Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Red Pass

Rumo ao 38

Red Pass

Rumo ao 38

Paços de Ferreira 1 - 0 Benfica: Desilusão Total

B8TlZf7CUAI4ReT.jpg

 Depois das passagens vitoriosas por campos complicados como o de Penafiel ou do Marítimo, o Benfica parecia ter ganho uma embalagem de confiança que permitia olhar para a saída a Paços de Ferreira com optimismo.

Na primeira jornada da 2ª volta o Benfica ficou para o fim e por isso entrou em campo a saber que o 2º classificado foi derrotado na Madeira. Crescia o optimismo e a possibilidade de começar esta segunda metade do campeonato com uma boa vantagem na frente.

 

Com este cenário Jorge Jesus só teve de escolher os melhores à disposição, isto é, só faltava Nico Gaitán no onze para encarar o jogo na Mata Real. Jogou Ola John e aí começaram os problemas do Benfica esta noite. O holandês fez uma exibição completamente desastrada, não só não foi a mais valia que Gaitán costuma ser, como atrapalhou bastante no ataque.

Mesmo assim o Benfica fez o que lhe competia e entrou no jogo à procura do golo mais rápido possível. Parecia ter conseguido chegar ao objectivo antes dos 20 minutos quando Jonas ganhou um penalti. Lima acertou no poste e começou a perceber-se que ia ser uma noite complicada. Pouco depois Salvio forçou pelo seu lado e num remate desviado pelo defesa a bola foi directa ao poste e não entrou.

 

Depois disto, o Paços de Ferreira subiu no terreno, perdeu a timidez e obrigou Júlio César a grande defesa e deixou aviso.

O zero a zero ao intervalo não era animador e tinha ficado a ideia que o melhor período do Benfica no jogo já tinha passado.

 

A 2ª parte confirmou a falta de inspiração de Salvio, Talisca e Jonas, futebol previsível e preso na defesa amarela.

Crescia a esperança que os jogadores do Benfica percebem-se o momento e houvesse mais e maior entrega. O Benfica esteve perto do golo outra vez numa cabeçada de Lima que a trave devolveu, isto numa altura em que a equipa já metia muitos jogadores na área.

A maneira descontraída como o Paços de Ferreira defendia mostrava que só com muita insistência ou um rasgo de génio é que o golo podia aparecer.

O tempo não corria a favor do Benfica e as várias paragens no jogo não ajudavam a criar a dinâmica necessário para o assalto ao golo. Entrou Pizzi mas ficou Talisca, muito trapalhão, saiu Samaris e Jesus partiu a equipa na busca do golo. Depois ainda foi lançado Derley mas não resultou. A entrada de Gonçalo Guedes aos 95' nem faz sentido.

 

Quando o empate já era mau resultado aparece um penalti para o Paços de Ferreira assinalado não se sabe bem por quem já que o árbitro não marcou nada na altura do lance do Eliseu com Hurtado.

Assim o jogo acaba com uma incrível derrota e a expectativa de aumentar a vantagem na frente deu lugar à desilusão de uma derrota a começar a 2ª volta.

Tudo muito mau embora na frente da tabela esteja tudo na mesma.

Ironias em Paços

Eu imagino a confusão que vai lá para os lados de Paços de Ferreira...

Há coisa de um ano e meio aquele pessoal foi todo ameaçado para não jogarem nada e facilitarem, hoje os mesmos ameaçadores pedem-lhes que joguem como nunca e vençam.

Não deve ser fácil conviver com isto. Paulo Fonseca que o diga.