Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Red Pass

Tetra Campeões

Red Pass

Tetra Campeões

Sobre a Assembleia-Geral da Sport Lisboa e Benfica – Futebol, SAD

O relatório de gestão e contas do exercício de 2009/2010 foi aprovado esta segunda-feira com uma única abstenção e sem qualquer voto contra. No final da Assembleia-Geral da Sport Lisboa e Benfica – Futebol, SAD, Domingos Soares de Oliveira mostrou-se satisfeito com a aprovação dos resultados.

Os resultados apresentados reflectem as opções estratégicas que foram tomadas, nomeadamente do ponto de vista do plano desportivo e do ponto de vista da alienação e compra de jogadores e, por último, também por uma boa performance a nível do proveito, já que o Benfica teve um crescimento muito significativo, atingindo um total de proveitos consolidados SAD e Benfica Estádio de 96 milhões de euros”, começou por afirmar no final da AG da SAD.

Tendo em conta a aposta na vertente desportiva, Domingos Soares de Oliveira reforçou que os resultados corresponderam ao esperado: “Como foi referido na Assembleia-Geral, 19 milhões de euros de prejuízo nunca pode ser considerado como um resultado bom se analisarmos exclusivamente a componente económico-financeira, mas dado que ela reflecte as opções desportivas, nomeadamente da não venda dos principais jogadores, são os resultados que esperávamos.”

O Benfica foi afastado da fase de grupos da Liga dos Campeões desta época, no entanto, o administrador-executivo da SAD descartou que isso possa vir a ter influência no exercício de 2010/2011. “Recordo que no passado tínhamos tido apenas três milhões de euros de prémios de competições europeias e este ano, segundo os últimos números que foram divulgados, já tínhamos superado os 10 milhões de euros. Não é pela vertente das receitas, associadas aos prémios das competições europeias, que temos qualquer prejuízo relativamente ao último ano”, afirmou.

Domingos Soares de Oliveira descartou ainda que o Benfica tenha de vender activos em virtude dos resultados apresentados nesta segunda-feira. “Em cada momento encontramos as soluções adequadas para financiar a nossa actividade e até à data posso vos dizer que não tivemos a necessidade de contrair mais investimentos. Não temos, neste momento, nenhuma obrigação de vender jogadores, seja em Janeiro ou seja quando for”, garantiu.

 

in SLB

Comunicado da Benfica SAD

Co Adriaanse
Luís Fabiano
Derlei
Paulo Assunção
Adriano
Rodriguez
Costinha
Raul Meireles
Matt Fish (basquetebolista)
Paulo Martins (RTP)
Pedro Figueiredo (RTP)
João Pedro Silva (RTP)
Marinho Neves (jornalista)
Fotógrafo do JN atropelado à saída do tribunal.

E mais um sem número de pessoas que optaram pelo silêncio!
A todos a nossa solidariedade!

UEFA Futsal Cup - Final four garantida com vitória clara

A equipa de futsal masculino do Sport Lisboa e Benfica carimbou este domingo a passagem à final four da UEFA Futsal Cup, onde vai procurar revalidar o título de campeão europeu.

No terceiro jogo do Grupo A da Ronda de Elite, os Benfica  venceu os sérvios do Ekonomac Kragujevac por 5-2.

 

Num encontro em que era obrigado a vencer, o Benfica mostrou toda a sua classe e vai, assim, defender o título europeu no final de Abril de 2011. As meias-finais da final four estão agendadas para 26 ou 27 do referido mês.

As outras equipas apuradas, além do Benfica, são o ASD Città Di Montesilvano C/5 (Itália), o Kairat Almaty (Cazaquistão) e o Sporting (Portugal).

Beira Mar 1 - 3 Benfica

Estamos de Volta

 

Depois de tantos passos em falso (8 para ser mais preciso), depois de tanta desilusão, depois de tanto disparate pedia-se uma resposta pronta e eficaz para terminar com um ciclo de pesadelo fora da Luz. O empate entre os aliados na véspera podia servir de motivação para se ganhar pontos aos dois e o apoio que nunca lhes falta mesmo depois dos desastres exigia dedicação total.

 

O Benfica arrancou uma vitória folgada em Aveiro embora não tenho assinado uma exibição deslumbrante. Estou convencido que o regresso de Cardozo aos golos tem muito a ver com esta resposta positiva da equipa. Podem não gostar dele, podem ter razões de queixa do seu feitio, podem-no criticar mas a verdade é que um avançado eficaz como Cardozo o Benfica há muito tempo que não tinha.

Estava complicado chegar ao primeiro golo porque o guarda redes aveirense foi adiando e Bruno Paixão só resolveu marcar penalti à segunda falta flagrante na área do Beira Mar. Aconteceu mesmo ao fim da primeira parte e deu algum alívio para a segunda. Cardozo foi chamado e não falhou.

 

A vantagem moralizou os adeptos que apoiaram ainda mais alto, a equipa toda no geral mas em particular a dupla maravilha que este ano tem andado apagada, Cardozo bisou com um daqueles seus golos de estilo muito próprio e depois utilizou a sua finta para oferecer a Saviola um golo que nos fez recordar a epopeia da época passada.

 

Foi com naturalidade que se chegou aos 0-3 e era este Benfica que nos tínhamos habituado a ver. Ainda bem que voltou mesmo que ainda mostrando alguns problemas do meio campo para trás e principalmente após as mexidas do treinador que voltaram a desequilibrar a equipa. Deve ser um enorme azar mas a verdade é que com 3 dos mais sonantes reforços em campo voltámos a sofrer um golo e ainda apanhar uns sustos na parte final da partida.

 

O que interessa é que o Benfica ganhou bem por 1-3 deu a volta ao mau clima que andavam envoltas as suas viagens além Luz e parece ter recuperado a confiança para encarar o último mês de competições de 2010 que foi um ano tão bom para todos os benfiquistas. Que este bom momento tenha continuidade na próxima sexta feira é o que se pede e deseja.

 

Uma palavra para Jorge Jesus que fez exactamente aquilo que tinha que fazer quando o idiota do jornalista da TVI insistiu em fazer perguntas que nada tinham a ver com o jogo. «Então "xau"» é das melhores tiradas de JJ nos últimos tempos. Muito bem!

Jorge Jesus: "O único responsável pelas derrotas sou eu"

O treinador do Benfica, Jorge Jesus, assumiu neste sábado a responsabilidade pelos maus resultados da equipa, defendeu David Luiz e argumentou que só as vitórias podem devolver a confiança aos jogadores e adeptos da formação da Luz.

"David Luiz faz parte de uma equipa. Quando a equipa não ganha, é a equipa que perde. O único responsável pelas derrotas sou eu e não os jogadores", respondeu Jorge Jesus, em declarações à Benfica TV, quando confrontado com as críticas ao defesa central brasileiro.

"David Luiz é uma certeza absoluta da selecção do Brasil, uma das melhores do mundo. No Benfica tem um passado de grande evolução, que fez dele imprescindível na selecção do Brasil. Não podemos desvalorizar um jogador que é valorizado a nível mundial pelas melhores equipas", acrescentou o treinador, sublinhando que o central tem toda a sua confiança e vai continuar a jogar.

Jorge Jesus admitiu ainda que as derrotas frente ao FC Porto e Hapoel quebraram o ritmo de recuperação e que afectaram a confiança da equipa. "Começámos o campeonato mal e vínhamos numa recuperação significativa até ao Porto. Estas duas derrotas afectaram a nossa a recuperação. Mas agora vamos entrar noutro ciclo e numa caminhada de vitória consecutivas", disse o treinador benfiquista, para quem "só as vitórias dão confiança e tranquilidade, não só aos jogadores, mas também aos adeptos."

O técnico "encarnado", aliás, admitiu que a insatisfação dos adeptos com os resultados do Benfica "gera um clima de instabilidade na equipa": "E só com vitórias saímos dele. São momentos não tão bons que as equipas têm. Na época passada, não tivemos este problema, mas temos mais do que capacidade para sair desta situação."

Apesar de estar fora da Liga dos Campeões e a dez pontos do líder do campeonato (o FC Porto), Jorge Jesus garantiu que a sua equipa "está motivada": "Sabemos que temos mais títulos para conquistar."

Depois da derrota em Israel, que ditou a eliminação na Liga dos Campeões, o Benfica desloca-se domingo a Aveiro, para defrontar o Beira-Mar (18h15, TVI).

Jesus destacou a importância de regressar aos triunfos ("A nossa obrigação é jogar futebol de qualidade e ganhar, porque precisamos desses três pontos"), mas também alertou para a boa época do adversário, que é oitavo classificado da Liga, algo que o treinador considerou uma "surpresa".

"Não é uma deslocação fácil e os números indicam isso. Ainda não perdeu em casa, foi ganhar a Braga, o que é sinal de que é uma equipa com capacidade", disse Jorge Jesus.

O técnico benfiquista revelou ainda que Aimar está em dúvida para o encontro de amanhã, por apresentar "alguns sintomas de cansaço muscular".

Luís Filipe Vieira

Ao seu melhor estilo (elogio) Luís Filipe Vieira resolveu manifestar-se através do jornal do clube. Numa altura que o Bi-campeonato é uma utopia, que a Liga dos Campeões é passado e a Liga Europa uma incógnita, o Presidente vem desmarcar-se à grande (nas entrelinhas, claro) do seu grande aliado do último ano, Jorge Jesus.

Basicamente o que o Vieira nos quer dizer é que o plantel é o que Jesus escolheu para o bem e para o mal e que em Janeiro não está com vontade de ir buscar mais ninguém. Isto é a prova do que já sabíamos sobre Rui Costa que foi afastado das decisões importantes sobre contratações.

 

Este triângulo tem sido gerido por Vieira com a mestria com que costuma liderar os seus negócios.

Relembro apenas que foi Rui Costa que salvou Vieira numa altura que o seu reinado parecia ter terminado no Benfica. Vieira usou o escudo Rui Costa e sobreviveu ficando com tantos créditos que se deu ao luxo de se afastar das decisões do futebol para ver o que ia dar. Com deu para o torto veio dizer que o Rui ainda precisava de aprender muito mas que estávamos no bom caminho. Quique falhou e foi para Espanha vencer uma Liga Europa e uma Supertaça Europeia que eu não me importava de ter no nosso futuro museu.

 

Aproveitando o crédito angariado com Rui Costa e o "falhanço" deste no primeiro ano de Director Desportivo Vieira impôs Jorge Jesus. A jogada saiu-lhe na perfeição e o Benfica fez uma época que na altura parecia uma miragem e agora nos parece um milagre. Jesus chegou viu e venceu, Vieira renasceu e colou-se ao Mestre da Táctica deixando Rui Costa para segundo plano. Até Maio tudo correu bem embora muitos, como eu, não tenham engolido bem a eliminação da Liga Europa.

Como sempre acontece com Vieira o deslumbramento apoderou-se de si e solta-se o pior que conhecemos do Presidente. Entrevistas a toda a hora, ir longe na Europa, o bi campeonato, os grandes craques que iam colmatar as saídas de Ramires e Di Maria, enfim, o costume.

A acompanhar o circo do Presidente tivemos o treinador que impressionado consigo próprio também já falava em erguer a Taça dos Campeões e trazer Huntellaars e tudo mais.

 

E Rui Costa sempre na sombra. Saiu para ir falhar a missão impossível de ir buscar Hleb.

Com tanto barulho após o 32º campeonato do clube conquistado e a 2ª Taça da Liga a preparação da nova época foi uma ode ao disparate. Começando num guarda redes banal comprado a preço de estrela mundial acabando em boatos de desentendimentos entre plantel , direcção e técnicos por causa de prémios e dinheiros.

Ninguém deu um murro na mesa, ninguém pôs ordem na casa e partimos para uma pré época atribulada com Roberto a ser figura indesejada e com um arranque oficial que conseguiu ser o pior de sempre da nossa história. Tinha-se passado do céu ao inferno em poucos meses.

 

Em vez de se tentar colocar ordem no caos fez-se o que é costume no nosso clube que é a fuga para a frente. Guerra aos árbitros ( mas ninguém nos explicou porque raio apoiámos o Presidente da Liga ) e um atabalhoado apelo a um boicote que podia ter sido histórico mais foi mal lançado, mal explicado e mal gerido.

 

O tempo foi passando e os craques argentinos tardam em mostrar o valor que só conhecemos de boca, 8 derrotas depois Vieira vem se desmarcar de Jorge Jesus. Provavelmente o treinador não acaba a época no clube e Vieira terá que voltar a ir buscar Rui Costa para serenar os ânimos.

 

Todos nós já vimos isto, todos nós já percebemos como tudo funciona. Só me surpreende que o próprio Vieira não tenha percebido que não nasceu para gerir futebol!

Não vale a pena perder tempo com as frases feitas sobre o Presidente nem ponderar a sua sucessão. Isso agora está fora de causa e não vai acontecer porque ainda faltam quase 2 anos para novas eleições. É preciso é tentar perceber e estar em cima da próxima jogada e aí é Rui Costa quem tem uma palavra a dizer porque mesmo que não caia o treinador penso que já é claro para todos que Jesus não pode continuar a ter carta branca para mandar vir os jogadores fétiche das madrugadas que passa em frente à tv a ver campeonatos brasileiros e argentinos.

Toda a nossa atenção deverá estar agora com o homem que foi posto na sombra, Rui Costa terá que mostrar qual é a sua ideia para o futuro imediato do nosso clube porque é a ele que se deve a continuidade de Vieira na presidência.

Pág. 1/6