Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Red Pass

Tetra Campeões

Red Pass

Tetra Campeões

Benfica 3 - 1 Chaves: Bonito, Emocionante e com Final Feliz

_JPT6030.jpg

 Jogo 23 no campeonato e a pressão de sempre. Jogar primeiro que o rival, não poder vacilar, lidar com a ausência de Fejsa, gerir os "amarelados" Pizzi e Nelson Semedo, escolher um "6" e um companheiro para Mitroglou.

Tudo resolvido com eficácia. Samaris avançou para a titularidade, Rafa jogou na frente, Pizzi não viu amarelo mas Nelson Semedo não vai a jogo em Santa Maria da Feira.

A novidade nesta jornada foi o adversário. Uma boa novidade, diga-se. O Chaves regressou ao Estádio da Luz para um jogo de campeonato após a despedida da divisão maior em 1999, na altura o Benfica venceu com Shéu Han como treinador.

A equipa transmontana confirmou a excelente época que tem vindo a fazer, apresentou um futebol vistoso, atraente e muito positivo neste duelo com o líder da prova. Acrescente-se o apoio de dois mil adeptos na bancada e só posso elogiar o clube que nos anos 80 me fez vibrar com o seus jogos europeus. Que volte às provas da UEFA em breve.

 

O Benfica esteve à altura do momento, percebeu que ia ser preciso levar muito a sério uma partida muito bem disputada. Na primeira parte, sem deslumbrar, o Benfica foi construindo o suficiente para justificar a vantagem no marcador. Foi o inevitável Mitroglou a fazer o 1-0 e a dar uma falsa ideia de tranquilidade para o resto da noite. É que perto do final da primeira parte o Chaves conseguiu mesmo empatar com um belo golo de Bressan, que já tinha feito o mesmo pelo Rio Ave uma época antes e na outra baliza.

 

(Fotogaleria de João Trindade)

 

Ao intervalo havia sinais de impaciência na bancada porque sentia-se que o problema estava longe de estar resolvido. Parte da solução foi fazer entrar Jonas e encostar Rafa na esquerda, passando Zivkovic para o lado direito de onde saiu Salvio.

A equipa de Rui Vitória entrou bem na 2ª parte, ciente que era obrigatório marcar rápido para não tornar o jogo ainda mais complicado. Uma bela jogada colectiva acabou nos pés de Rafa com êxito.

Samaris bem na abertura para Nélson Semedo que cruzou para o golo de Rafa.

A época que Nelson Semedo está a fazer é absurda de tamanha qualidade. Ontem duas assistências e mais uma exibição incrível. O menino está feito um senhor defesa direito.

Mais tarde Pizzi foi trocado por Felipe Augusto para refrescar o meio campo. Mas a verdade é que com o resultado em 2-1 o jogo esteve sempre perigosamente aberto. Foi nessa fase que a equipa de Ricardo Soares assumiu a posse de bola, chegando mesmo a encostar o Benfica no seu meio campo. Muita irreverência individual, mudanças tácticas e substituições com vontade de mexer e melhorar o jogo e o Chaves sempre ameaçador a construir jogo sem complexos.

 

Uma boa exibição dos flavienses que eu bem dispensava. Porque em casa eu quero é sossego e monotonia, como bem sabem. Gosto de ver bom futebol mas é da minha equipa e nas outras partidas. O bom futebol do Chaves deixou-me nervoso até ao segundo golo de Mitroglou. O grego entrou em modo Deus. Tudo o que faz, faz bem. Está com tanta confiança que sente que é o melhor avançado do mundo, está com uma eficácia incrível e está a ser o nosso Jonas desta época. Com a vantagem do próprio Jonas estar por ali a espreitar o regresso à sua melhor forma. Esta dupla no auge da forma é coisa para me fazer sorrir enquanto espero pelos próximo desafios.

 

Excelente vitória, belo jogo com mais de 50 mil nas bancadas da Luz. O fim de semana está ganho.

 

3 comentários

Comentar post