Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Red Pass

Rumo ao Tetra

Red Pass

Rumo ao Tetra

Benfica 2 - 0 Paços de Ferreira

 

A todos os que não foram esta noite à Luz por causa do temporal, do frio, da hora, da preguiça, das derrotas no arranque da época, de não terem Red Pass ou outras desculpas mais, ficam a saber que o golo de Aimar é dedicado a vocês.

Eu já vi o golo na televisão e posso vos garantir que não tem nem metade do encanto do que vê-lo ao vivo no estádio. Foi um momento de magia inspirado no D10S que hoje completa meio século de vida. Obrigado Aimar por nos mostrares que temos razão em ir aos jogos todos na Luz porque um momento eterno como este pode sair em qualquer altura do campeonato e é preciso estar lá para o testemunhar. O Lance de Aimar é bem capaz de valer já meio Red Pass.

 

Uma vitória por 2-0 numa noite tranquila em que todos os objectivos foram cumpridos dentro de um contexto competitivo algo complicado já que estamos em vésperas de um muito importante jogo europeu e ao mesmo tempo tínhamos que gerir quase meia equipa amarelada tendo em vista a próxima saída da Luz para a Liga.

 

O Paços quis também tentar o truque de quebrar as rotinas e tradições da Luz e obrigou-nos a jogar ao contrário do que é hábito. Agradeço-lhes por isso para sempre é que assim o golo de Aimar na 1ª parte foi marcado na nossa baliza grande! De cabeça só me lembro de três equipazecas que tentaram este capricho na Luz de nos fazer atacar para a baliza grande logo na 1ª parte, foi a Naval que acabou por perder no fim do jogo, foi agora o Paços de Ferreira e uma outra equipa do meio da tabela que agora não me recordo... Ah, já sei foi o LOLético de Portugal. Todas acabaram derrotadas mas fica a tentativa de mexer com a nossa tradição. Pequenos!

 

Apesar da rábula da escolha de campo tenho que elogiar a equipa de Rui Vitória porque gostei do futebol que apresentaram e pareceram-me muito bem treinados e organizados praticando um futebol positivo, coisa rara de ver nos adversários que jogam contra nós na Luz.

Kardec finalmente fez um golo para o campeoanto, marcou de penalti na vez de Saviola e foi uma decisão muito acertada de Jesus já que o argentino continua completamente fora de forma no que diz respeito à finalização.

 

Na semana em que a nossa Catedral completou 7 anos de vida mais uma vitória convincente do Campeão com Aimar a prestar tributo a Maradona. Esta é a 5ª vitória seguida na Liga e também o 5º jogo seguido que o Benfica não sofre um golo.

Roberto está imabtível há 457 minutos provando que me enganei quando previ o seu fim no nosso clube após o jogo com o Nacional e assinou mais uma bela exibição com boas defesas nesta jornada. Temos guarda redes!

 

Agora pensamento em 3ª feira para vencermos  Lyon.

Vítor Pereira admite adiamento do "clássico"

O presidente da Comissão de Arbitragem da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP) confirmou ter recebido "cerca de uma dezena" de declarações de indisponibilidade de árbitros para a décima jornada da prova.

Vítor Pereira promete falar sobre o "cenário de greve" na arbitragem, nos dias 6 e 7 de Novembro, assim que "todos os dados estiverem devidamente escrutinados", mas promete que a LPFP tudo fará para "garantir o normal decurso das competições profissionais". "Vou ter de falar com o presidente da Liga (Fernando Gomes). Eu ou o organismo abordaremos em concreto esta questão mais tarde, mas confirmo que a Comissão de Arbitragem já recebeu cerca de uma dezena de declarações [de indisponibilidade]", revelou Vítor Pereira.

Sobre a hipótese dos jogos da décima jornada, e em concreto o "clássico" entre FC Porto e Benfica, não se realizarem por falta de árbitros, Vítor Pereira admite que este cenário "é uma das possibilidades", mas insiste que a LPFP e a Comissão de Arbitragem "tudo farão para garantir o normal decurso dos jogos". "Estamos a falar de cenários inseridos no âmbito de um calendário preenchido, o que torna mais complicados os adiamentos de jogos", admitiu Vítor Pereira.

"Esmagadora maioria indisponível", diz Luís Guilherme

O presidente da Associação Portuguesa de Árbitros de Futebol (APAF), Luís Guilherme, já tinha revelado esta quinta-feira que a "esmagadora maioria dos árbitros portugueses" estão a mostrar-se indisponíveis para apitar a 6 e 7 de Novembro. Segundo Luís Guilherme a iniciativa não pode ser considerada uma "greve", porque os árbitros em Portugal não são profissionais.

"Esta é uma situação que não abrange só o futebol, mas todas as modalidades. Tenho conhecimento de que um grande número de árbitros em modalidades como o andebol e o basquetebol também já se mostraram indisponíveis", esclareceu Luís Guilherme, em declarações à agência Lusa.

A decisão de avançar com esta iniciativa, promovida pela Confederação das Associações de Juízes e Árbitros de Portugal em protesto contra o Regime Fiscal e o Código Contributivo da Segurança Social, foi tomada a 22 de Outubro, após uma reunião que contou com a presença de todos os Conselhos de Arbitragem Distritais de futebol.

Luís Guilherme explicou que, no caso de não se apresentarem os árbitros nomeados para os jogos, aqueles "terão de ser encontrados na assistência e, de acordo com os dois delegados [ao jogo], serão escolhidos três [espectadores] para dirigir os encontros", sejam eles árbitros ou não. O presidente da APAF referiu que esse é um procedimento "banal ao nível dos [campeonatos] distritais" e acontece "todos os domingos em dezenas de encontros".

O processo negocial com o Governo, para criar condições que tenham em atenção a especificidade da actividade de Árbitro e Juiz desportivo no que se refere ao Regime Fiscal e ao Código contributivo da Segurança Social, já decorre há mais de quatro anos. De acordo com Luís Guilherme, os principais problemas levantados aos árbitros residem no facto de estes perderem qualquer regalia social, seja subsídio de desemprego ou bolsa de estudo, quando se colectam nas finanças e ainda por, segundo o novo Código Contributivo da Segurança Social, serem obrigados a pagar uma contribuição mensal mínima de 183 euros, caso não descontem para a Segurança Social.n


via Lusa

Rúben Amorim e Cardozo continuam em recuperação

O Benfica continuou esta quarta-feira a preparar o jogo frente ao Paços de Ferreira, da 9.ª jornada da Liga portuguesa de futebol, ainda sem poder contar com os lesionados Rúben Amorim e Óscar Cardozo.

No cento de estágio do Seixal, Ruben Amorim e Óscar Cardozo voltaram a realizar corrida, tratamento e trabalho de ginásio, continuando assim, a recuperar das suas lesões.

A equipa do Benfica regressa ao trabalho na quinta-feira, pelas 10h30, no Centro de Estágio do Seixal, numa sessão que vai decorrer à porta fechada.

Pág. 1/7