Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Red Pass

Tetra Campeões

Red Pass

Tetra Campeões

Benfica 2 - 1 Estoril : Jonas Contra o Apagão

_JPT7407.jpg

 

 Foi um Benfica desconfiado e algo apático que abordou esta 31ª jornada contra o Estoril. Talvez pelas dificuldades que passou nos outros três encontros da época com a equipa da Linha, o Benfica não conseguiu entrar de forma avassaladora no jogo.

Cedo se percebeu que ia ser uma tarde de paciência e sofrimento. O Estoril de Pedro Emanuel voltou a dar uma excelente imagem do seu futebol, deixando o Benfica num jogo mais dominador mas de expectativa.

O penalti que Nelson Semedo sofreu abriu o caminho da vitória que Jonas confirmou. Foi apenas o 6º penalti em 31 jogos de campeonato a favorecer o Benfica, um número, curiosamente, abaixo dos outros rivais.

 

O problema é que na 2ª parte com 1-0 no marcador eu cheguei a pensar que a equipa amarela na Luz tratava-se do Brasil 1982 que morreu no Sarriá! Tal era a facilidade com que o Estoril construia oportunidades e mandava no jogo. Um período de enorme apagão da equipa do Benfica que andou a ver o empate adiado em várias oportunidades, até que Kleber não falhou e deixou o estádio da Luz em suspenso. A começar pelo banco do Benfica que se preparava para lançar Felipe Augusto no jogo e acabou por improvisar a entrada de Carrillo.

 

 (Fotogaleria: João Trindade)

 

Vieram à memória os fantasmas daquele jogo de 2005 no Algarve, que só Mantorras conseguiu resolver ou, ainda pior, daquele empate em 2013 que comprometeu uma liga que podia ter sido o começo de um penta.

Mais uma vez, a resposta do Benfica foi forte e convincente, a equipa partiu à procura do 2-1 e Jonas mostrou porque é o melhor jogador do campeonato, um golaço que fez a Luz suspirar de alivio e deu à equipa a vitória necessária para manter as esperanças do tetra intactas.

Foi uma vitória muito suada que muito se deveu à inspiração individual de Jonas e que garantiu o cumprimento de um objectivo essencial, três pontos.

Agora fica faltar só um jogo na Luz para terminar a época e dois fora. O Benfica está a três jogos de fazer o que nunca foi feito no clube. Nada está ganho, apenas uma etapa mais ultrapassada e só mais passo firme nesta longa maratona.

Foco agora na deslocação a Vila do Conde, estamos muito perto da felicidade mas ainda há muito que sofrer. Literalmente.