Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Red Pass

Tetra Campeões

Red Pass

Tetra Campeões

É Tudo à Grande!

Luís Miguel, que trabalhava numa academia do Qatar, é o novo treinador do Paços de Ferreira. É cunhado do treinador do FC Porto, Vítor Pereira.

Jara no Granada

A Sport Lisboa e Benfica – Futebol, SAD, nos termos e para o efeito do disposto no artigo 248º do Código dos Valores Mobiliários, informa que chegou a um acordo com o Granada C.F. para o empréstimo do atleta Franco Daniel Jara até ao final da presente época desportiva, o qual não inclui cláusula de opção de compra.

Mais se informa que este empréstimo será concretizado assim que o atleta conclua os exames clínicos a que se vai submeter, com o consentimento da Sport Lisboa e Benfica – Futebol, SAD.

Nacional 0 - 2 Benfica

Quando alguém que não conheça o nosso campeonato me perguntar como é que é a nossa Liga Profissional eu mostro a gravação desta embrulhada que foi o nosso terceiro jogo na competição.

Praticamente todas as equipas por essa Europa fora que jogaram na 3ª, 4ª ou 5ª feira no domingo à noite já tinham a sua participação no respectivos campeonatos resolvida. Por cá passou a ser moda atrasar os jogos de algumas dessas equipas para 2ª feira, às vezes 3ªs. A razão? Muita preocupação com a recuperação dos atletas... Ou então arranjaram aqui uma bela desculpa para dominarem audiências televisivas durante várias noites. É que esta teoria do descanso é desmanchada em 5 segundos: uma das equipas que jogou na 6ª feira a Supertaça Europeia, voltou a jogar hoje no seu campeonato. E os 5-0 atestam o grande cansaço que mostraram nas pernas.

Portanto, não me venham mais para aqui falar em jogos às segundas feiras por causa de descansos.

 

A Liga de Clubes juntamente com as televisões fazem o que querem e o que bem entendem deste produto chamado campeonato. Tratam-no mal, ignoram a paixão dos adeptos, desrespeitam o público alvo e até desafiam as leis da natureza marcando jogos para para a noite num campo como o da Choupana que só quem já lá foi sabe explicar a facilidade com que se abate ali nevoeiro e humidade. Suponho que os delegados da Liga também sabem e que se estejam nas tintas para isso.

 

Posto isto há que dizer que tivemos uma primeira parte às prestações e com uma visão praticamente nula daquilo que se estava a passar. Estava mais preocupado em saber o que iam fazer caso o Benfica apanhasse o avião de volta sem completar o jogo do que em perceber em que sistema táctico tinha apostado o Jesus.

Entre paragens e ameaças de fim de jogo lá se passavam blocos de uma partida misteriosa. Às tantas há um cruzamento perfeito de Gaitan para a cabeça de Cardozo e sai o golo do Benfica. Precioso!

Até ao intervalo foi torcer para que o jogo se aguentasse com aquele resultado e que o nevoeiro se fosse durante o intervalo.

Na 2ª parte o nevoeiro foi embora e consegui ver meio jogo de futebol. O Benfica aproveitou a vantagem e fez o seu jogo à volta desse curto 0-1.

Aproveitando ainda a ideia de mostar a gravação do jogo a alguém que não conheça isto, é destacar a parte em que Soares Dias assiste a uma agressão de Felipe Lopes a Witsel no meio do campo, deixa seguir e marca uma falta mais à frente. Em vez de expulsar o Felipe, mostra o 2º amarelo a Aurélio. Ou seja, Felipe fica em campo para que mais tarde possa agredir novamente Witsel, desta vez à entrada da área com uma bela cotovelada!! E voltou a não ser expulso. Muito bom.

 

Mas como já se sabe só há duas maneiras de não nos pormos a jeito destes erros alheios: defender bem e atacar melhor. Embora o Benfica tenha corrido muitos riscos desnecessários cedendo cantos e perdendo bolas parvas, lá foi conseguindo manter o zero na baliza de Artur.

Vou dizer... Não gosto de ter Jardel em campo. Não me inspira confiança. Pronto, já disse.

Depois da expulsão na equipa madeirense o Benfica agarrou o jogo, rematou, controlou e apesar de alguns sustos sentiu-se que estes importantes 3 pontos vinham mesmo para a Luz.

Jesus apostou em Bruno César no lugar de Nolito ao intervalo e depois em Enzo Perez no lugar de Gaitan e ainda entrou Ruben Amorim. O segundo golo foi todo obra de Bruno César que correu meio campo com a bola controlada e termina com um remate espectacular para golo.

Uma vitória muito importante num cenário bem trapalhão que caracteriza este nosso triste futebol português.

Chegar à primeira pausa com a equipa apurada para a Champions e na frente da tabela, ainda que à condição, é um belo começo que contraria o que muitos já andavam por aí a agoirar.

Ah... E já estamos a 5 do nosso querido LOL.

 

Só espero que tão depressa não tenha que voltar o Benfica jogar na TVi. É tudo mau demais para se conseguir aguentar. Isto hoje foi um serão hardcore para o meu sistema nervoso.

Mas o Benfica ganhou!

Onde Estão os Portugueses?

 

A tragédia do Benfica andar a jogar sem portugueses é vivida dramaticamente pela imprensa desportiva. Na ressaca do jogo com Twente houve um jornal que chegou a escrever que era desolador!

Está tudo muito bem. Só não percebo porque é que ninguém comenta o elevado número de jogadores portugueses que o Porto apresenta no seu plantel. Em mais de um dezena de atletas para ocuparem o meio campo e o ataque têm... DOIS portugueses! Na defesa mais... DOIS. E na baliza há um. Mas que fartura de jogadores nacionais apresenta o Porto no seu plantel.

 

Ninguém na imprensa desportiva quer pegar nisto e lamentar?
É melhor não. O caso do Benfica é que é uma tristeza, os outros estão cheios de jovens portugueses no plantel.

Palhaçada.

Pág. 1/5