Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Red Pass

Rumo ao Tetra

Red Pass

Rumo ao Tetra

Amanhã é dia de Festa

11020761_10155246923330716_5558626778031070084_n.j

 Dia 28 de Fevereiro é uma data emblemática para os Benfiquistas.

O Clube faz 111 anos e a celebração dá-se durante todo o dia. Pelas 10h00 tem lugar a entrega dos Anéis de Platina e Emblemas de Dedicação referentes, respectivamente, aos 75, 50 e 25 anos de Sócio.

Se já está pelo Complexo não vai querer perder, ao início da tarde, pelas 15h00, o jogo de Basquetebol com o Lusitânia.

De umas bancadas para outras é um pulo! No Estádio da Luz, a equipa de Futebol recebe o Estoril, em partida a contar para a 23.ª jornada da Liga NOS.

Num dia cheio de emoções e Mística, pelas 20h30, no Museu, tem lugar a cerimónia de entrega dos Galardões Cosme Damião, evento com acesso muito restrito e que poderá acompanhar através da emissão da BTV.

Aquela Raça

raca.jpg

O dia de ontem ficou marcado por um vídeo a circular pela internet de conteúdo tão agressivo que mereceu uma queixa na Procuradoria-Geral da República. É mais um capítulo que começou antes do derby e que tem continuado nas paredes da zona do estádio da Luz, por exemplo. O vídeo foca a sua mensagem na Raça.

Foi pena ver ontem nas bancadas de Alvalade a principal claque do Sporting mostrar uma tarja que começava precisamente por Nós Somos a Raça...
Eu não acredito em coincidências mas a julgar pelo silêncio da imprensa e dos responsáveis do Sporting estamos perante uma situação perfeitamente normal.

É grave.

Uma R3v1ravolta é isto

14932704_OSv4z.jpg

 

E já agora, ir para a Liga Europa é para brilhar já que aquilo é a 2ª divisão da Europa e não custa nada chegar a duas finais seguidas. Não era o que se dizia por aí até Maio passado?

Brilhar na Liga Europa não é fazer dois jogos contra o clube da Volkswagen levar duas batatas do Dost e sair lá com dois redondos zeros.

É mais isto:

2099678_w2.jpg

 Só para esclarecer.

Pedimos Desculpa Pela Interrupção do Colo Mas Vem Aí o Estoril

talisca estoril benfica 2.jpg

 Desde o final do jogo com o Moreirense o reino futebolístico nacional animou ainda mais as hostes. A malta do Benfica aliviada com a reviravolta no Minho que garantiu a liderança mesmo antes dos outros jogarem, a malta do Porto triste pelo seu André Simões e a malta do Sporting irritada porque o Benfica venceu outra vez.

 

Vai daí, o nível de ataque ao desempenho do Benfica nesta Liga subiu à escala máxima de loucura. Colo para aqui, colinho para ali, cantos que dão títulos, expulsões de anjos que afinal são dragões. Uma festa.

O tom subiu de tal maneira que nós, benfiquistas, tivemos que reagir com um murro na mesa. Querem mesmo falar de árbitros, esquemas, favores e tudo o que gravita à volta do futebol? Pois então vamos lá e falemos de todos. Assim se descobre que vários jogadores acabam suspensos antes de defrontar o Porto, ficamos a saber que o Sporting chora a saída de Proença de cena com uma bonita homenagem e que o seu Presidente diz coisas bonitas nos balneários a outros árbitros. Enfim, o futebol português tal como o conhecemos.

 

Isto tudo porque querem fazer do Benfica o clube mais beneficiado do mundo.

 

Por causa disto até quero deixar aqui um pedido de desculpa, ou melhor, um esclarecimento aos leitores que costumam acompanhar o Red Pass. Quem já me lê desde os tempos do Terceiro Anel, do Encarnado e Branco, e desde 2009 aqui no Red Pass, sabe que evito falar de árbitros e afins. Nas crónicas de jogo raramente encontram lá grandes referências a arbitragens e no quotidiano sabem que aqui encontram textos sobre futebol. Mas eu já topei esta conversa toda e, portanto, agora é assim. Se é para abrir a internet, a rádio, o jornal ou a televisão e ouvir/ler dezenas de entendidos a explicar que isto está tudo feito para o Benfica ser campeão então vão ter de levar comigo também.

Não é nada que me dê prazer mas é um dever que tenho e apelo a todos os benfiquistas que não se deixem levar. Isto começou com criticas a lançamentos laterais, depois era um fora de jogo bem assinalado, mas que foi bem marcado demais e por isso era um roubo, e chegámos à loucura dos cantos e expulsões.

 

Isto parece que tem sido sempre assim nos últimos anos mas é mentira. Vamos lá ver quando é que há colinho no campeonato. Foi em 2009/2010, quando o Benfica apresentou um futebol de qualidade incrível com jogadores de classe mundial que andam agora nos melhores clubes do mundo. Todas as semanas era o colo, era o túnel, era qualquer coisa. Tudo menos mérito. Repito, com uma das melhores equipas de futebol da história do Benfica.

Na época a seguir foi um festival de roubalheira nas primeiras jornadas, com destaque para um inesquecível Vitória de Guimarães - Benfica. Mas aí não houve colo nenhum. Aí já estava tudo bem e a culpa foi só do Roberto.

Depois só se ouviu falar em andor vermelho na época 2013/14. Até o Vítor Pereira mandou entregar as faixas ao Benfica, todas as semanas a lermos os parabéns irónicos pela roubalheira que estava a ser esse campeonato. E tanto fomos nessa conversa que acabámos por perder com aquela coisa do Kelvin. Um pontapé mágico que tornou esse campeonato em mais um título da maior pureza e honestidade possível. Como se viu em Paços de Ferreira na última jornada. Este ano começou a conversa mais cedo já que o Benfica arrancou na frente e de lá teima em não sair.

Em 2005 também se falou muito em colo. Sim, na época em que o Proença deu um importante pulo para a brilhante carreira que teve e que até homenagens de viscondes merece. Basta um nome para essa temporada, Penafiel. Nem vou dizer mais nada. Mas o que ficou para a história foi um jogo no Algarve. Está certo.

 

Ou seja, este colo só aparece quando uma certa equipa vai na frente. Desde 1994 até 2005 esteve tudo óptimo no nosso futebol. De 2005 a 2010 também foi uma maravilha. E Agora parece que há uma equipa que teima em roubar tudo e todos para conquistar uns títulos que não devia.

Eu como vivi intensamente os tempos de 1994 a 2005, só posso aconselhar a malta mais nova a ir ler e ver como foram ganhos esses campeonatos.

Agora discutem-se pontapés de canto e lançamentos laterais, vejam lá.

E vai piorar, a partir de agora os nossos jogos vão ser vistos à lupa e qualquer coisinha vai servir para a explosão nacional contra o Benfica. Temos de estar preparados com um sorriso.

 

Mas o que mais interessa é não perder o foco no que é realmente importante: ganhar ao Estoril.

É um adversário que entrou para a galeria de traumas agudos há pouco tempo com um jogo inacreditável na Luz. Esse jogo só aconteceu porque nos distraímos todos. Desconcentração total por causa da conversa do colo, da eliminatória contra os turcos, com o apuramento para uma final europeia. Nós adeptos também fomos culpados. Eu lembro-me que nessa 2ª feira fui almoçar à Luz com outros adeptos e falou-se de tudo menos do jogo com o Estoril. Isso estava garantido. Era preciso era saber como ia ser a ida a Amesterdão, os bilhetes, as viagens e tal. Esqueceu-se o essencial, era preciso vencer o jogo da noite.

Não se venceu e acabou como sabemos. Curiosamente, nesse jogo todos falam no Carlos Martins mas nunca ninguém destaca o facto do Benfica não ter vencido a partida porque um defesa central do Estoril tira uma bola em cima da linha de golo que dava o 2-1. Foi o Steven Vitória e já tinha contrato com o Benfica para a nova época. Não ficou de fora deste jogo, não facilitou e ainda evitou que o Benfica garantisse praticamente ali o título. Ainda bem, porque assim nunca poderão falar do jogo em que o central que ia para o Benfica facilitou pelo Estoril. Fica o registo.

Sábado é para ganhar. É sempre para ganhar.

José Águas e Eusébio em Destaque na Prova Máxima de Clubes da UEFA

eusebiocoluna2.jpg

A UEFA, organismo máximo do Futebol Europeu e que gere esta competição, lançou a informação sobre os futebolistas mais eficazes da história da Taça dos Clubes Campeões Europeus/Liga dos Campeões e, aí, o Sport Lisboa e Benfica dita regras ao colocar dois antigos futebolistas no top 10. Neste particular só há paralelo com o Real Madrid e o AC Milan supera com três futebolistas que passaram pelas suas fileiras. O avançado José Águas com a média de 0,82 golos por jogo (18 golos em 22 jogos) está na 5.ª posição, ex-aequo com Lionel Messi. Eusébio da Silva Ferreira ocupa o 8.º posto da lista com uma média de 0,75 golos por jogo, fruto de 47 tentos em 63 jogos realizados.

 

Podem ler todo o artigo no site da UEFA neste link.

 

Aguardo pela reacção dos "especialistas" que vão explicar isto com erros de arbitragem.

Pág. 1/8