Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Red Pass

Rumo ao Tetra

Red Pass

Rumo ao Tetra

Um Exemplo da Desonestidade Intelectual: O Bayern de 2009 Muito Melhor Que o Actual!

2009.jpg

Como se sabe, faço parte do painel de um programa da BTV desde o final da época passada, e também já me terão visto a comentar antes ou depois de alguns jogos do Benfica. Faço-o com a mesma paixão com que escrevo aqui e sempre com a preocupação de acrescentar algo com a minha experiência de acompanhar o clube há vários anos. Mas tenho sempre um enorme pavor antes das minhas intervenções públicas, não quero ser apanhado nunca a dizer barbaridades. Uns lapsos, uns erros de memória, isso é normal de acontecer. Tento evitar ao máximo mas, às vezes, acontece. Agora, dizer mentiras, inventar e aldrabar a história, isso nunca farei. Tenho pavor de ser induzido em erro e dizer alguma alarvidade que fique registada para sempre.

 

Posto isto, podem imaginar o meu espanto quando me deparo com uma figura pública, Helder do Amaral, respeitado deputado na Assembleia da República pelo CDS, comparar na CMTV o Bayern que eliminou o Sporting e aquele que veio agora à Luz.

São poucos segundos cheios de pérolas:

 

Bom, para quem tem memória futebolística, como eu, não é complicado soltar imediatamente uma exclamação de espanto perante tanta mentira dita em tão pouco tempo.
Para quem tem uma cabeça bem mais saudável que a minha e não guarda estes dados automaticamente, pode pensar que se calhar o homem tem razão em alguma coisa. 
Em jeito de resumo avanço já que não acertou em nada! Falamos da época 2008/2009, nem foi assim há tanto tempo, caramba! 
Vocês ouviram bem, o senhor deputado disse que aquele Bayern que humilhou o seu clube ganhou TUDO! 
Ou o conceito de ganhar mudou mesmo de vez para aqueles lados ou o ilustre representante popular na Assembleia da República pelo CDS é mentiroso. É que aquele Bayern não ganhou NADA!! 
 
Para explicar ao pormenor o que foi aquela triste época do Bayern, apenas animada com as goleadas europeias aos tristes coitados às listas, recorro de um texto do Ricardo Solnado que, cheio de ironia, mostra as diferenças entre aquele "grande" Bayern e este "pobre" Bayern: 
 

Então vamos lá falar do Bayern de 2008/09, o Bayern dos 12-1.

csm_51007-wolfsburg_bayern_2009_getty_52e353af61.j

 - Campeão europeu nessa época, que depois dos 12-1 foi levar 4-0 a Barcelona, e depois conseguiu empatar 1-1 em casa.

- Campeão alemão com 20 vitórias, 7 empates e 7 derrotas, com menos 2 pontos que o Wolfsburgo.

- Vencedor da Taça depois de perder 4x2 em Leverkusen nos 1/4 de final, num jogo em que até marcou um tal de... Arturo Vidal.

 epa01655371-bayer-leverkusens-patrick-helmes-c-r-s

Lukas Podolski foi o melhor marcador da Champions, com os 2 golos que apontou ao Sporting. Únicos nessa época na prova europeia num total de 9 em 31 jogos em todas as competições.

Klinsmann seria despedido em Abril, pois o Bayern corria risco de não se qualificar para a Champions. Heynckes foi treinador interino em 5 jornadas, e fez 13 pontos, levando a equipa ao 2ºlugar. Van Gaal seria o seu sucessor.

 

Para quem ainda estiver com paciência, vamos falar do plantel do Bayern:

Kahn tinha-se reformado, Rensing era o titular e Butt, contratado ao Benfica, o seu suplente. Iam alternando a baliza depois de Rensing ter provado que não tinha valor.

Como centrais tínhamos Lúcio, Demichelis e van Buyten. Ah, e nos 7-1 jogou Breno, que anos mais tarde seria preso por incendiar a própria casa.

Lahm era lateral...esquerdo. À direita alternavam Oddo (emprestado pelo Milão) e Lell. Altintop safava às vezes.

A meio-campo Van Bommel era o capitão e referência. Ao seu lado jogava a jovem promessa brasileira Zé Roberto, filho de Renato Sanches. Por vezes jogava Ottl, futura referência do meio-campo da Mannschaft. Kroos era emprestado ao Leverkusen para ganhar rodagem.

Nas alas, brilhava Ribery num lado e no outro jogava... Schweinsteiger, ainda antes de ter sido "inventado" como número 8 e ainda antes de ter saído do Bayern para estar lesionado toda a época em Manchester. Suplentes para as alas eram Altintop e Sosa, para quem não sabe viria a marcar o golo decisivo na final de um Mundial.

Na frente, alem do matador e habitual suplente Podolski, os titulares eram Toni e Klose. Juntos nessa época gloriosa, fizeram 38 golos, num total de 72 presenças combinadas.

 

A 15 de Abril de 2016, Lewandowski tem 36 golos e Muller 29 (que até se estreou a marcar pelo Bayern, vindo dos juniores, nos tais 7-1).

E claro, quem são Neuer, Alaba, Javi Martinez, Xabi Alonso, Vidal, Thiago, Douglas Costa, Gotze, Coman, para não falar dos lesionados Robben, Boateng, Badstuber ou Benatia ?

 

Choram os adeptos do Bayern, com saudades da gloriosa época de 2008/09, onde não ganharam nada mas deram 12-1 ao Sporting! Faz lembrar uns adeptos que têm saudades da gloriosa época de 1986/87, onde nada ganharam mas deram 7-1 ao seu rival.

 
 

14 comentários

Comentar post

Pág. 1/2