Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Red Pass

Tetra Campeões

Red Pass

Tetra Campeões

Benfica divulga programa da pré-época, Arsenal na Eusébio Cup

 

Confirmam-se as informações que tenho vindo a adiantar quando aos jogos da nossa pré época. A Lusa divulga:

 

O Arsenal vai ser o adversário da equipa de futebol do Benfica na Eusébio Cup, a 6 de Agosto, numa pré-temporada de 2011/2012 que começa a 22 de Junho e engloba um estágio na Suíça.

O Benfica, que ainda não definiu todos os adversários que vai defrontar na pré-época, informa que o clube londrino jogará no Estádio da Luz, em Lisboa.

Jorge Jesus e o plantel regressam ao trabalho a 22 de Junho e reservam os dois dias seguintes para os habituais testes médicos, com o primeiro treino aberto a 27.

Nesse dia e no seguinte (28 de Junho), todos os futebolistas estão disponíveis para a imprensa.

A 03 de Julho, o plantel “encarnado” parte para a Suíça, onde estagiará no Centro Desportivo de Colovray, em Nyon, com jogos de preparação ainda por definir.

A equipa está de volta a Portugal a 11 de Julho e dois dias depois joga em Albufeira, frente a adversário também por definir ( Leeds United será o adversário como já anunciei há um mês) , antes de disputar, a 15 e 17, o Torneio do Guadiana, prova cujos participantes ainda não são conhecidos.

A apresentação aos sócios está marcada para 20 de Julho, com opositor a determinar, e a época oficial começa a 26 ou 27, na terceira pré-elimintória da Liga dos Campeões. A segunda “mão” disputa-se a 02 ou 03 de Agosto. O campeonato arranca a 14 de Agosto.

Programa do Benfica na pré-temporada:
22 de Junho - Início de época.
23/24 de Junho- Testes médicos.
27 de Junho - Início dos treinos.
03 de Julho - Partida para a Suíça (Centro Desportivo de Colovray, em Nyon, com jogos de preparação a definir).
11 de Julho - Regresso a Portugal.
13 de Julho - Jogo em Albufeira. ( Leeds United a confirmar )
15/17 de Julho - Torneio do Guadiana.
20 de Julho - Jogo de apresentação.
26/27 de Julho - 3.ª Pré-eliminatória Liga Campeões (1.ª “mão”).
02/03 de Agosto - 3.ª Pré-eliminatória Liga Campeões (2.ª “mão”).
06 de Agosto - Benfica-Arsenal (Eusébio Cup).
14 de Agosto - 1.ª Jornada Liga.

Faz Hoje 50 Anos Que Chegámos ao Topo da Europa

 

 

Para as gerações mais novas é importante explicar que o Benfica a 31 de Maio de 1961 viveu um dos dias mais fantásticos da sua história. Um dia que marcaria a nossa identidade para o meio século seguinte.

Como escreve o jornal I falemos de História:

 

História de Portugal: há 50 anos o Benfica sagrou-se campeão europeu.

 

História de Espanha: há 50 anos o Real Madrid não ganhou a Taça dos Campeões pela primeira vez na história da competição, iniciada em 1955.

 

História da Catalunha: há 50 anos o Barcelona sagrou-se vice-campeão europeu.

 

História da Suíça: há 50 anos Berna foi o local da final europeia com mais bolas ao poste (quatro, todas para o Barcelona).

 

História do Benfica: há 50 anos os jogadores foram enfim autorizados pela direcção a trocar de camisolas com o adversário

 

Ainda há um mês falei do facto do Barcelona reservar no seu imenso Museu um espaço para o campeão europeu de 1961, a final a que eles chamam de "final dos postes" por causa das 4 bolas que os postes da baliza de Costa Pereira devolveu.

É um momento de grande importância na nossa existência que, felizmente, aos poucos se vai destacando dentro do clube como está a acontecer este ano com uma linha de marketing dedicada à conquista de 1961. É qualquer coisa mas devia ser muito mais.

Todos os benfiquistas deviam saber que neste jogo ainda nem havia Eusébio, que Germano fez um jogão, que Coluna foi o melhor em campo, que Mário João salvou um golo, etc.

 

Eu nasci em 1973 e das primeiras coisas que aprendi no meu benfiquismo é que a década anterior ao meu nascimento foi marcada por um Benfica dominador em Portugal e temido na Europa com duas Taças dos Campeões ganhas e presenças nas finais da maior competição continental. Crescer sabendo que poucas épocas antes chegámos ao topo do mundo do futebol condiciona e molda especialmente o nosso benfiquismo. Eu aprendi tudo sobre as finais ganhas e perdidas e tive oportunidade logo na década de 80 de viver mais umas quantas finais europeias. Metade da minha vida foi vivida a conhecer o lado mais glorioso do nosso clube e tudo começou num dia como o de hoje em 1961.

 

Arrisco a passar uma vida à espera de sentir a glória suprema que os meus pais e avós viveram. Já lá estive muito, muito perto mais do que uma vez. Não sei se vou ter essa satisfação, talvez isto seja por ciclos e os dias sagrados estejam reservados para gerações melhores que a minha... Não sei mas vou sempre acreditar. Não sei mas vou sempre lutar para que o espirito de 60 não se esfume em fanatismos pessimistas derivados do presente e passado recente. O Benfica é hoje respeitado em todo o mundo, é conhecido em tudo mundo, os ingleses falam de nós como os giants of Lisbon e , convenhamos, não é tanto pelo passado recente da nossa história, é muito pelas façanhas lendárias que os heróis da década de 60 imortalizaram.

Nós só temos simplesmente que saber estar à altura dessa herança, só temos que ter a humildade de procurar não os envergonhar, e parecendo simples não é nada fácil como se tem visto.

 

Numa altura em que os jornais se divertem a comprar dezenas de jogadores e a vender meio plantel entre as acusações de trafulhices que a nossa Direcção supostamente faz em contratos há um jornal e um jornalista que tem todo o meu respeito. Falo do jornal I e de Rui Tovar. Comprem o jornal de I de hoje leiam, divulguem e guardem as páginas dedicas à grande final de Berna.

Aprendam e ajudem a ensinar o que é realmente o Benfica. Tentemos

ignorar o ruído e voltemos a inspirar-nos nas raízes do nosso clube. O emblema que brilhou há 50 anos é o mesmo que hoje tanto adoramos. Saibemos respeitá-lo.

 

Vieira Desfaz Mitos e Lança Contra Ataque

 

Há muito por onde embirrar com o nosso Presidente mas ontem foi uma noite em grande para Vieira. Excelente reacção na TVi às preocupantes notícias que todos os dias falam em esquemas, dinheiros desviados e PJ na área.

Vieira acabou com o mito da transferência de Roberto que também teria dado para pagar o prémio de campeão ao treinador Jesus que por sua vez , pelo seu advogado, desmarcou-se de todas as notícias à volta da transferência de Júlio César do Belenenses para o Benfica.

Vieira mostrou o contrato de Roberto, mostrou a transferência do prémio de Jesus e explicou a transacção de Júlio César. Tudo sem margem para dúvidas. O espanhol custou-nos mesmo aquela fortuna e o treinador recebeu mesmo 573 mil euros que com descontos foram 306 mil euros.

 

Explicados os processos o Presidente passou ao ataque. Sugeriu então que se investigasse também os negócios de jogadores do primeiro classificado, sublinhou que está sempre disponível e que não precisa de fugir e garantiu que vai processar jornais e jornalistas responsáveis por todas estas notícias esperando que o dinheiro a receber sirva para boas compras para o nosso plantel.

 

O outro mito desfeito é o do Director Desportivo. Rui Costa está à deriva no Benfica. Vamos ver o que vai acontecer ao homem que a determinada altura deu novo fôlego ao reinado de Vieira e , acima de tudo, até onde vai a passividade do maestro.

Vieira saiu-se muito bem deste ciclo e trouxe alguma tranquilidade ao reino.

E o Atlético Subiu Mesmo. A Festa Saiu às Ruas de Alcântara

Grande ambiente na Tapadinha, da bancada central ao topo norte tudo cheio para apoiar o Atlético. Também algumas dezenas de adeptos do Padroense que fizeram 600 km na esperança de fazer a festa. Mas foi mesmo o popular clube de Alcântara que viveu um fim de tarde inesquecível. Voltou a repetir o 1-0 com uma exibição segura e muito desperdício na finalização, falharam um penalti e o 2-0 várias vezes, numa delas escandalosamente à boca da baliza. Fica provado que a grande estrela da equipa é Rudi mas foi o colectivo que garantiu a subida à liga profissional de futebol com o guarda redes Botelho também em bom nível.

Na próxima época temos futebol profissional da Tapadinha, podemos ter uma Atlético-Benfica na Taça da Liga e espero que não estraguem o ambiente único do estádio com modernices exageradas.

Fica o registo fotográfico do histórico dia do Atlético Clube de Portugal.

 

 

Benfica, emprestados à lupa: Yebda deu lucro

Um interessante trabalho assinado pelo amigo Nuno Travassos do MaisFutebol que aqui reproduzo:

 

Alguns jovens espreitam o regresso, mas o argelino garantiu 2,2 milhões de euros.

Por Nuno Travassos 2011-05-26 18:47h

O Benfica teve quase três dezenas de jogadores emprestados em 2010/11, mas o maior destaque foi Yebda. O internacional argelino afirmou-se na Liga italiana e convenceu o Nápoles a pagar 2,2 milhões de euros por um passe que nada tinha custado às «águias».

Mais perto da Luz parece estar Urreta, que pouco jogou na Corunha mas que recuperou confiança no regresso ao seu país. O mesmo parece esperar Rodrigo, que não foi titular no Bolton mas ainda assim deixou boa imagem. David Simão e Nélson Oliveira estiveram em bom plano no P. Ferreira, equipa-sensação da temporada, e também podem ter a oportunidade de lutar por um lugar no plantel encarnado. Na mesma expectativa está Miguel Rosa, figura no Belenenses. Oblak esteve um ano «encostado», entre Aveiro e Olhão, mas as mudanças na baliza benfiquista podem abrir um lugar para a promessa eslovena.

Em aberto parece a situação de Miguel Vítor, cujo empréstimo ao Leicester foi algo condicionado por lesões, mas ainda assim positivo, a ponto de Eriksson desejar a sua continuidade.

Éder Luís e Fellipe Bastos jogam com regularidade no Vasco, mas a renovação do empréstimo parece mais provável do que o regresso. Pelo Brasil continua também Élvis, cedido em Janeiro ao At. Goianiense. Longe de mostrar argumentos para a reintegração está Shaffer, «escondido» no Rosário Central, da 2ª divisão argentina. Fábio Faria, raramente utilizado no Valladolid, também deve continuar a «rodar».

Zoro voltou a competir no Univ. Craiova, mas vai deixar o Benfica em final de contrato. Jorge Ribeiro, Balboa e Adu jogaram com regularidade, e ainda têm mais um ano de vínculo, mas devem encarar novas cedências ou até à saída definitiva. Na mesma situação está Romeu Ribeiro, que nem conseguiu chegar à equipa principal do Marítimo.

Em Fátima estiveram nove emprestados, sendo que Yartey foi «promovido» pelo Beira Mar, em Janeiro. Mostrou valor, mas ainda está «verde» para servir Jesus. Abel Pereira e Evandro Brandão sentiram mais dificuldades e «desceram» ao Gondomar. O brasileiro Rafael Costa voltou ao seu país, para representar o Americana. João Pereira, Mário Rui, Leandro Pimenta, José Coelho e André Carvalhas jogaram com regularidade, ainda que sem evitar a descida, mas também ainda não justificaram um lugar no plantel principal. O mesmo se aplica a Camará e André Soares, pouco utilizados no Servette de João Alves.

Dados dos emprestados (só jogos de Liga):
Yebda (Nápoles): 28 jogos
Urreta (Corunha/Peñarol): 6 jogos + 8 jogos, 0 + 3 golos
Fábio Faria (Valladolid): 3 jogos
Marc Zoro (Univ. Craiova): 14 jogos
Shaffer (Rosario): 11 jogos*
Miguel Vítor (Leicester): 15 jogos, 3 golos
Éder Luís (Vasco): 44 jogos, 12 golos*
Fellipe Bastos (Vasco): 23 jogos, 3 golos*
Adu (Çaykur Rizespor): 12 jogos, 4 golos*
Rodrigo (Bolton): 17 jogos, 1 golo
Lassana Camará (Servette): 7 jogos*
André Soares (Servette): 11 jogos*
David Simão (P. Ferreira): 25 jogos
Nélson Oliveira (P. Ferreira): 23 jogos, 4 golos
Jorge Ribeiro (V. Guimarães): 14 jogos, 2 golos
Oblak (Beira Mar/Olhanense): 0 jogos
Miguel Rosa (Belenenses): 26 jogos, 11 golos
Mário Rui (Fátima): 25 jogos, 1 golo
Leandro Pimenta (Fátima): 12 jogos
Evandro Brandão (Fátima/Gondomar): 3 + 12 jogos, 0 + 10 golos
José Coelho (Fátima): 16 jogos
João Pereira (Fátima): 24 jogos, 1 golo
André Carvalhas (Fátima): 21 jogos, 5 golos
Abel Pereira (Fátima/Gondomar): 0 + 6 jogos
Rafael Costa (Fátima/Americana): 3 + 2 jogos*
Yartey (Fátima/Beira Mar): 14 + 10 jogos, 2 + 1 golos
Balboa (Albacete): 7 jogos
Elvis (Atlético Goianiense): 6 jogos*

 

Romeu Ribeiro (Marítimo B): 23 jogos, 2 golos - rescindiu com o Benfica

 

* em competição

«Fiquem tranquilos, não vou para o FC Porto»

Respeito o Salvio por estas declarações. Poucas vezes vi jogadores prometerem não ir para o inimigo. Salvio nem é nosso jogador mas ao contrário de muitos que vestem a nossa camisola teve coragem de prometer que por cá só joga na Luz. E esclarece algo que é evidente mas que às vezes a malta parece que se esquece:

"É verdade que há uma cláusula de compra, e admito que seja elevada para o Benfica. Mas não fui eu que escolhi as condições, foi o Atlético, nem fui eu que concordei com elas, foi o Benfica. Já se sabia que teria de ser um esforço grande para comprar o meu passe".

É isto.

Comunicado da Benfica SAD sobre investigação da PJ

Após o pedido de comentário da Antena 1, sobre as notícias que surgiram hoje a propósito das investigações feitas pela Polícia Judiciária nas instalações do SAD do clube, o Benfica emitiu à Antena 1 em primeira mão, o seguinte comunicado:

 

"Em função do sensacionalismo, da especulação e, finalmente, da falsidade de algumas notícias hoje publicadas na imprensa, a Benfica Futebol SAD vem esclarecer que durante o dia de ontem, uma equipa da Polícia Judiciária esteve no estádio da Luz solicitando diversa documentação sobre a transferência do atleta Júlio César, nomeadamente sobre os comprovativos de liquidação da mesma ao C.F Os Belenenses SAD, sendo que, ficou claro que o alvo da investigação está a montante do Benfica. Estes são os factos, tudo o que vai para além disto é ficção e a Polícia Judiciária, se assim o entender, poderá confirmá-lo.

 

Da parte da Benfica Futebol SAD foi prestada toda a colaboração e fornecidos todos os documentos solicitados. Colaborar com uma instituição judiciária é um acto normal, pelo menos é assim que a Benfica Futebol SAD o encara, dada a transparência dos processos e a idoneidade das pessoas que neles intervêm. Infelizmente, e apesar de ter prestado estes esclarecimentos, alguns jornais optaram esta manha por uma pratica inovadora: noticiar tudo aquilo que não aconteceu, envolvendo nomes de pessoas e jogadores que não foram alvo de qualquer diligência por parte da Polícia Judiciária.

Desinformar é uma pratica que apesar de poder interessar a alguns, devia ser evitada pelos jornalistas, principalmente quando está em causa o carácter e a conduta de pessoas. Infelizmente, nem todos pensam assim.

A Benfica SAD agirá judicialmente para com todos aqueles que de forma grosseira ultrapassaram os limites que o dever de informar impõe".

Pág. 1/6