Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Red Pass

Rumo ao 37

Red Pass

Rumo ao 37

Benfica 0 - 2 Barcelona

 

Hoje na Luz tivemos o privilégio de assistir ao vivo ao Cirque du Soleil do futebol. O que o Barcelona faz num campo de futebol é algo que vai para além do futebol tal como o conhecíamos, é uma arte que eles estendem em qualquer relvado do mundo sem pedir licença e sem respeito por nenhum dono de Estádio. Onde eles vão é para ficarem com a bola e rodá-la entre os seus jogadores isto enquanto vão subindo no terreno até darem o golpe final demore o tempo que demorar. Fazem isto na Luz como fazem no Bernabéu, em Wembley ou no Maracanã se forem lá.

 

Podem preferir o futebol mais emocional do Real, o futebol mais directo dos ingleses, o futebol mais em força dos alemães, o futebol mais contido dos franceses ou até o futebol mais calculista dos italianos mas ninguém pode negar que este futebol do Barcelona marca o inicio deste século. Daqui a muitos anos haverão relatos inflamados deste Barcelona que serve de base à Selecção espanhola campeão da Europa e do Mundo e ainda lhe junta um dos melhores jogadores de sempre.

 

Messi passou pela Luz com classe mostrando a sua genialidade. Esteve directamente ligado ao resultado e acabou a partida com um enorme sorriso no reencontro com o seu compatriota Aimar. Saiu agarrado ao Manto Sagrado com a mesma alegria com que o vi carregar a bola do seu hattrick ao Arsenal num jogo de Champions não muito distante. Que diferença tão grande para o outro que quer ser seu rival mas quando veio à Luz pelo Machester United saiu de campo a fazer piretes para a central.

 

Ao longo de quatro décadas já vi na Luz alguns dos melhores jogadores do mundo e algumas das melhores equipas de futebol do meu tempo. Assim de repente lembro-me de ter ficado impressionado com o Liverpool de Dalglish e Rush, da Roma de Falcão e Conti, da Juventus de Baggio e Vialli, do Bayern de Klinsmann e Mathaus, do Parma de Brolin e Zola, do Milan de Simone e Savicevic, e até dos Barças de Ronaldinho ou de Stoichkov, entre outras equipas e jogadores. Muitas histórias ficaram para contar de todos estes encontros com gigantes mas nada se compara ao que vi hoje. Este Barcelona é superior a isto tudo. Há craques mas é a equipa que impressiona. Jogam 90' da mesma maneira mas acabam o jogo com ar de quem nem transpirou. Ganham 0-2 na nossa casa mas nós saímos dali algo aliviados por ter sido só 1 golinho em cada parte. Podem não gostar mas isto é um futebol à parte. Mais, quando já vamos com uma hora de jogo e pensamos que o pior já passou vemos dois rapazes a aquecer para entrarem em campo, são "só" Iniesta e Villa. Chega disto!

 

Ainda deu para sorrir com os comentários ouvidos na bancada. Normalmente ficaria irritado com tanta alarvidade mas hoje achei piada ouvir ordens como «Apertem com eles, porra! Aquilo não passa dali, passes para o lado e não jogam mais que aquilo». Será a mesma pessoa que não gosta do Cardozo porque esse "só" sabe fazer golos e mais nada?

 

E o Benfica? Eu acho que esteve digno. Na primeira parte chegou a superar-se e criou oportunidades de golo e fez-me acreditar que era possível fazer um golo ao Cirque du Soleil. Sentimento esse que eu agradeço. Hoje não quero falar de Jesus e dos jogadores individualmente. Foi este o plano, foram estes os jogadores, acho que dignificaram o clube e chegaram a conseguir por momentos saír do papel de figurantes participando no jogo. Aliás, tenho de abrir aqui uma excepção para Matic que fez um jogo enorme! Houve alturas que me pareceu ser ele o único que podia entrar naquele carrossel do Barça se tivéssemos que trocar algum jogador com eles. Grande jogo de Matic, espero que seja o arranque para uma grande época. Hoje foi incrível.

 

Gostei da casa cheia, gostei do ambiente, gostei dos justos aplausos para Puyol, gostei do apoio das bancadas, gostei ver o Barça a jogar a bola, gostei de ver o Messi com o Aimar no final, gostei da maneira como os catalães festejaram os golos (eu a jogar ali nesta altura já nem festejava golo nenhum tal é a naturalidade com que os conseguem), gostei da atitude dos jogadores da minha equipa.

Não gostei de ver a lesão do Puyol, não gostei de ver os nossos adeptos a aplaudirem Iniesta a entrar em campo ( aplaude-se um grande jogador quando este terminou a sua participação do jogo em sinal de admiração mas nunca quando está pronto para ir jogar contra o nosso Benfica! ).

Acabou por ser um empate 0-2.

 

Agora, bonito era ver a casa cheia outra vez no Sábado, o mesmo entusiasmo, o mesmo apoio empurrando a equipa na competição que nos interessa mesmo. Não é contra o Barça, mas também começa por B. Apareçam.

41 comentários

Comentar post