Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Red Pass

Tetra Campeões

Red Pass

Tetra Campeões

Dinamo de Kiev 0 - 2 Benfica: Um Olhar Para o Apuramento

14711197_10157590534315716_5655254673141200073_o.j

Antes do jogo tive o enorme privilégio de conversar com José Luís, jogador do Benfica durante vários anos desde o final da década de 70 até mais de metade da de 80. Entre muitas curiosidades de adepto para jogador ficou-me na memória o seguinte pensamento do nosso antigo extremo direito:
hoje em dia sabe-se tudo sobre os nossos adversários, as fraquezas e os pontos fortes individuais ou colectivos. Discute-se modelos de jogo e especulam-se sistemas tácticos, indo até à exaustão do pormenor. Mas nada bate um olhar forte e convicto.

 

Contou o José Luís que com Sven-Göran Eriksson as palestras eram de dois minutos dedicadas ao adversário e o restante tempo ao Benfica. E quando se via aquele olhar brilhante e confiante eles, jogadores, já sabiam que o jogo ia correr bem. Mesmo quando naquela tarde em que fugi da escola para ver o Glorioso em Roma, o treinador sueco tenha parecido louco ao lançar cinco jogadores de características ofensivas tirando espaço e bola à toda poderosa Roma.

Mais que a ousadia, o segredo era o olhar, repetiu Zé Luís.

 

Sigamos o conselho de quem sabe, esta noite mais do que estudar a táctica do Dinamo, Rui Vitória terá falado aos jogadores com o tal olhar. A confiança e a determinação com que o Benfica entrou em Kiev confirmam essa hipótese.

No primeiro jogo da Champions League a vitória fugiu nos últimos instantes, no segundo jogo em Itália o Benfica entrou bem mas não marcou e acabou por passar pela pior fase numa partida europeia, desde que Rui Vitória chegou à Luz. Desta vez tudo voltou ao normal, o Benfica entrou bem, fez golo e pareceu ter sempre o jogo controlado.

 

Deixem-me falar de outra glória do nosso clube. Jantar num restaurante do Estádio da Luz e ter na mesa ao lado, a sofrer tanto como eu, um senhor chamado José Augusto é uma honra. Passar a primeira parte a comentar com o Sr. José Augusto algumas jogadas de uma partida da Champions é algo único. Há dias que o nosso benfiquismo faz mais sentido, hoje foi um desses dias.

 

Foi um jogo bem preparado, as apostas em Ederson, Luisão e Pizzi no meio campo revelaram-se acertadas e o Benfica conseguiu um excelente, e muito importante, triunfo na Ucrânia. Salvio aproveitou bem o penalti que Guedes ganhou, Cervi fez questão de dar uma assistência a Mitroglou antes de confirmar a vitória. Tudo correu bem nesta viagem a Kiev. Agora na 2ª volta do grupo temos dois jogos na Luz para carimbar o apuramento para a próxima fase da Champions League. É esse o caminho.

O olhar benfiquista da confiança nunca falha.

1 comentário

Comentar post