Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Red Pass

Tetra Campeões

Red Pass

Tetra Campeões

O Benfica - Braga Será Sempre Um Pouco de Poborsky

1024.jpg

Época 1998/99, tempos negros viviam-se na Luz mas, mesmo assim, alguns momentos ficaram para sempre na memória de quem viveu aqueles dias complicados no estádio.

A 15 de Novembro de 1998, o Benfica recebia o Braga depois de uma série horrível de jogos. Empate em casa com o Alverca, com expulsão de Bruno Basto, derrota no Bessa, com expulsão de Poborsky, empate na Luz com o Leiria, com expulsão de Calado, e empate na Maia com o Salgueiros, com expulsão de Andrade.

À 11ª jornada seguia-se o Braga. O treinador Souness escolhia o seguinte onze: Preud'Homme, Ronaldo, Paulo Madeira e Minto; Calado; Poborsky, Hugo Leal, Kandaurov e Pembridge; João Pinto ( capitão ) e Nuno Gomes.

Kandaurov abre o marcador logo aos 3 minutos. Parecia que, finalmente, íamos ganhar um jogo! Mas dez minutos depois, o central do Braga, Odair, faz o 1-1. Jogo embrulhado, desespero nas bancadas até que, aos 33 minutos, o checo do cabelo encaracolado comprido com a sua camisola de manga comprida arranca uma jogada como poucas vezes se viu naquele estádio. Um golo à Maradona que hoje aqui se recorda. Um luxo em tempos de lixo.

Um rasgo de génio que motivou a equipa a fazer mais dois golos por João Pinto e Nuno Gomes. Foi sol de pouca dura, na jornada seguinte voltaram as derrotas, 3-1 nas Antas com José Pratas a expulsar João Pinto.

2 comentários

Comentar post