drama. Normal para quem tantas expectativas cria.

Não sei o que pensam jogadores (que transitaram das últimas épocas) e equipa técnica à entrada para uma nova temporada. Não vou aqui dizer que lhes passou o mesmo pela cabeça mas o discurso oficial, que já tanto critiquei, ajudou a tirar o pé na Europa. Foi isso que influenciou uma fase de grupos do Benfica completamente atípica.

 

 Muito ingrato ir para a Luz numa noite europeia sabendo que já não estava nada em jogo. Assim de repente não me estou a lembrar de outra situação igual. Mesmo quando o cenário é negro há sempre uma possibilidade de milagre. Sim, eu fui ver o Benfica - Celta e convencido que se fizéssemos 3 golos até ao intervalo na 2ª parte dávamos a volta aquilo.

 

Hoje era só cumprir calendário, aproveitar o último jogo na UEFA que já estava pago no pack champions e ver como se saiam os jogadores menos utilizados por Jesus contra uma das boas equipas da Bundesliga.

Ao ver o "11" escolhido temi o pior. Via alguns jogadores do Bayer capazes de resolver o jogo, Drmic, Çalhanoğlu, Bellarabi e Kruse à cabeça, contra uma equipa sem experiência.

_JPT2405.jpg

  (Foto: João Trindade)

 

Talvez pelas baixas expectativas até gostei da primeira meia hora do Benfica. A equipa tomou conta do jogo e procurou um golo que só não apareceu porque Lima continua falhar de forma incrível. A trave recusou o 1-0 ao brasileiro.

Artur regressou à baliza e teve noite tranquila. André Almeida passou da esquerda para a direita com a braçadeira de capitão e continua a somar pontos ao nível da utilidade. Na esquerda Benito mostra estar muito melhor do que vimos anteriormente, nomeadamente na Covilhã, no centro Lisandro pede o lugar de Jardel e César tentou não complicar. Acabar o jogo sem sofrer golos é sinal positivo.

Ola John e Tiago nas alas mostram que têm tanto de velocidade como de falta de inteligência para decidir bem as suas iniciativas, é pena em ambos os casos. No meio nasce uma ideia devagar. Pizzi mais adiantado a tentar pegar no jogo, Cristante na tal posição "4" que Jesus tão bem trabalha. Não estiveram mal.

Na frente, Lima continua sem grande veia goleadora, Derley é mais bravo do que decisivo.

Nas esperadas substituições foram lançados Talisca, Nelson Oliveira e João Teixeira. O brasileiro ainda assustou quando caiu magoado no joelho. Não sei qual foi a necessidade de o lançar quando havia Gonçalo Guedes, por exemplo, a pedir uma oportunidade. Nelson e Teixeira entraram muito bem no jogo e justificavam mais minutos em campo.

_JPT2451.jpg

 (Foto: João Trindade)

 

Foi um empate a zero sem emoção, os alemães perderam o 1º lugar e continuam sem ganhar na Luz.

Voltando atrás, quando o discurso para a Europa é aquele do rodar a equipa porque o campeonato é que importa, então porque é não se lança uma equipa como a de hoje? Isto é que é ser coerente! Se não querem saber das provas europeias numa época ou a partir de determinada fase da temporada, então lancem um "11" como o de hoje. Isto é que é rodar, isto é que é poupar para o campeonato.

Agora, ter o discurso e depois meter a equipa principal com duas ou três alterações não é nada esclarecedor. Nem se roda o plantel, nem se garante a qualidade mínima para seguir em frente, nem se salva a honra. Hoje sim, não se podia pedir muito mais à maioria dos escolhidos.

Voltando ainda mais atrás, esta ressaca de duas finais europeias perdidas à tangente é real. Fizemos 6 jogos europeus num grupo sem lógica nenhuma, o Mónaco não fez um único golo ao Benfica e acaba em 1º, foi tudo demasiado embrulhado. O Benfica não teve a melhor atitude mostrando a tal ressaca vencer. Do sonho de ganhar uma competição europeia à eliminação prematura da UEFA passou meio ano. Agora segue-se mais meio ano sem Europa. Que siga de motivação para se ganhar tudo em Portugal para depois voltarmos à Champions League de cabeça limpa, cheios de ganas de novas conquistas que aumentem a lenda que é o Sport Lisboa e Benfica no mundo..

 

Lamento que o clube não tenha divulgado o número oficial de espectadores na Luz. Não há que ter vergonha, é assim mesmo. Só temos que assumir. Há anos que ando a bater nesta tecla. Nem vou falar em verdadeiros e falsos para não irritar os guardiões sensíveis da verdadeira exigência benfiquista. Mas lá que é muito triste ver assim o estádio, lá isso é.

Sou Só Eu a Lembrar-me de Klinsmann ?

1466302_10154838095545716_8754636671241926736_n.pn

 O Benfica optou por reagir assim no seu mural de facebook à pseudo polémica com o Bayern de Munique. Engraçado mas serei só eu o traumatizado com os confrontos com os bávaros? Klinsmann, por exemplo, pode ser uma resposta pesada. Já para nem ir à percentagem de ocupação do estádio do Bayern quando comparada com a da Luz.