Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Red Pass

Rumo ao 38

Red Pass

Rumo ao 38

Benfica 2 - 2 Porto

 

Terminar a primeira volta em casa como começámos o campeonato, um empate a dois que sabe a pouco porque era importante ganharmos vantagem hoje ao adversário directo numa prova tão disputada entre os dois.

Esperava mais do Benfica no clássico de hoje. Tenho gostado dos jogos que temos vindo a fazer esta temporada e sentia que desta vez nos íamos impor em casa com o nosso futebol ofensivo e por isso nada a dizer à aposta de Jesus em Lima e Cardozo de início. Sem Rodrigo e apenas com Kardec no banco era importante ganhar vantagem cedo para depois se gerir a equipa. Aconteceu tudo ao contrário. Em pouco mais de um quarto de hora o jogo teve 4 golos e sempre com o Porto em vantagem. Elogios para o Benfica que soube sempre responder à altura e voltar ao jogo mesmo depois de uma estranha oferta de Artur que deixou o resultado num perigoso 1-2.

Todos os elogios do mundo para a exibição de Matic coroada com um golo épico. Matic merecia mais do que o empate. No pólo oposto meto Enzo Perez que hoje se "escondeu" quando mais precisávamos dele. Não dá para entender o apagão do argentino que esteve demasiado tempo em campo. Nada a dizer quanto a Gaitán e Salvio que deram tudo. A esta hora Jesus deve estar a pensar que devia ter apostado em Ola John deixando Gaitán no lugar de Enzo. Mas depois do jogo é fácil adivinhar.

 

O meio campo do Porto conquistou a posse de bola com demasiada facilidade, Matic não podia estar em todo o lado. O engraçado é que olho para os jogadores do Porto e na grande maioria não os trocava pelos que temos. Só que neste clássico na Luz ele conseguem realmente motivarem-se mais e parecem mais determinados. Aquele Jackson é mesmo de respeito e Lucho continua a ser um jogador de classe mundial. Depois há a ajuda do Sporting que lhes fornece com regularidade homens como Moutinho, Varela ou Izmailov. No fundo jogamos contra o Porto mais uns estranhos bónus que os sportinguistas dão com prazer aquele pessoal. Uma aliança estranha.

 

Com o resultado em 2-2 tive sempre a esperança que aparecesse o ataque do Benfica a funcionar em pleno para desiquilibrar o jogo em nosso favor mas a noite era de equilibrio e muitas vezes nem posse de bola tínhamos. Fiquei preocupado com o falhanço de Cardozo que dava o desejado 3-2 mas Helton apareceu em grande e feitas as contas fica tudo na mesma. Aquela bola não ter entrado é muito mau sinal.

 

Não deu para ganhar mas também já vi o Porto a jogar menos na Luz e a vencer. Portanto o caminho é esquecer depressa todas as emoções à volta do clássico e perceber que foi só e apenas mais uma etapa deste longo caminho que é a Liga e olhar para a frente. E o que vemos na frente não é nada agradável. O Benfica tem uma viragem de campeonato muito complicada. Acaba a 1ª volta em casa com o Porto e fora vai até Moreira de Cónegos para depois viajar para Braga na 1ª jornada da 2ª volta. Pelo meio há Académica em Coimbra para a Taça. É preciso urgentemente voltar ao bom futebol que apresentámos até ao Estoril. Precisamos do regresso de Rodrigo e que não haja lesões. A luta continua.

Matic, respect!

4 comentários

Comentar post