Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Red Pass

Rumo ao Tetra

Red Pass

Rumo ao Tetra

Os Caça Fantasmas Baralhados

dIKl2rB1.jpg

Vamos recuperar esta pérola de 2 de Janeiro de 1993 no reinado de Sousa Cintra para esclarecer o que é importante nesta caça aos fantasmas que vejo por aí em tons de verde.

 

À falta de melhor tenta-se transformar em fantasia tudo o que é notícia na realidade. Distorce-se um pouco, embrulha-se e incluem-se em comunicados e tarjas. Uma moda como outra qualquer.

Vem isto a propósito da recente prisão preventiva de José Veiga na operação Rota do Atlântico que também apanhou Manuel Damásio. Junte-se o presidiário Vale e Azevedo e temos uma série de teorias que tentam dar força a outras teses como a dos vouchers, por exemplo.

Em resumo, para a carneirada do rei dos comunicados o Benfica é um clube de aldrabões, corruptos que acabam todos presos em casas da Carregueira. Este é o dogma e é sobre isto que se vive.

 

É melhor esclarecer que nós não temos medo de fantasmas e que vivemos bem com as condenações a gente que já serviu o nosso clube. E porquê?

Porque nenhum deles foi apanhado por beneficiar o Benfica, antes pelo contrário. Simples.

João Vale e Azevedo preso é uma consolação para todos os benfiquistas. O pessoal do Campo Grande é que devia criar um evento de apoio a ele no facebook, como só eles sabem criar, por se tratar da pessoa que esteve mais perto de concretizar o maior sonho colectivo da existência do Sporting: acabar com o Benfica!

Um sonho, aliás, bem denunciado pelo Presidente mais carismático e lembrado do Sporting. Recordemos:

Em entrevista ao Record, João Rocha, ex-presidente do Sporting, denunciou um acordo obscuro entre José Roquette e Pinto da Costa, que tinha como objectivo afastar o Benfica dos primeiros lugares... Vozes leoninas discordaram e as pessoas sérias do clube de Alvalade ficaram indignadas...

Eis uma parte da entrevista de João Pedro Abecassis

RECORD – Lembro-me que durante o mandato de José Roquette,você se revoltou com acordos que nunca ficaram esclarecidos, nomeadamente entre o Sporting e o FC Porto. Quer revelar pormenores em relação a isso?

JOÃO ROCHA – Havia um projecto com o FC Porto que era muito prejudicial para o Sporting. Era mesmo inqualificável. Insurgi-me num Conselho Leonino e numa assembleia geral. Era um projecto gravíssimo que só podia sair da cabeça de um indivíduo sem responsabilidades. José Roquette dizia que era um projecto válido, porque era a única maneira de Sporting e FC Porto estarem sempre representados na Liga dos Campeões.

 

Nunca tivemos nenhum Presidente cujo sonho seria acabar com o Sporting. É a diferença. Sobre Vale e Azevedo resta acrescentar que tem a sua figura presente na galeria de honra dos presidentes do nosso clube. O clube, que segundo os diferenciados verdes, tinha problemas em manter Jesus na sua história.

 

Falemos agora de Damásio. Este foi o Presidente que começou o declínio do Benfica a meio dos anos 90. Aquela fase que fez todos os sportinguistas felizes com resultados que ainda hoje exultam. Pessoalmente, foi o homem que acabou com o sonho de ver o meu ídolo Klinsmann jogar no nosso clube. A seguir a Vale e Azevedo, deve ser o Presidente mais detestado pela maioria da nação benfiquista. Foi preso por ter cometido crimes a favor do Benfica?
Claro que não! Foi apanhado em negociatas com José Veiga. Chegamos assim ao ex-funcionário do Benfica que despoletou toda esta tentação de associar o nome do Benfica a criminosos.

 

Este caso em que Veiga e Damásio são acusados tem tanta relação com o Benfica como o Bryan Ruiz tem com o golo, zero!

Mas vale a pena ir mais atrás. Se Veiga é vigarista não será só pela sua existência no ano de 2004/05. É que foi ele que entrou no Sporting com um tal de João Vieira Pinto para que o clube conseguisse um dos seus 18 campeonatos. Mas talvez isto já não dê muito jeito recuperar.

O mais irónico é que nesta operação Rota do Atlântico apareceu mais uma cara bem conhecida do nosso futebol. Pedro Sousa foi noticiado como comentador da TVi mas podia ter sido apresentado, ao nível de Damásio e Veiga, pelo seu passado: ex Director de Comunicação da SAD do Sporting. Pronto, também há ex funcionários verdes no caso que tanto tem dado que falar e ninguém chateia o clube com isto. E bem.

 

Já vi dirigentes acusados de crimes desportivos a serem condenados e com o seu clube até a perder pontos sem que ninguém contestasse.

Aliás, quando começarem a fazer considerações sobre controles de arbitragem, corrupção, subornos e afins, lembrem-se, porque ainda está fresquinho, que a única pessoa que está a ser julgada por isso mesmo é um ex-vice presidente do Sporting, que agiu no exercício dessas funções. A sentença é lida dia 22 de Abril. Apareçam. A sessão é pública.

Até lá leiam a notícia que ilustra este post. Não eram jantares, eram máquinas fotográficas. Antes de haver facebook.

 

9 comentários

Comentar post