Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Red Pass

Rumo ao 38

Red Pass

Rumo ao 38

Benfica 3 - 2 Famalicão: O Caminho Para o Jamor é Longo

ade.jpg

O Benfica se quiser chegar ao Jamor tem de afastar 3 equipas do Top 6 da Liga NOS. Braga e Rio Ave já foram afastados, chegou a vez do duplo duelo com o Famalicão.

Segundo de quatro encontros entre Benfica e Famalicão nesta época. Tudo graças a um formato aberrante que transforma o acesso à final da Taça de Portugal numa espécie de eliminatória europeia com os golos fora a valerem por dois em caso de empate como um dia os responsáveis da UEFA inventaram. As meias finais da Taça de Portugal são o total oposto ao espírito da prova que desde Agosto anda a apurar clubes num só jogo. 

Por isso, em vez de termos um emocionante jogo decisivo lá para Março / Abril com porta aberta para o Jamor, temos esta meias finais a duas mãos para se resolverem numa semana. Numa 3a feira à 19h15 era difícil pedir mais gente na Luz para um jogo que nada decide na sombra do grande clássico do próximo fim de semana. 

Bruno Lage não facilitou e chamou Odysseas para a baliza, quebrando a tradição de rotação na prova, André Almeida para defesa direito e apostou em Jardel no lugar de Ferro. Correu mal, o brasileiro saiu lesionado ao intervalo e Ferro foi a jogo. Depois, Weigl descansou cabendo a Gabriel fazer dupla com Taarabt, Cervi e Pizzi mantiveram os lugares, na frente Seferovic e Chiquinho foram titulares. 

Pedia-se ao Benfica uma entrada forte e uma atitude ofensiva que levasse o jogo para um resultado tranquilo que desse conforto para a 2ª mão. A equipa não interpretou assim o jogo e andou uma velocidade abaixo do que é normal tornando a partida aborrecida, convidando o Famalicão a arriscar mais. O nulo ao intervalo mostrava que as equipas estavam à espera de resolver a passagem à final na próxima semana.

A 2ª parte trouxe um novo jogo. Cinco golos que animaram a noite e trouxeram muita emoção à Luz.

Ao golo de Pizzi, num penalti conquistado por Seferovic, o Famalicão respondeu com o melhor futebol que se tem visto por cá esta época. Diogo Gonçalves assistiu Pedro "Pote" Gonçalves no empate e depois o marcador deu o golo a Toni Martinez que deixava o Famalicão mais perto do Jamor. Entretanto, já tinham entrado Rafa e Vinicius e o Benfica encontrou força e motivação para fazer nova remontada. Aos 78' o inevitável Rafa fez o empate e no último minuto Gabriel responde de cabeça a um canto de Grimaldo dando a suada vitória ao Benfica.

No fim do dia, o Benfica sai moralizado com o triunfo perto do fim e parte em vantagem para a 2ª mão no Minho.

O Jamor parece perto mas ainda está muito longe. Vai ter de ser conquistado lá bem no norte em mais uma jornada de futebol a meio da semana, bem longe dos interesses dos adeptos.

Posto isto, um repto para a FPF: acabem com estas meias finais a duas mãos, façam mais uma eliminatória e coloquem as equipas profissionais mais cedo no sorteio. Isto é absurdo.