Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Red Pass

Rumo ao 38

Red Pass

Rumo ao 38

Lyon 3 - 1 Benfica: Bloqueio Europeu

slb.jpg

O contexto era muito favorável ao Benfica. Depois da última paragem para datas FIFA, a equipa venceu na Taça de Portugal, ganhou na Liga dos Campeões na Luz e arrancou para uma série de três vitórias seguidas no espaço de uma semana no campeonato. O Benfica entrava em campo para a 4ª jornada da Champions a saber que o Leipzig tinha ganho na Rússia e isso deixava a objectivo da noite ainda mais claro. Era preciso ganhar em Lyon para inverter a tendência europeia e ficar numa posição muito interessante na discussão para o apuramento para a próxima fase.

Todo este contexto positivo, todas as expectativas acumulados de ver o Benfica dar seguimento à boa fase de resultados, à boa exibição do último jogo e ao triunfo da Luz com o Lyon, deu lugar a mais um choque frontal com uma realidade que teima em ser cruel. 

Os franceses entraram muito melhor no jogo, mais pressão, mais intensidade, mais posse de bola e chegam à vantagem muito cedo no jogo através de uma bola parada com o central Andersen a marcar de cabeça. Impensável entrar a perder. Pior, Ferro passado pouco tempo lesiona-se sai, entra Jardel e segue-se o 2-0 pelo inevitável Depay sem que o Benfica tenha conseguido mostrar qualquer intenção de virar o jogo. Em 33 minutos o Lyon tinha o jogo como queria e a vitória bem encaminhada.

Só nos últimos minutos da primeira parte apareceu Gedson a tentar surpreender pela direita, e um entendimento Vinicius - Chiquinho. Iniciativas que valeram um perigoso remate à baliza de Anthony Lopes e pouco mais. 

O intervalo chega na melhor altura do Benfica mas com o resultado num confortável 2-0 para o Lyon. 

Havia esperança de uma forte resposta no começo do 2º tempo. Bruno Lage lança Seferovic e tira Gedson, mais tarde lançou Pizzi no lugar de Cervi, e o Benfica melhorou mas sem nunca ser completamente dominador. Uma combinação entre Pizzi e Seferovic deu o golo que o Benfica tanto precisava para voltar a discutir o jogo. 

Só que já estávamos nos últimos 15 minutos e o Lyon meteu gelo no jogo. Não quis correr demasiados riscos e baixou o ritmo à partida. O Benfica tentou chegar ao empate mas acaba por sofrer o terceiro golo numa imagem de impotência europeia agudizada. 

Depois do 3-1 na Rússia, a resposta do Benfica foi exemplar e arrancou para um ciclo vencedor que teve o seu ponto mais alto no último jogo no sábado. Mas ao sair do país voltou ao ponto em que ficou em São Petersburgo, derrota por 3-1 novamente. 

Em confronto directo com o Lyon, o Benfica teve a oportunidade de discutir o apuramento roubando pontos aos franceses. Não foi capaz e em dois jogos sai com um saldo negativo de 3-4. Como ainda há o Leipzig quase apurado, conclui-se que não há futebol para contrariar os representantes de França e Alemanha, sendo que nem estamos a falar dos campeões PSG e Bayern. A dura realidade é esta. 

Resta pensar numa viagem a Leipzig que seja digna e vencer o Zenit na Luz, para ver se no fim ainda se pode fazer contas a uma permanência na Europa. 

O balanço é negativo, o horizonte europeu não é animador. Hoje o Benfica falhou a sua imposição europeia com um adversário directo.