Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Red Pass

Tetra Campeões

Red Pass

Tetra Campeões

Benfica 1 - 0 Bordéus

 

O Benfica já passou uma fase em que não tinha uma equipa de futebol mas sim uma caricatura das suas grandes equipas.
O Benfica já passou uma fase em que não tinha presidentes mas sim caricaturas de grandes Presidentes da sua história.

O Benfica já passou uma fase em que não tinha treinadores mas sim caricaturas de bons treinadores que por ali passaram.

O Benfica já teve um estádio com um ambiente fantástico. Hoje o Benfica tem um estádio com um ambiente que é uma caricatura dos tempos do "Inferno da Luz".

Infelizmente, já vivi o suficiente para testemunhar tudo isto.

 

Um estádio que foi pensado para receber os benfiquistas activos e por isso nasceu com metade da lotação dos tempos áureos do seu antecessor. 65 mil cadeiras para garantir que temos cerca de 50 mil sempre ocupadas independentemente da meteorologia ou do adversário. Puro engano. Devíamos ter construído um estádio de 30 mil lugares para não termos aquelas tristes clareiras.

Um estádio que numa eliminatória da tão querida e desejada Taça de Portugal recebe 15 mil benfiquistas. Um estádio que precisa de dar convites em barda em vésperas de receber os 1/4 de final da Liga Europa para não se apresentar semi-despido. Um estádio que vê os seus fieis adeptos virarem costas à equipa antes do final dos jogos mesmo que o jogo esteja empatado e por isso nem festejam golos nos últimos instantes.Um estádio que aclama Camachos e Quiques. Um estádio que se transforma num gigantesco circo/festa no dia que o clube confirma um 4º lugar no campeonato e explode de alegria para se despedir de um ídolo que antes de ser emigrante não se dignou a festejar um famoso 3-6 porque não foi titular. Um estádio que adora apupar um dos melhores goleadores da história do Sport Lisboa e Benfica. Um estádio que aplaude equipa, dirigentes e treinador em pleno Maio após o clube ter entregue todos os títulos importantes dessa época enquanto apupa e critica os topos que reagem à desgraça com silêncio e cânticos de "Xulos" (assim mesmo, escrito à arruaceiro iletrado). Um estádio que se levanta e aplaude histericamente um jogador do Barcelona saído do banco para entrar em campo e jogar contra o Benfica, em vez de o fazer à saída de campo. Um estádio que explode em calorosa recepção a um ex jogador que entra no relvado para ajudar o Braga a empatar um jogo. Um estádio que hoje a meio da primeira parte reage a um descuido do nosso guarda redes com uma estrondosa... assobiadela!

Um estádio que se despede de uma equipa invicta em competições nacionais (em Braga caiu nos penaltis) e que na Europa teve um desaire com o Barça e outro em Moscovo com uma monumental assobiadela e até alguns lenços brancos!!

 

É para sentirem a pressão do grau de exigência dos benfiquistas.
Assobiar os próprios nunca foi demonstração de nada inteligente. Querem mostrar exigência? Querem pressionar a equipa a jogar mais e melhor? Então ENCHAM a Luz com 60 mil benfiquistas ávidos de ganhar por muitos. Um estádio cheio cria uma atmosfera única e os jogadores sentem a vontade dos adeptos. Quando é que isso acontece? Quando há lagartos, tripeiros ou Barça, Real, Bayern, Manchester e mais meia dúzia de clubes históricos. Como isso só acontece de tempos a tempos não há enchentes. Sim porque quem é o Bordéus ou o Bayer Leverkusen ou o Desportivo de Aves para merecerem a ilustre presença do exigente benfiquista? Tão exigente que deixou de vir ao estádio para ver o Benfica. Isso é coisa do passado. Isso é para parvos. Olha agora sair de casa para ir à Luz ver o Benfica... É com quem? Com o Barça? Ah até levo o meu cachecol do Messi. Com o Bordéus? Eh pá, eu para vinhos fico ali na tasca.

 

Isto é tudo o mesmo pessoal que se comove com os ambientes dos estádios ingleses. Jogos com lotação esgotada. Na Luz é meia casa. Jogos com ambiente incrível com as bancadas sempre a apoiarem. Na Luz apoiam sempre os topos. Reacções incríveis a infelicidade ou desinspiração dos seus ídolos com palmas e incentivos. Na Luz assobia-se forte e feio. Derrotas em casa como a que vimos em Old Traford no outro dia a acabarem com ovação à equipa eliminada. Na Luz assobia-se após uma vitória 1-0 e um ciclo de jogos intenso. Então o que aprendem com tanto que falam dos ingleses? Nada. Sabem porquê? Porque os ensinamentos dos programas dos Dias Ferreiras desta vida é que vos enchem mesmo as medidas. Gostam de ser grunhos como eles. Percebe-se.

 

Eu como sócio arrogante que sou com os meus desabafos moralistas,eu como adepto rico que sou ao viajar atrás do Benfica, eu como idiota que sou só por me irritar de ouvir assobios aos nossos homens na nossa casa, peço a todos os assobiadores que vão ter com o Veloso, Álvaro, Carlos Manuel, Diamantino, Shéu, Rui Águas ou Michael Manniche e lhes expliquem que não admitem ganhar só por 1-0 ao Bordéus. Eles em 1987 empataram a 1 na Luz e lixaram logo ali a eliminatória e não saíram assobiados da Luz. Mas isto era no Estádio da Luz e não na caricatura de Estádio da Luz que nos sobrou.

 

Hoje confirmei as minhas suspeitas. Está tudo mortinho por soltar o assobio e o lenço branco pedindo sangue e cabeças a rolar. Não podiam ter esperado por uma desgraça a sério? Assim foi embaraçoso. Imagino que os jogadores estejam encantados com tanto carinho e apoio dos melhores adeptos do mundo.

Mas deixem lá, se por acaso alguma coisa correr bem o Marquês é todo vosso, a mata do Jamor é toda vossa e o aeroporto é todo vosso.
Que a nova figura simbólica dos adeptos do Benfica vos abençoe.

Para que preparem como deve ser o jogo com o Gil Vicente ofereço-vos um treino de luxo. Acompanhem os grandes Dead Combo. 

 

34 comentários

Comentar post

Pág. 1/4