Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Red Pass

Tetra Campeões

Red Pass

Tetra Campeões

Benfica 3 - 3 Estoril: No Jamor!

_JPT3142.jpg

 Apetece-me começar por dar os parabéns ao Chaves e ao Estoril pela excelente imagem que deixaram nas meias finais da Taça de Portugal. Por arrasto, elogiar também a FPF pelo aumento de qualidade que a prova tem tido depois de anos de algum desprezo pela competição. As mudanças que obrigam as equipas profissionais a jogarem fora de casa contra clubes de escalões inferiores, o cuidado com os preços dos bilhetes, entre outros pormenores, devolveram dinâmica à Taça de Portugal que vê os dois clubes finalistas apurados com muitas dificuldades.

 

No caso do Benfica, a tarefa começou logo a complicar-se nas bancadas. Como é que uma meia final que dá acesso ao último jogo da época, que pode ajudar a ser o Benfica a abrir a próxima época na Supertaça, que garante a presença em mais um final, só convence menos de metade do Estádio da Luz a ir ao jogo?! Ter 25010 adeptos no último jogo oficial da época fora do contexto da liga é embaraçoso. Logo aí deu uma falsa imagem de que o trabalho está feito

O Estoril com Pedro Emanuel tinha dado sinais de melhoras, esta noite na Luz mostrou ser uma equipa muito atrevida e determinada. Lutou até ao fim pelo seu sonho e esteve muito perto de conseguir.

 

O Benfica esteve a perder 0-1, 1-2 e ficou-se pelo 3-3 sujeito a sofrer um golo que o afastava da final. Tudo num jogo imprevisível, e porque o Estoril sempre procurou marcar.

 

(Fotogaleria de João Trindade)

 

Júlio César sofreu três golos mas foi determinante ao evitar o 2-3 de forma incrível. Grimaldo foi das melhores notícias da noite, titular e recuperado.

Mas depois foi preciso chamar ao jogo Pizzi e Jonas para meter ordem numa partida jogada sempre de forma descontrolada. Carrillo fez um golo e podia ter feito outro, Zivkovic assinou uma obra prima, marcando o primeiro golo pela equipa e Jonas veio dar o toque de classe que faltava.

 

No entanto, a equipa deixou sempre o jogo em aberto. Foi uma exibição que não descansa ninguém, não pela incerteza e emoção no desfecho final mas , também, pela falta de argumentos em resolver a questão mais cedo.

 

Foi uma noite de grandes emoções e com um final feliz para o Benfica mas, como já sabem, eu aqui nestas coisas prefiro aquela monotonia de um 2 ou 3-0 sem ponta de emoção.

 

Voltamos ao Jamor, deixamos o sonho da dobradinha em aberto e podemos voltar a pensar só no campeonato.