Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Red Pass

Rumo ao 38

Red Pass

Rumo ao 38

O Regresso do Mónaco à Luz 22 Anos Depois

4-estadio-da-luz-empty-1992.png

Nada original este regresso da equipa monegasca ao Estádio da Luz em 2014 para um jogo oficial. Em 1992 o Mónaco esteve na Luz a disputar a final da Taça dos Vencedores de Taças com os alemães do Werder Bremen. Nessa época a equipa de França contava com estrangeiros de qualidade na equipa, o defesa senegalês Roger Mendy, o atacante liberiano George Weah, o atacante costa marfinense Youssouf Fofana e entre os craques internacionais figurava o pequeno português Rui Barros. Todos titulares.

A equipa era treinada por um tal de Arsène Wenger que tinha à disposição franceses de qualidade como o capitão e guarda redes Ettori, Emmanuel Petit, Passi e no banco Djorkaeff ou Lilian Thuram.

Como se vê não mudou muito o cenário, o Mónaco já apresentava um português e vários internacionais de qualidade na sua equipa há 22 anos.

Infelizmente para os franceses, o Werder Bremen venceu essa final por 2-0 com golos de Klaus Allofs e Ruffer. Os alemães liderador por Otto Rehhagel foram mais fortes e foram vencedores justos da segunda competição mais importante da UEFA nessa altura.

Esta vitória deu a possibilidade aos alemães de disputarem a Supertaça Europeia na época seguinte contra o Barcelona de Johan Cruyff, campeão europeu e uma das melhores equipas que o futebol europeu já viu. Na altura a competição era decidida em duas mãos, o Werder Bremen empatou 1-1 em casa e cedeu no Camp Nou 2-1 mas esteve empatado.

 

A 6 de Maio de 1992 a UEFA esperava um grande ambiente na final de Lisboa. Nessa época a equipa portuguesa que podia sonhar com uma final no seu país foi o FC Porto mas o representante português caiu cedo depois de perder 3-1 em Londres com o Tottenham. Nas Antas um nulo.

O apuramento do Mónaco para a final era um mal menor. Teoricamente os portugueses iriam ao estádio em bom número apoiar a equipa do médio que já tinha estado na Juventus. Essa atracção mais a oportunidade de ver alguns craques do topo do futebol europeu abria a expectativa de termos o imponente Estádio da Luz com uma moldura humana digna de uma final europeia.

 

1992.jpg

Como se pode ver pela imagem, os bilhetes não custavam nenhuma fortuna, foi feita uma campanha para venda local a preços acessíveis.

Comprei o meu bilhete juntamente com os amigos que costumavam ir comigo aos jogos do Benfica. Comprámos mal saíram com medo que esgotassem...

Nesse final de tarde de 6 de Maio de 1992 fiquei a perceber o quanto os portugueses gostam de futebol, entendi perfeitamente a "paixão" nacional pelo desporto Rei, como se chamava na altura.

Não apareceram mais de 16 mil pessoas num estádio que nessa altura ultrapassava em muito enchentes de 100 mil adeptos. Vieram franceses, vieram alemães e adeptos portugueses eram muito poucos. O aspecto da Luz reproduzido na fotografia no topo do texto foi visto pela Europa toda. Foi embaraçoso, durante uns anos nunca mais se falou em ter cá finais europeias ou organizar seja o que for.

 

Já nessa altura as desculpas eram mais fortes que as explicações. Ninguém quis admitir que não há cultura futebolística neste país. As pessoas limitam-se a gostar que o seu clube ganhe e que os rivais percam. De preferência para poderem argumentar nos cafés, presenças nos estádios eram sempre a descer. Depois veio a Sport Tv e as transmissões na televisão e os horários e tudo isso que sabemos. Mas o panorama já era muito triste.

 

O Mónaco vai regressar à Luz mas para encontrar um novo estádio. Moderno, mais pequeno e com capacidade para cerca de metade dos adeptos. O que se vai manter é a sensação de afastamento dos adeptos, neste caso benfiquistas, do estádio. Os monegascos vão pensar que se calhar a nossa casa devia ter metade da capacidade actual para verem a Luz cheia. Falarem em Inferno da Luz a um adepto do Mónaco deve arrancar-lhe umas boas gargalhadas.

 

O Mónaco regressa amanhã aos jogos oficiais na Luz e muita coisa se repete, como vimos. O meu desejo é que se repita também o resultado, já que quanto ao resto perdi a esperança.

 

 

Luisão: Xau Juve!

Luisao.jpg

Luisão renovou contrato com o Benfica por mais uma época e fica, assim, ligado ao clube da Luz até ao 36.º aniversário.

A informação foi revelada pela SAD encarnada, no Relatório e Contas referente à época 2013/14, limitando-se a informar que o vínculo que liga Luisão ao Benfica foi estendido por mais um ano, neste caso até 2017.