Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Red Pass

Rumo ao Tetra

Red Pass

Rumo ao Tetra

Marítimo 1 - 2 Benfica

 

Triunfo tão dramático quanto saboroso e determinante para o fecho da época.

Foi uma semana que simboliza bem o ambiente do futebol tuga. Lags, que só estão a lutar por um lugar menos ridículo graças a alguns erros de arbitragem a seu favor quando estavam à beira do fim, a chorarem a semana toda. Da casa mãe da corrupção veio o aproveitamento do choro dos aliados submissos e montou-se mais um circo de dimensões razoáveis. Malta que dizia que só burros falavam de arbitragens passaram a semana toda a falar de... arbitragens. Entretanto, ficou no ar um dos golos mais espectaculares que já se viu na nossa miserável Liga, fomos para a Turquia lutar pelo acesso a uma final europeia, voltámos, os choros continuaram, a imprensa ajudava e enquanto o Benfica preparava a decisiva viagem ao Funchal os chorões aliados e corruptos vencem os seus jogos beneficiando precisamente de erros de ... arbitragens! Maravilhoso, não é? De repente o trabalho dos árbitros é muito complicado, ver foras de jogo com jogadores a darem um passo atrás para marcarem golos tornou-se num acto muito difícil e só existe um malvado em Portugal, Capela. Até o Proença se riu.

Só faltava um espalhanço do Benfica para que meio país ficasse contente, de preferência com um erro contra nós que desse para os outros tristes virem com piadas.

 

Com este cenário montado é óbvio que uma pessoa sente a pressão. E se a coisa não corre bem na Madeira? O sono não é tranquilo, as refeições não caem bem, o trabalho é um castigo, a cabeça acaba sempre a pensar no mesmo: temos que trazer os 3 pontos. A pressão vinha de todo o lado e foi tão bem montada que de repente nós é que estávamos em maus lençóis e com a felicidade por um fio e a malta que ia a 4 pontos é que estava bem e confortável. Já para não falar dos eufóricos ressuscitados que a 37 pontos de vantagem acham que resumem a época a 90 minutos roubadíssimos e pronto.

A tudo isto o Benfica respondeu com uma entrada confiante nos Barreiros, Lima sofre falta limpinha dentro da área madeirense e vai cobrar o respectivo penalti. Entrada de sonho, era isto que queríamos. O recuo no terreno e a passividade com que se encarou o resto da primeira parte é que não estava no programa. A equipa não resistiu à tentação de abdicar da iniciativa do jogo e encolheu-se a defender a vantagem minima. Felizmente que o golo do Marítimo apareceu antes do intervalo, se o jogo continuasse assim até aos 80' podia ter acontecido o empate bem perto do fim sem tempo para reacções.

Assim ao intervalo houve uma reorganização, um refrescar de ideias e os jogadores perceberam que tinham mesmo de dar tudo por tudo para sair dali com a vitória para deixarem o título bem encaminhado.

Na 2ª parte tivemos o Benfica que estamos habituados a ver e depois de falhanços incríveis ( o que se passa , Rodrigo?! ) e uma dose considerável de azar com bolas devolvidas por postes e barra, apareceu um auto golo de Rossi. Empatou e desempatou.

O golo é inventado por Salvio que merece todos os elogios deste mundo e de outro, que época do argentino. E Matic ?! Impressionante ! Aguentem só mais meia dúzia de jogos, se faz favor.

 

Vitória importantíssima, festejos bem simbólicos no fim, Jesus muito bem nas declarações pós jogo e nós , adeptos, com menos 50 kg de pressão em cima dos ombros, com a máquina cardíaca desgastada mas já a ver uma Luz lá ao fundo. É Maio que aí vem e promete ser grandioso.

Hoje foram mais do que 3 pontos, foi injecção de moral, foi atirar toda a pressão para o lado dos que nos perseguem e foi também o final da semana do choradinho que rendeu vitórias imorais aos adversários que agora vão ter de ir buscar novos argumentos para pressionarem até ao fim. Sendo que os cabeçudos até nos deviam fazer uma vénia por atrasarmos um adversário da laia deles na lutinha deles.

Sinto que dobrámos um cabo da boa esperança.

Voltemos os olhos para a Europa do futebol e desejemos ao Vitó tudo de bom para a viagem dele à Madeira, como ele desejou ao Benfica.

Agora, concentração. Falta muito pouco. Obrigado, Benfica pela noite de hoje.

Fenerbahçe 1 - 0 Benfica

 

Começo por dizer que ao intervalo deste duelo isto está mesmo a saber a meia final europeia, ao contrário da última que disputámos como expliquei na altura.
É uma semana especial, só oito equipas europeias chegam a esta fase de decisões, quatro na Champions League e quatro na Europe League. O Benfica fazer parte destes oito clubes é um excelente sinal ainda para mais quando é a segunda vez nos últimos três anos, sendo que nos outros tem chegado aos 1/4 de final. Isto para dizer que me sinto confortável com o estatuto europeu actual do Benfica, não me canso de dizer que tenho muito fresco na memória épocas negras, daí dar toda a importância a este estatuto que ninguém pode negar actualmente.

Esta é também uma semana que por tradição costumo aproveitar para romper com o quotidiano e aproveitar o pretexto do meu aniversário (24 de Abril) para viajar e sair um pouco da rotina. Este ano lá em casa analisou-se a possibilidade de ir até à Turquia aproveitando o sorteio europeu mas os altos custos em cima da data aconselharam a esperar para investir em Maio. Não comprei nada para Amesterdão mas estou confiante que é nesse destino que vou gastar as poupanças. Mesmo assim houve uma fuga até aos ares de Tróia, daí o atraso na publicação do texto.

Antes de falar no jogo ando um pouco mais para trás porque quero deixar documentado o momento em que fui esmagado pela surpresa que a minha irmã e o amigo Pedro Ribeiro me fizeram. Ao final da manhã no meu dia de anos sem estar à espera nem desconfiar de nada, recebi um manto sagrado com o "7" nas costas a dizer CarDeuz , como aqui é tratado desde que cá chegou, e na frente as assinaturas dos jogadores que partiam para Istambul. E ainda aquele casaco lindo que adidas com que os jogadores entram em campo e que em bom tempo a marca personalizou com We Are All Benfica! Estão aqui ao meu lado, jamais esquecerei esta generosa prenda.

 

Estava tudo lançado para uma primeira mão positiva, as minhas prendas, a vitória no derby, a moral em alta e a confiança na equipa. Não vou dizer que estou deprimido com o resultado porque já esperava um primeiro jogo complicado para nós e muito forte pela parte do Fenerbahçe. Quando vi Salvio quase a fazer o primeiro e alguma posse de bola fiquei mais tranquilo. Acho que esperava uma primeira parte mais intensa dos adversários. Quando os postes negaram o golo aos turcos, especialmente no penalti, pensei cá para mim "isto este ano é nosso".

Esperava que o Benfica desse um grande avanço no apuramento na 2ª parte aproveitando o factor sorte e destroçando de vez os inquietos turcos mas sairam me as contas ao contrário. Há qualidade, sem dúvida, no Fenerbahçe. Não são só os jogadores já de nome conhecido, são também alguns da casa que mostraram valor. No fim fiquei desapontado porque não estou habituado a ver o Benfica perder nem a acabar um jogo a zero. Mas mais a frio relembrei-me de meias finais que já vivi com o Benfica e não me lembro de um resultado verdadeiramente positivo a abrir os duelos. Penso que continua a ser perfeitamente possível o apuramento para a final. Para anular esta desvantagem só temos que ser o que sempre temos sido na Luz nestes últimos anos, ou seja, marcar como sempre marcamos e vencer por dois golos ou mais de vantagem, algo que temos visto acontecer muitas vezes. É essencial marcar cedo e procurar fazer mais dois golos para ficarmos a salvo de alguma surpresa.

Há alguém que ache que não vamos dar a volta a isto na Luz ?

Final da Taça de Portugal - Informações


Os bilhetes para a final da Taça de Portugal, que vai colocar frente a frente Benfica e Vitória de Guimarães, no Estádio do Jamor, estarão disponíveis a partir de 12 de maio, informou esta sexta-feira a Federação em nota publicada no site oficial.

O valor dos ingressos varia entre os 15 e 30 euros, sendo que as vendas serão efetuadas pelos clubes finalistas e pela Federação, exclusivamente através do site do organismo.
A Federação informou ainda que a final, agendada para 26 de maio, tem início marcado para as 17.15 horas e que será transmitido em direto pela RTP1.


Da parte do Benfica os bilhetes para o Jamor serão vendidos assim:

a venda começa dia 12 de Maio - Sócios Fundadores, Centenarium e RedPass Premium

Dias 13 e 14: Sócios com RedPass

Só depois os Sócios

Benfica 2 - 0 Sporting

( Foto: Joaquim Martins Araújo )

 

Sábado , véspera de derby de futebol, optei por ir para a Luz sentir Benfica. Nos três jogos de modalidades de pavilhão houve um momento que me ficou na memória por ter sido o mais divertido do dia. Aconteceu no único jogo que não correu bem, no final do derby em futsal a lagartada em êxtase arranca uma gargalhada geral do pavilhão encarnado ao atirar com um cântico que costumam ouvir nos últimos anos: "Amanhã há mais". Até os polícias se riram de tamanha ousadia. Afinal tinham toda razão, houve mais do ... mesmo! O Sporting não marca um golo na Luz para o campeonato há 6 anos, nos últimos 11 derbys jogados o Sporting venceu um, esta época nos dois jogos acabam com um saldo de 1-5. Portanto, foi tudo mais do mesmo. "Amanhã há mais" foi brilhante como tudo o que tem vindo daqueles lados nos últimos largos anos.

 

Ambiente fantástico na Luz, pena não ser sempre assim, jogo equilibrado e o descanso de percebermos que Jesus e os nossos jogadores perceberam muito bem que ia ser uma noite diferente para os dois lados, nós a lutar por mais 3 pontos, eles a lutarem pelo jogo da época. Apesar de 34 pontos de diferença, o Sporting motivou-se , como sempre, ao máximo e chegou a parecer uma equipa a sério daquelas que não estão lá para o 8º lugar da tabela. Para nós é o costume, quando jogamos em casa levamos sempre com este filme, seja o Sporting , seja a Académica, sendo que os estudantes ainda aguentaram até ao fim e ficaram a chorar um penalti, os lagartos como diferentes que são choraram 4 penaltis e aguentaram até aos 36 minutos. Deram luta, foi engraçado e saímos todos contentes, nós com os 3 pontos e mais um derby para a colecção, eles por terem conseguido parecer uma equipa de futebol e por não terem levado o tratamento de um Rio Ave, que até está na frente deles.

 

Salvio. Vale todo o dinheiro que se investiu no regresso dele à Luz. Tem sido essencial nesta bonita época fazendo esquecer quem criticou o alto investimento do último verão.

Luisão. Não começou nada bem esta época com o triste episódio de Dusseldorf mas há males que vêm por bem e o capitão está a fazer uma das melhores épocas de sempre. Um seguro na nossa última linha, limpa tudo e hoje até saiu para a merecida ovação.

Gaitán. O argentino é isto. Consegue irritar-me meio jogo, passes parvos, falhanços, desconcentrações e depois assim do nada saca uma das melhores jogadas que já vi na Luz! Sublime a iniciativa, a finta , a tabela , a assistência. Incrível. Já agora, foi ele que também deu o primeiro golo ao Salvio.

Lima. Era contratação de alto risco, 4 milhões de euros, já não é nenhum puto e vinha do irritante Braga. Compra magnífica, Lima marcou o melhor golo da época, até agora, e prova que a história da adaptação a um grande clube é um bocado de conversa da treta. Está a fazer uma temporada incrível.

São estes os meus destaque, todos os outros estiveram bem e confio em todos sem excepção. Este ano não há Robertos nem Emersons e isso ajuda muito.

 

No primeiro golo libertei toda aquela tensão acumulada desde 2ª feira, aquele jogo em que apareceram 17 mil na luz. Não voltei a ficar tão nervoso e, mais uma vez, senti grande confiança na equipa. Isto é tão bom que nem sei explicar o valor que tem.

O jogo mais emocional acabou, o derby é tão fantástico que fez com que a lagartagem se sentisse importante e viva. Vinham ganhar, vinham tirar o título, e por aí fora. Não quero deixar de mandar um abraço ao Inácio que continua a ser uma das figuras mais patéticas do nosso pobre futebol. Ao Joel Neto agradeço o texto dele de sábado, acho que hoje o homem ainda deve estar mais mal disposto porque viu-se na Luz uns 60 mil ultras perigosos e loucos. Lamentável.

 

Finalmente, um muito obrigado ao clube do meu coração. Não me deixaram ficar mal neste último jogo que vivi antes de entrar nos "entas". Que bela prenda de aniversário antecipada. Vou assumir que a obra de arte Gaitán - Lima foi personalizada por ter sido ali mesmo à minha frente. Muito , muito obrigado Benfica ! Já não peço mais golões daqueles, só peço mais vitórias destas até ao final da época. É muito bom ser do Benfica.

Pág. 1/3