Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Red Pass

Rumo ao 38

Red Pass

Rumo ao 38

360' + 180' + 90' = 3 Taças em 630'

chegou a altura de mudarmos a história

 

O dia está bonito, primavera a cheirar a verão sol e calor em Lisboa. Bom dia para se começar a época 2010/11 a sério.

Esqueçam a Liga já atribuída e festejada. Esqueçam os frangos do Roberto, as confusões do Jesus, as trapalhadas da Direcção e todos os mais momentos passados até aqui.

Esqueçam também as grandes reviravoltas na Luz contra franceses e alemães, esqueçam a grande noite de Sálvio em Estugarda, a grande noite de Gaitán em Paris, o pleno completo nos derbys desta época, dos 18 jogos seguidos sempre a ganhar, da épica noite de Coentrão e Javi no Dragão a dar vantagem na Taça de Portugal , da 3ª caminhada imaculada para a final da Taça da Liga.

A nossa época começa hoje. Já sem fantasmas de perdermos o campeonato, já sem preocupações de gestão de equipa no que falta na Liga, sem stress de termos de jogar a sério ao fim de semana.

Paremos. Paremos mesmo. Respirar fundo. Olhemos para o calendário.

 

Então temos pouco mais de um mês para sermos felizes, muito felizes. Está nas nossas mãos fazer esquecer este último domingo negro e os estilhaços à sua volta. Temos nas nossas mão a oportunidade única de fazer história.

Já no dia 23 temos 90' para erguer a 3ª Taça da Liga que tem tudo para ser a nossa "supertaça". São 90' contra o Paços de Ferreira e podemos festejar no centro do país. Claro que não salva a época mas anima as hostes e começa a fazer esquecer os festejos desta semana mais a norte. Não passa pela cabeça de ninguém sair de Coimbra sem a Taça, pois não?

Uns dias antes temos tudo para "vingar" o campeonato com a 2ª mão da Taça de Portugal na Luz. Já estamos a ganhar 2-0 e ninguém acredita numa reviravolta, pois não? É que temos ao nosso alcance a vingança perfeita e um passaporte para uma festa muito maior a 22 de Maio no Jamor. Já pensaram que é no Jamor que se encerra a época? Estamos a 180' de sermos nós os últimos a festejar em Portugal e nesse dia já ninguém se vai lembrar da festinha azul e podemos ir de férias em alta. São só 180' para acabarmos em grande.

 

Para o fim deixei propositadamente a Europa.

Há um ano íamos jogar com o Liverpool. Os responsáveis pelo futebol hesitaram e não quiseram apostar tudo ao mesmo temo na Europa e no campeonato. Acabámos eliminados pelos ingleses mas nada convencidos. Pelo menos eu não fiquei.

Pois bem, um ano depois cá estamos nós nos 1/4 de final. Desta vez muito mais desafogados já com a vidinha arrumada. Por isso é muito importante que façamos hoje um "reset" limpemos a cabeça e olhemos para frente. Temos 360' pela frente para conquistarmos o regresso a uma final europeia.

Temos o PSV pela frente e no horizonte mais duas equipas nos separam de uma glória europeia. convenhamos que nunca estivemos tão perto de tal feito. Vale a pena juntarmos forças e apoiar estrondosamente a equipa como se fosse hoje a estreia do Benfica na época 2010/11 por isso a primeira frase do texto é importante, está um dia de verão como se estivéssemos em Agosto quando a fome de bola é muita e as ilusões são enormes.

 

Eliminar o PSV não é uma tarefa fácil nem simples. Será preciso muita alma, muito coração, muita concentração e alguma sorte. Os holandeses estão ainda na luta desesperada pelo titúlo nacional e nós podemos tirar vantagem disso. Hoje não trazem o sueco Toivonen mas vão ser uma equipa muito forte que vai tentar anular o Benfica e levar a discussão para Eindhoven.

Até mais logo podem e devem estudar o nosso adversário no raio-x que o Rui Malheiro faz no seu site. Obrigatório mesmo para que se saiba quem devemos assobiar mais e pressionar mais.

 

Hoje não interessa como é que se encheu o estádio, interessa é que todos os que vão lá estar percebam que começam hoje a viver os últimos 630' decisivos desta época. É muito importante que que apoiem, acreditem e vibrem com o nosso Benfica até ao fim de cada jogo. Acreditemos! Estes jogadores já nos deram mais que muitas razões para acreditarmos neles. E, repito, é acreditar até ao último segundo. Isto não vai ser fácil, não se pode ir para o jogo de hoje à espera de espectáculo exibicional nem goleadas. Hoje é para ter cabeça, construir um resultado bom para depois na Holanda podermos matar a eliminatória como fizemos na Alemanha e em França.

 

Para acabar uso o argumento mais importante de todos. A nossa história, a nossa cultura, hoje vai estar em jogo. O nosso adversário de hoje não é um clube qualquer. Não é mesmo. O nosso adversário é o clube que em 1988 me deixou desolado no sofá da sala entre os meus pais preocupados com o meu soluçar após o falhanço mais triste da vida do grande Veloso. Guardei anos a fio o galhardete desse jogo de Estugarda que um amigo da minha mãe me trouxe. Nunca o escondi para que nunca mais me esquecesse do desgosto que senti naqueles dias. Os homens da Philips tinham reduzido a pó o meu sonho de ser campeão europeu. Foi traumatizante.

Começou na lesão do Diamantino dias antes da grande final e acabou nas mãos do Van Breukelen. Estugarda ficava atravessado na garganta, as três letras de Eindhoven nunca mais as ia esquecer. Nem aqueles 5-0 na época seguinte ao Porto do Quinito me fizeram esquecer Estugarda, nem o duplo confronto em 1998 na fase de grupos da Champions me fizeram esquecer Estugarda. Há semanas atrás este Benfica de hoje começou a matar a mágoa de Estugarda ao eliminar a equipa local com categoria. Espero que hoje se dê seguimento e mostremos ao PSV que estamos mortinhos por os deixar a soluçar fora da Europa. Temos que eliminar o PSV, eles foram os responsáveis por uma das piores noites de toda a minha vida e isso tem que motivar um estádio inteiro! Na Holanda não se preocupem que vou lá estar com os companheiros habituais a explicar como é que é.

630' para a felicidade!

Vamos a eles, BENFICA!

12 comentários

Comentar post