Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Red Pass

Tetra Campeões

Red Pass

Tetra Campeões

Benfica 3 - 0 Paços de Ferreira: As Notícias da Morte do Bi Campeão Foram Manifestamente Exageradas

1.jpg

No rescaldo do clássico do clássico ficaram duas ideias fortes no ar, Rui Vitória disse que gostou do que viu a equipa fazer no Dragão e que os adversários também iam perder pontos.

Ontem no final da noite vinha a certeza dos tropeções dos dois rivais na mesma jornada que foram a melhor notícia complementar à vitória do Benfica que começou com o mesmo onze do clássico. Uma grande resposta da equipa aquele infeliz final de jogo da semana passada e muito crédito para o treinador do Benfica que viu as suas convicções reforçadas.

 

Mantendo a mesma equipa, isto é, com André Almeida perto de Samaris no meio campo, o Benfica entrou para este sexto jogo do campeonato à procura de um golo cedo. Tomou conta do jogo e teve algumas oportunidades para abrir o marcador mas a equipa de Jorge Simão não se assustou e mostrava-se bem organizada a defender à frente de Marafona. João Góis a fechar na direita, o capitão Hélder Lopes na esquerda e a dupla de centrais Marco Baixinho e Miguel Vieira ia ganhando confiança à medida que o tempo passava. Depois na frente da defesa Romeu e Christian muito decididos na ajuda a tirar espaços ao ataque do Benfica e até conseguir sair em tentativas de surpreender os encarnados com lançamentos rápidos a partir das alas de Diogo Jota e Roniel à procura de João Silva, mais avançado, com André Leal a tentar guiar esses ataques. Perto da meia hora chegam a criar o maior susto na Luz ao aproveitar um livre para Miguel Vieira meter a bola na baliza de Júlio César mas em claro fora de jogo.

2.jpg

Foi o sinal de alarme a soar e Jonas a responder com uma classe incrível. Já que as jogadas colectivas não estavam a funcionar, o "17" pegou numa bola vinda de Gonçalo Guedes e fora da área inventa um pontapé em arco colocado junto à trave da baliza de Marafona para fazer um golão que abriu o caminho da vitória.

Já naquela baliza, a norte, Jonas tinha encantado num grande golo contra o Nacional há uns meses, agora assinou uma das maiores obras de arte que esta nova Luz teve o privilégio de ver.

Um jogo desbloqueado assim só pode ser o tal colinho a funcionar.

 

Até ao intervalo não houve muitas mais razões para nos esquecermos do momento Jonas, embora aos 39' o brasileiro tenha ameaçado seriamente voltar a marcar novamente com um belo remate de longe.

 

Feito o mais complicado, abrir o marcador, era preciso consolidar a vitória e a exibição. O Paços sentiu que ainda não estava fora do jogo e durante vinte minutos manteve a tensão no ar embora algo timido no ataque. Faltavam maiores argumentos a Jorge Simão para chegar ao empate e por isso lançou Edson Farias no lugar de Roniel. Enquanto pensava no resto das alterações o Benfica resolveu o jogo.

4d.jpg

Gaitán continua imparável, assume o jogo, cria desequilíbrios e é decisivo quando ganha espaço na esquerda e assiste Gonçalo Guedes que finaliza com sorte, a bola ainda bate num adversário antes de entrar e enganar Marafona. Foi o primeiro golo de Gonçalo na equipa principal. Há uma semana tinha escrito que estava a faltar uma grande jogada, um passe para golo ou um golo ao miúdo para se afirmar de vez na equipa. Já tinha estado no primeiro golo marcou o segundo e ainda ofereceu o terceiro a Jonas depois de mais um passe excelente de Gaitán. Gonçalo Guedes estava a merecer uma noite assim, já dava sinais de instabilidade ao envolver-se em fintas sem sentido, em jogadas inconsequentes e até já despertava alguns nervos nas bancadas. Agora pode respirar fundo, olhar para o resumo e ver que fez parte da complicada decisão deste jogo. É um puto, está a crescer, tem estado impecável tacticamente, posicionalmente e na ajuda ao companheiro Nelson, que também evolui em competição. Chegaram os golos e as assistências, estamos a ganhar uma asa direita muito interessante.

3.jpg

Uma equipa que conta no ataque com Gaitán, Jonas, Mitroglou, que só não marcou porque Marafona fez uma enorme defesa, e Gonçalo, tem que ser levada a sério. Acho que há muito boa gente que se esqueceu da qualidade individual que existe neste Benfica. Na frente ainda há Raul Jiménez que entrou aos 64' e deu sinais de muita vontade em conquistar o seu lugar na equipa.

Este ataque já fez 16 golos em quatro jogos do campeonato na Luz. Jonas já leva 7 na sua conta.

Ainda houve tempo para as entradas de Carcela, também mostrou empenho e do habitual Talisca. Só se estranha a permanência de Gaitán e Jonas até ao fim quando estes dão sinais de não estarem a 100%.

5.jpg

Era preciso reagir ao desaire do Dragão que deixou um sentimento de injustiça no ar, o Paços de Ferreira até já tinha estado em Lisboa há poucas semanas a roubar pontos a um rival, por isso foi uma vitória muito importante antes da equipa partir para um sequencia de testes muito sérios longe de casa.

Vamos para Madrid, Madeira e Istambul, pelo meio há Taça de Portugal. Ganhar ao União é obrigatório para começar a acertar o rumo fora da Luz, e decidir o futuro na Champions League tentando pontuar entre Espanha e Turquia. Depois, o regresso a casa para acertarmos contas com o Sporting.

 

Belo fim de semana.

 

FOTOS: João Trindade

 

11 comentários

Comentar post