Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Red Pass

Tetra Campeões

Red Pass

Tetra Campeões

JJ, Por Mim 0-1 Chega!

«É verdade que em todas as Ligas europeias, só o Liverpool tem mais golos marcados que o Benfica. Amanhã [quinta-feira], seria bom sinal se o AEK nos desse a possibilidade de fazer vários golos. Mas não acredito. Prevejo um jogo equilibrado e difícil para o Benfica»
Jorge Jesus

Messi Deixa o Nosso Aimar Envergonhado


O melhor jogador do mundo, Lionel Messi, afirmou que adora ver Pablo Aimar a jogar. O elogio deixou Pablito corado como se pode ler no Goal.com :

After Lionel Messi admitted that he loved watching Pablo Aimar play, the Benfica man was grateful for the Barcelona wizard's kind words.

"I blushed [when I heard Messi's words]," Aimar told Portuguese daily newspaper Record.

"I have words of gratitude for what he says about me because, at the end of the day, he is the best in the world."

Aimar has recently been called up to the Argentina squad after a two year absence, and is delighted to have the opportunity to play for the Albicelestes again.

"To be in the national team is a huge challenge, particularly because this is a difficult time. [But] I am sure that we will be at the World Cup."

Diego Maradona's side are preparing to face Peru and Uruguay, after which they will discover whether or not they have done enough to earn a spot at next year's World Cup in South Africa.

Anthony Wright, Goal.com

Estrelas da nossa Formação: Diego Lopes



NOME Diego Hipólito Silva Lopes



NACIONALIDADE Brasileira



NASCIMENTO 1994-05-03 (15 anos)



POSIÇÃO Médio Ofensivo / Avançado





No final de 2008, chegou ao Sport Lisboa e Benfica um jovem brasileiro de 14 anos, que veio para Portugal tentar a sua sorte, em busca de um futuro risonho. Apesar de se tratar de um garoto em tão tenra idade, em que muitos deles se perdem pelo caminho, não posso deixar de vos apresentar este craque, um valor seguro, a quem muitos apelidam de novo Kaká: ele chama-se Diego Lopes. Tem nas botas o futebol dos predestinados e veio para integrar a equipa de Iniciados A. O seu início não poderia ter sido melhor! Sagrou-se Campeão Nacional, cujo título neste escalão fugia há muitos anos ao Benfica, e foi considerado, unanimemente, o melhor jogador da prova.



Diego Lopes chegou ao Benfica pela mão do seu empresário, vindo do Palmeiras. Também ele costuma envergar o número dos predestinados, o 10. Tem tudo para ser um caso sério no mundo do futebol. Trata-se de um fantasista puro, com uma qualidade técnica fora-de-série e uma capacidade física invejável. Os seus dribles, normalmente em progressão, são estonteantes, aliados a uma temível capacidade de concretização: estão decorridas 4 jornadas no Campeonato de Juvenis A e Diego leva já 11 golos na sua conta pessoal! Números impressionantes, tendo em conta que Diego Lopes joga como elemento mais ofensivo do Meio-Campo, no apoio aos 3 Avançados (O Benfica nas Camadas Jovens costuma jogar em quase todos os escalões em 4-3-3).



Bruno Lage, Mister dos Juvenis A e também seu anterior Técnico nos Iniciados, tem aqui um autêntico diamante nas suas mãos. Diria mesmo, O Diamante da nossa Formação. Além das suas qualidades técnicas, Diego Lopes é um jogador muito inteligente, atributos de um jogador completo. Vai ser muito difícil ao Benfica mantê-lo, pois somente aos 16 anos poderá assinar contrato profissional, e todos os dias lemos e ouvimos histórias de clubes, nomeadamente ingleses, acusados de desviar jovens: Chelsea, Man. United, Arsenal, etc. Penso que Rui Costa está atento e irá fazer tudo para que este jovem talento possa dar muitas alegrias a todos os benfiquistas.



Para já, convido toda a gente a deslocar-se no próximo dia 04 de Outubro ao Campo de Futebol dos Pupilos do Exercito, para ver Diego e os Juvenis A defrontarem o Real Massamá.







Por: Batista

nunobatista7@iol.pt

Convocados Para Atenas

Guarda-redes: Moreira, Júlio César, Quim;

Defesas: Maxi Pereira, Miguel Vítor, Luisão, David Luiz, Sidnei, César Peixoto.

Médios: Rúben Amorim, Javi García, Aimar, Ramires, Fábio Coentrão, Di María, Felipe Menezes, Carlos Martins

Avançados: Cardozo, Keirrison, Weldon, Nuno Gomes, Saviola

Para encontrar um Benfica como o de Jesus há que recuar a Heynckes e Eriksson

Este é o melhor Benfica deste século? É discutível. O que já não merece discussão é que a equipa agora orientada por Jorge Jesus conseguiu, nas primeiras seis jornadas da Liga, o melhor começo desde 1999-2000, temporada que também começou com cinco triunfos e um empate. Quanto aos golos, melhor desempenho só recuando à época de 1989-1990.

Para encontrar 16 pontos somados pelos "encarnados" após os seis primeiros encontros do campeonato é preciso recuar uma década, a 1999--2000, quando os jogadores do alemão Jupp Heynckes também só cederam dois pontos.Curiosamente, e como acontece em 2009-2010, o Benfica também começou com um empate a um golo (em Vila do Conde, onde jogou reduzido a nove unidades desde os 54 minutos), somando, depois, seis triunfos consecutivos.Na presente temporada, o "onze" de Jorge Jesus vai em cinco vitórias seguidas, com a enorme diferença de que os "encarnados" somam agora, após seis rondas, mais 12 golos marcados e só mais dois sofridos (21-3 contra 11-1).Apesar deste início em "grande", o Benfica não lidera a Liga, já que o Sporting de Braga obteve perfeitos 18 pontos, graças a seis vitórias em outros tantos encontros, incluindo triunfos em Alvalade (2-1) e na recepção ao tetracampeão FC Porto (1-0).Para encontrar um registo 100 por cento vitorioso após os seis primeiros jogos, o clube da Luz precisa de recuar até 1982-83, época em que, sob o comando do sueco Sven-Goran Eriksson, abriu a prova com 11 triunfos - cedeu a primeira vez à 12.ª ronda, em Alcobaça (1-1).No que respeita em exclusivo aos golos marcados, o Benfica continua a "perseguir" a época 1989-90, também de Eriksson: com a goleada de sábado ao Leixões (5-0), passou a contar 21 golos, contra os 22 que somou há duas décadas, então à sétima jornada, com um jogo em atraso, da primeira.Nessa temporada, o sueco Mats Magnusson começou endiabrado, com 14 golos nos primeiros seis jogos: os outros foram obra dos angolanos Abel Campos (três) e Vata (dois), do brasileiro Aldair (dois) e do sueco Jonas Thern. Agora, o "rei" é o avançado paraguaio Óscar Cardozo, com sete remates certeiros.

fonte: Lusa

Pág. 1/10