Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Red Pass

Tetra Campeões

Red Pass

Tetra Campeões

Binya emprestado ao Neuchatel Xamax

O internacional camaronês Gilles Augustin Binya vai jogar na próxima época no Neuchatel Xamax da Suíça, por empréstimo do Benfica.

Ao contrário do que tinha sucedido na época de 2007/2008, o médio africano foi praticamente terceira escolha na última temporada, sob as ordens do espanhol Quique Flores, e previa-se que seguisse o mesmo caminho esta época, com Jorge Jesus no comando técnico dos "encarnados".

Segundo o Neuchatel Xamax, Binya será apresentado este sábado, antes do "derby" com o FC Sion, na quarta jornada da liga suíça de futebol. Com três jogos já disputados, o Neuchatel segue no quinto posto da tabela, com apenas uma vitória e dois empates, a dois pontos do líder, o Young Boys.

fonte Lusa

Benfica comunica caso de gripe A

O Benfica comunicou a existência de um caso de gripe A (H1N1) num dos seus futebolistas de formação recentemente regressado do Brasil.

Em comunicado, o Benfica refere que "o atleta infectado encontra-se isolado e em tratamento, enquanto que as medidas de prevenção para a restante comunidade de jogadores do centro de estágio foram activadas".

Sublinha-se ainda que "o sistema de alerta e monitorização previstos no plano de contingência preparado desde o final da época desportiva transacta funcionaram como previsto, permitindo isolar o caso detectado e garantindo, dessa forma, o normal funcionamento" do centro de estágio do Seixal.n

Fonte: PÚBLICO

Recordando Bobby Robson

No dia 9 de Fevereiro de 2008 publiquei estas palavras de Sir Bobby Robson no Encarnado e Branco:

E ainda acrescentei o seguinte:
Nunca percebi porque sempre simpatizei com Bobby Robson. Na minha opinião passou sempre por clubes e selecções que eu não gostava, mas curiosamente sempre o admirei e o respeitei.
Hoje n'A Bola consigo perceber porque é que o inglês sempre foi enorme. É só ler os dois extractos de cima.


Respect!

Benfica veste de laranja em 20010/11


Foi conhecido à meia noite de quinta para sexta-feira o resultado da votação para o equipamento alternativo 2010/11. A camisola laranja foi a mais votada, com 47,21 por cento das escolhas. Numa votação que decorreu no mês de Julho (e que agora termina), foi eleita a cor laranja, embora o lilás (com 34,77 por cento dos votos), também tenha sido bastante votado. Já a camisola amarela recolheu 18,02 dos votos. A camisola laranja foi, assim, a grande vencedora num modo realmente diferente (e democrático) de um clube de futebol escolher o equipamento alternativo. Os sócios puderam escolher e a sua decisão prevalecerá em 2010/11. Assim, o Benfica vestirá de laranja sempre que o vermelho se confunda com o equipamento do adversário.

Fonte: SLBenfica.pt

Ponto da Situação no Plantel do Benfica

Guarda redes
Neste momento temos quatro. É óbvio que algo vai ter de mudar.
Vou aqui traçar as linhas mais desejadas e o cenário mais optimista.
Chegou Júlio César, uma imposição de Jesus, que será terceiro guarda redes fazendo o lugar de Moretto que está de saída.
A ideia passa por vender Quim a preço razoável, e depois tentar fazer uma contratação ao estilo do que se fez com Michel Preud'Homme. Apostar num guarda redes internacional veterano de qualidade indiscutível parece ser o caminho. Caso não seja possível então fica tudo como está, trocando Moretto, com Júlio César.

Defesa
Está visto que Jorge Jesus não está conformado com as opções à esquerda. Jorge Ribeiro já foi descartado, Sepsi está em vias de ser, e Shaffer não está a convencer porque não defende. Ataca bem, mas para defender Jesus quer alguém que feche melhor a ala. É aqui que entra César Peixoto, jogador apreciado pelo treinador que pode apostar nele, e em Fábio Coentrão, para fazerem a ala esquerda toda, deixando Di Maria livre para experimentar outros terrenos.
É na defesa que teremos certamente a única saída marcante do plantel. Está visto que Luisão aposta na saída para um campeonato de topo a um ano de começar o Mundial. O objectivo é ser titular numa liga de topo de maneira que Dunga fique mais perto de o querer a titular no Mundial. A Serie A é de topo, embora a opção Fiorentina me pareça arriscada para o brasileiro.
Certo é que o capitão quer sair , e o Benfica precisa de facturar. As negociações começaram embrulhadas porque o Benfica pretende mais dinheiro, e sem trocas de jogadores. Aguardemos o desfecho. Se Luisão sair é natural que se procure um central mais experiente para se juntar aos jovens de qualidade que temos no plantel.

Meio Campo
Aqui a dúvida chama-se Yebda. O francês não tem evoluído muito, e Jorge Jesus já mostrou que não morre de amores pelo médio. A solução ideal seria a venda a um preço razoável. Fala-se no Everton como provável destino. Era bom para o jogador e para o Benfica. A ficar será sempre segunda ou terceira escolha. Não parece estar posto de lado a contratação de outro médio defensivo, ou mesmo de um extremo direito, mas são possibilidades mais remotas. As jovens promessas do ano passado também não têm lugar esta época, Filipe Bastos deve ir para Belém, e Urreta para o Vitória de Guimarães, ambos emprestados. O meio campo já não deve sofrer muitas mais alterações.

Ataque
A boa notícia é que Cardozo não é para vender. Não sai, a menos que alguém accione a sua cláusula de rescisão o que me parece impossível nesta altura. Portanto, o Benfica vai apresentar a linha atacante mais forte dos últimos anos, e desta vez o Nuno Gomes e o Mantorras só vão fazer número e simbolismo.

Pág. 1/9