Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Red Pass

Tetra Campeões

Red Pass

Tetra Campeões

Olhanense 0 - 1 Benfica: Noite de Estreias

22467293_10159455762945716_5673695030236713028_o.j

 Começo por lamentar o facto do jogo não ter sido em Olhão. Para ser coerente como que sempre defendo aqui há anos, os jogos da Taça de Portugal deveriam ser sempre no estádio das equipas e não em recintos emprestados. Não abdico disto e nos últimos anos tem sido comum ver o 1º de Dezembro ir para o Estoril, o Real para Belém, o Vianense para Barcelos e agora o Olhanense para o Estádio do Algarve.

Neste caso, é um mal menor. Mantém-se o jogo numa região que o Benfica visita pouco. Só por isso, acabei por me fazer à estrada. Ir ter com amigos do Algarve, comer caldeirada, lulas e outras iguarias do sul na melhor companhia antes do jogo e aviar um franguinho da guia antes do regresso, já justifica um sábado à Benfica.

Pegando nos exemplos que citei de jogos destas primeiras fases da Taça de Portugal, se nos lembrarmos bem todos eles foram partidas que ficaram marcadas por vitórias do Benfica mas com exibições fracas. Ou seja, sempre com resultados de vantagem mínima e dificuldades inesperadas. Tem sido sempre assim. Ainda no ano passado o Benfica ultrapassou o 1º de Dezembro com um golo de Luisão no final do jogo e, no entanto, o clube acabou a época a festejar mais um triunfo na Taça de Portugal.

Com esta experiência não ia com grandes expectativas para o Estádio do Algarve, só queria ganhar.

Foi o que aconteceu, foi um jogo parecido com todos os outros desta fase dos últimos anos mas com o aliciante de percebermos que pode ter nascido uma nova estrela na baliza. O jovem Svilar deixou boas indicações e pode ter acontecido um daqueles momentos que daqui a uns anos vou poder dizer orgulhoso que estive lá, naquele jogo em que o miúdo se estreou.

 

22459133_10159455749970716_3351938858209711868_o.j

 

Também Douglas fez a sua primeira partida pelo Benfica e mostrou muita vontade, pouca condição física, boas ideias a atacar e preocupações ao nível defensivo, normal para uma estreia.

Gabriel Barbosa aproveitou para fazer um belíssimo golo que marca a sua estreia como marcador pelo Benfica.

Uma vitória por 0-1 num jogo sem grande história.

Surpreendeu o facto da equipa não ter criado muitas mais oportunidades de golo, assim como também surpreendeu a pouca afluência de benfiquistas algarvios ao estádio. Em 2017 o Benfica só foi duas vezes ao Algarve e os adeptos locais nunca quiseram encher o estádio. Estranho.

O essencial dentro de campo foi conquistado. O convívio de mais um dia a viajar tendo o Benfica como pretexto foi óptimo. Menos um passo para o Jamor.

Curiosamente, há uns meses no Jamor apanhei uma das maiores chuvadas da minha vida enquanto adepto, estava o versão a chegar. Agora, já com um mês de Outono e passei um belo dia de Verão no Algarve.

 

 

2 comentários

Comentar post